SEJAM BEM VINDOS!

A FRUTA NONI RETARDA OS EFEITOS DO ENVELHECIMENTO

DICAS IMPORTANTES PARA A SAÚDE


Azeite contra a osteoporose 

Guarde bem este nome: oleuropeína. A substância, encontrada no azeite de oliva extravirgem, é a nova arma da nutrição para evitar e combater a osteoporose, doença que acelera a perda de massa óssea.
O cálcio que se cuide, porque seu posto solitário de melhor companheiro do esqueleto anda ameaçado. Calma, o mineral não vai perder seu lugar de destaque como protetor dos ossos - muito longe disso. A questão é que a ciência descobre fortes concorrentes para dividir com ele essa prestigiada posição. É o caso da oleuropeína, presente no azeite de oliva. Um estudo da Universidade de Córdoba, na Espanha, revela que esse tipo de polifenol aumenta a quantidade de osteoblastos, células que fabricam osso novinho em folha. Consumi-la , portanto, traria imensas vantagens para manter o arcabouço do corpo em pé ao longo da vida.
“O tecido ósseo é dinâmico, destruído e construído constantemente”, explica o geriatra Rodrigo Buksman, do Instituto Nacional de Traumatologia e Ortopedia, em Brasília. Os osteoblastos ajudam justamente a realizar a reconstrução. É como se fossem a massa corrida colocada na parede para tapar os furos que aparecem com o tempo. Sem essas células, os buracos ficam maiores, os ossos se enfraquecem e cresce o risco de fraturas. O envelhecimento e a menopausa provocam uma queda na concentração de osteoblastos no organismo. Daí a importância da reposição desses construtores, que recebem um belo reforço com a inclusão do azeite de oliva extravirgem no dia a dia, a melhor fonte de oleuropeína. “Aos 30 anos nosso corpo atinge a quantidade máxima de massa óssea e, a partir daí, começa a perdê-la”, nota o ortopedista Gerson Bauer, do Hospital Alemão Oswaldo Cruz, em São Paulo. Por isso é que se diz que a prevenção da osteoporose se inicia muito antes da maturidade. “Essa doença se caracteriza pela diminuição progressiva da densidade óssea, o que torna os ossos mais frágeis e propensos às fraturas”, arremata a nutricionista Clarisse Zanette, mestre em ciências médicas pela Universidade Federal do Rio Grande do Sul. Com o azeite, no mínimo, esse processo destrutivo demora mais tempo para ocorrer. E, se alguém quiser substituir sua fonte de oleuropeína de vez em quando, saiba que existe mais uma opção. “A substância também é fornecida pela azeitona, de onde o óleo é extraído”, diz Clarisse.
Não são apenas os ossos que se deliciam quando saboreamos um prato regado a azeite. O coração também se beneficia, porque suas veias e artérias ficam livres de entraves. “A gordura monoinsaturada, principal constituinte do óleo, interfere nos receptores do fígado que captam o colesterol circulante”, explica o cardiologista Daniel Magnoni, do Hospital do Coração, em São Paulo. “Assim, há uma redução nas taxas da sua versão ruim, bem como de sua quantidade total.” Já os compostos fenólicos do azeite diminuem a oxidação do colesterol, processo crucial para a formação das placas que obstruem as artérias e causam as doenças cardiovasculares. “Esse poder se deve à sua intensa atividade antioxidante”, justifica a cardiologista Paula Spirito, do Hospital Copa D’Or, no Rio de Janeiro. “Esses compostos impedem que os radicais livres - moléculas que provocam danos às células - oxidem o colesterol e contribuam com o aparecimento de placas nos vasos.” A circunferência abdominal é outra que agradece o consumo do azeite. É que o alimento ajuda a evitar a inflamação de uma área do cérebro chamada hipotálamo. A inflamação é provocada por dietas ricas em gorduras saturadas, presentes nas carnes e nos produtos de origem animal. Como o hipotálamo é o órgão responsável pelo controle da fome e do gasto energético, não é um exagero dizer que o óleo de oliva auxilia a manter a harmonia na massa cinzenta e, assim, a afastar os quilos a mais. Além disso, ele acelera a produção de um hormônio chamado GLP 1, que age no cérebro aumentando a saciedade e reduzindo o apetite.
A oleuropeína - voltamos a falar dela - tem participação no pelotão antiinflamatório. “Esse polifenol tem propriedades antioxidantes significativas, inibe a agregação de plaquetas e reduz a formação de moléculas inflamatórias em todo o corpo”, afirma a nutricionista Mércia Mattos, da Faculdade de Medicina de Marília, no interior paulista. Tantas propriedades se refletiriam em um menor risco de uma porção de males, entre eles infartos e derrames. Por falar em proteção, vale destacar, ainda, que esse antioxidante também resguarda as mitocôndrias, estruturas dentro das células responsáveis pela obtenção de energia - dessa forma, fica mais difícil uma célula se aposentar antes da hora.
Quando regamos o prato com azeite extravirgem, porém, não ganhamos apenas boas doses de oleuropeína. O tempero é uma ótima fonte de vitamina E. “Esse nutriente retarda o envelhecimento das células, diminuindo o risco de tumores e doenças do coração”, aponta a nutricionista Soraia Abuchaim, do Conselho Regional de Nutricionistas do Rio Grande do Sul. O melhor é que, para desfrutar de tudo isso, bastam 2 colheres por dia. Mas tem que ser do tipo extravirgem, que concentra maiores teores da substância. De preferência, use-o em saladas e ao finalizar pratos quentes - o azeite não gosta de calor e, se for lançado ao fogo, perde grande parte de suas qualidades. E só o sabor, nesse caso, não basta, certo?
Dra. Maria Dora Ruiz Temoche
                 elisabete a. de souza, DAOM  
                    acupuncturist & herbalist
                  edesouza@pacificcollege.edu    
                              602-430-2951 
         "we cannot direct the wind but we can adjust the sails"            

                   Please consider the environment before printing this e-mail 



Bendito VINHO TINTO...

TIMO 

 EXERCÍCIOS PARA ATIVAR O TIMO, A GLÂNDULA DA FELICIDADE

* Postado por Sonia Ollé em 27 junho 2012 às 0:13
* Enviar mensagem   Exibir blog
TIMO
EXERCÍCIOS PARA ATIVAR O TIMO, A GLÂNDULA DA FELICIDADE
 
No meio do peito, bem atrás do osso que une as costelas (osso externo), fica uma pequena glândula chamada TIMO.

O seu nome em grego, thýmos, significa energia vital. Ela cresce quando estamos contentes, encolhe pela metade quando nos stress-amos e mais ainda, quando adoecemos.
 
Essa característica iludiu durante muito tempo a medicina, que só conhecia através de autópsias e sempre o encontrava encolhido.
 
Supunha-se que atrofiava e parava de trabalhar na adolescência, tanto que durante décadas os médicos americanos bombardeavam timos adultos perfeitamente saudáveis com megadoses de raios X achando que seu "tamanho anormal" poderiam causar problemas.
 
Mais tarde a ciência demonstrou que, mesmo encolhendo após a infância, continua totalmente ativa; é um dos pilares do sistema imunológico, junto com as glândulas adrenais e a espinha dorsal, e está diretamente ligado aos sentidos, à consciência e à linguagem.
 
Se somos invadidos por micróbios ou toxinas, reage produzindo células de defesa na mesma hora.

Mas também é muito sensível a imagens, cores, luzes, cheiros, sabores, gestos, toques, sons, palavras, pensamentos.
 
Amor e ódio o afetam profundamente.
Idéias negativas têm mais poder sobre ela do que vírus ou bactérias.
 
Já que não existem em forma concreta, o timo fica tentando reagir e enfraquece, abrindo brechas para sintomas de baixa imunidade, como herpes.

Em compensação, idéias positivas conseguem dele uma ativação geral em todos os poderes, lembrando a fé que remove montanhas. Um teste simples pode demonstrar essa conexão.
 
Feche os dedos polegar e indicador na posição de o.k, aperte com força e peça para alguém tentar abrí-los enquanto você pensa "estou feliz".
Depois repita pensando "estou infeliz".
 
A maioria das pessoas conserva a força nos dedos com a idéia feliz e enfraquece quando pensa infeliz.
 
As reações são consideradas respostas do TIMO e o método, que tem sido demonstrado em congressos científicos ao redor do mundo, já é ensinado na Universidade de São Paulo (USP) a médicos acupunturistas.
 
O detalhe curioso é que o timo fica encostadinho no coração, que acaba ganhando todos os créditos em relação a sentimentos, emoções, decisões, jeito de falar, jeito de escutar, estado de espírito..."
 
Fiquei de coração apertadinho", por exemplo, revela uma situação real do timo, que só por reflexo envolve o coração.
O próprio chacra cardíaco, fonte energética de união e compaixão, tem mais a ver com o timo do que com o coração- e é nesse chacra que, segundo os ensinamentos budistas, se dá a passagem do estágio animal para o estágio humano.
 
Se você quiser, pode exercitar o timo para aumentar sua produção de bem estar e felicidade.
 
Pela manhã, ao levantar, ou à noite, antes de dormir.
 
a).. Fique de pé, os joelhos levemente dobrados. A distância entre os pés deve ser a mesma dos ombros. Ponha o peso do corpo sobre os dedos e não sobre o calcanhar, e mantenha toda a musculatura bem relaxada.
 
b).. Feche qualquer uma das mãos e comece a dar pancadinhas contínuas com os nós dos dedos no centro do peito, marcando o ritmo assim: uma forte e duas fracas.
 
Continue entre três e cinco minutos, respirando calmamente, enquanto observa a vibração produzida em toda a região torácica.
 
O exercício estará atraindo sangue e energia para o timo, fazendo-o crescer em vitalidade e beneficiando também pulmões, coração, brônquios e garganta.
 
Seja Alegre!!!
Seja Feliz!!!
 

=============================================
Fonte: http:medicine-and-health
=============================================
 

Assinar I_AM_IrmandadeArcanjoMiguel 
Desenvolvido por br.groups.yahoo.comCódigo HTML: 


Cientistas italianos criam o tomate preto




O que estão fazendo juntas as universidades de Modena, Reggio Emilia, Pisa e ateneo da Tuscia? Quer dizer: o que realizaram? A resposta é genial (e não é uma piada): o tomate preto, um tipo da fruta chamada Sun Black.
O novo tomate, tem uma casca com tom de roxo quase preta e a polpa é vermelha e rica de antioxidantes, tem o sabor que todos nós já conhecemos e o melhor de tudo não foi produzido por Ogm.
A sua cor se deve à presença de substâncias chamadas antocianos na casca: são pigmentos, presentes em outras frutas, muito escuros como o da uva preta, que desenvolvem, uma ação de contraste com os radicais livres. Já está no seu segundo ano de colheita, o Sun Black nasceu do cruzamento “natural” de diferentes tipos de tomates.


Colesterol, glicemia, lipídios e triglicerídeos ? nunca mais!!!
ABÓBORA... Não faça disso um    segredo... DIVULGUE!
Um segredinho revelado...
Alguns anos atrás, um ex-professor meu mostrou-me uma análise de sangue; o que eu vi me deixou impressionado. 


Os cinco principais parâmetros do sangue, ou seja: uréia, colesterol, glicemia, lipídios e triglicerídeos apresentavam valores que, em muito excediam os níveis permitidos. 



Comentei que a pessoa com aqueles índices já deveria estar morta ou, se estava viva, isto seria apenas por teimosia. 



O professor, então, mostrou o nome do paciente que, até então, tinha sido ocultado pela sua mão. O paciente era ele mesmo!



Fiquei estupefato! E comentei: "Mas como? E o que você fez?". 



Com um sorriso ele me apresentou a folha de uma outra análise, dizendo: "Agora, olhe esta, compare os valores dos parâmetros e veja as datas". 



Foi o que eu fiz. Os valores dos parâmetros estavam nitidamente dentro das faixas recomendadas, o sangue estava perfeito, impecável, mas a surpresa aumentou, quando olhei as datas; a diferença era de apenas um mês (entre as duas análises da mesma pessoa)! 



Perguntei: "Como conseguiu isso? Isso é, literalmente, um milagre!"



Calmamente, ele respondeu que o milagre se deveu a seu médico, que lhe sugeriu um tratamento obtido de outro médico amigo. Este tratamento foi utilizado por mim mesmo, várias vezes, com impressionantes resultados.



Aproximadamente, uma vez por ano, faço análise de meu sangue e, se algum dos parâmetros estiver apresentando tendência ao desarranjo, volto  imediatamente a repetir esse processo. Sugiro que você o experimente. 

Aqui está o SEGREDOSemanalmente, por 4 semanas, compre, na feira ou em supermercado, pedaços de abóbora. Não deve ser a abóbora moranga e sim a abóbora grande, que costuma ser usada para fazer doce. Diariamente, descasque 100 gramas de abóbora, coloque os pedaços no liquidificador, junto com água (SÓ ÁGUA!), e bata bem, fazendo uma vitamina de abóbora com água. 



Tome essa vitamina em jejum, 15 a 20 minutos antes do desjejum (café da manhã). Faça isso durante um mês, toda vez que o seu sangue precisar ser corrigido. 

Poderá controlar o resultado, fazendo uma análise antes e outra depois do tratamento com a abóbora. De acordo com o médico, não há qualquer contra-indicação, por tratar-se apenas de um vegetal natural e água (não se usa açúcar!). 



O professor, excelente engenheiro químico, estudou a abóbora para saber qual ou quais ingredientes ativos ela contém e concluiu, pelo menos parcialmente, que nela está presente um solvente do colesterol de baixo peso molecular: o colesterol mais nocivo e perigoso - LDL . 



Durante a primeira semana, a urina apresenta grande quantidade de colesterol LDL (de baixo peso molecular), o que se traduz em limpeza das artérias, inclusive as cerebrais, incrementando, assim, a memória da pessoa. 



Há apenas um inconveniente: o sabor da abóbora crua não é muito agradável! Nada mais. 

Porém, há um detalhe importante: nem a abóbora, nem a água poderão ir para a geladeira, porque a refrigeração destrói os ingredientes ativos da vitamina.



Esta é a razão de ter que comprar, semanalmente, a abóbora, pois, fora da geladeira, ela se estraga rapidamente. 



Referência: 

[1] Salvatore de Salvo e Mara Teresa de Salvo, Novos Segredos da Boa Saúde, Editado pela Biblioteca 24x7 [www.biblioteca24x7.com.br], São Paulo-SP, novembro 2008.


Falta de vitamina D associada a doenças

Para o estudo foram analisados 11 mil voluntários


2012-04-02


Vitamina D promove a absorção de cálcio, após a exposição à luz solar
Um artigo publicado, no «The American Journal of Cardiology», por uma equipa da Universidade do Centro Médico e Hospitalar do Kansas, EUA, refere que manter vitamina D no organismo pode evitar problemas de saúde, tais como hipertensão, diabetes, disfunções metabólicas, doenças nas artérias coronárias e insuficiências cardíacas.


Para o estudo foram analisados 11 mil voluntários, onde 70 por cento apresentava insuficiência de vitamina D no organismo. A investigação liderada por James L. Vacek, professor de cardiologia do hospital da Universidade de Kansas, estabeleceu uma ligação entre a deficiência de vitamina D e a ingestão de suplementos desta vitamina e o estado de saúde dos pacientes analisados.

Da amostra, os indivíduos com falta desta vitamina no organismo apresentavam mais casos de doenças vasculares e cardíacas ou de diabetes, com uma probabilidade acrescentada em 164 por cento. A falta de vitamina D já tinha sido relacionada com uma série de doenças, mas até agora nunca tinham demonstrado que os suplementos podiam prevenir esses problemas.



A vitamina D pode ser encontrada em determinados alimentos, como os ovos e alguns tipos de peixe (atum ou sardinha), mas também em lacticínios e bebidas à base de soja. A exposição ao sol é um dos factores que desencadeia a produção da vitamina na pele – essencial para manter o equilíbrio do organismo. Promove a absorção de cálcio (após a exposição à luz solar), essencial para o desenvolvimento normal dos ossos e dentes, atua também, como recentemente descoberto, no sistema imunológico, no coração, no cérebro e na secreção d e insulina pelo  pâncreas



Açafrão, anticancerígeno comprovado.


Açafrão, anticancerígeno comprovado.





Cúrcuma (Curcuma longa Linn.) ou Açafrão da Índia ou “Turmeric” é uma planta da família do gengibre sendo a raiz a parte mais utilizada na culinária e na medicina. No Brasil, principalmente em Minas Gerais e Goiás, é conhecida como Açafrão da Terra, Açafroa ou Gengibre Amarelo.



É no rizoma da Curcuma longa que está o componente mais ativo da planta, a curcumina presente em 2 a 5% deste delicioso tempero.



A curcumina comercial encontrada nos mercados a preços bem acessíveis, contém três cucurminoides que lhe confere a cor amarelo alaranjada: curcumina (77%), demetoxicurcumina (17%) e bisdemetoxicurcumina (3%).



Ela é muito consumida na Índia, em média 1,5 g a 2 g por dia de cúrcuma, como tempero. É o principal condimento do curry , ao qual ele dá sua cor alaranjada. Estudos recentes mostram que podemos ingerir até 8 g/dia sem efeitos colaterais, entretanto a biodisponibilidade celular da curcumina é muito baixa , devido à rápida glucoronidação hepática e intestinal. A adição de pimenta do reino aumenta em 2000% a biodisponibilidade do princípio ativo.



Foram encontradas 1492 referências no Medline sobre a atividade biológica da curcumina. Recentemente a literatura médica mostrou que a Cúrcuma possui os seguintes efeitos:



1. Anticâncer


2. Aumenta o efeito da quimioterapia nas situações de resistência a múltiplas drogas

3. Antiaterosclerótico

4. Antinflamatório

5. Reduz o colesterol

6. Diminui a oxidação da LDL

7. Inibe a agregação das plaquetas

8. Diminui o tamanho da trombose no infarto do miocárdio

9. Diabetes tipo II: hipoglicemiante, diminui os níveis de hemoglobina glicosilada e diminui a microalbuminúria

10. Esclerose Múltipla: diminui as crises de exacerbação

11. Alzheimer: retarda o processo degenerativo

12. Fibrose cística: corrige alguns defeitos

13. Doenças inflamatórias dos olhos: uveíte anterior crônica, pseudotumor orbital idiopático

14. Diminui as dores na artrite reumatoide

15. Efeito nas doenças de pele: psoríase e dermatites

16. Efeito na esclerodermia

17. Estimula regeneração muscular

18. Melhora a regeneração das feridas

19. Cicatriza escaras

20. Protege o fígado e rins de lesões tóxicas

21. Aumenta a secreção biliar

22. Diminui a formação de cálculo biliar

23. Efeito nas doenças inflamatórias de intestino

24. Protege contra a formação de catarata

25. Protege o pulmão da fibrose

26. Inibe a replicação do HIV

27. Inibe a reprodução das leishmanias

Efeitos da Curcumina no Câncer

A curcumina possui uma série de efeitos na prevenção e no tratamento do câncer. É o fitoquímico que inibe o maior número de vias de sinalização, transdução e transcrição que conhecemos e por esse motivo possui potente efeito no câncer como antiproliferativo, apoptótico , antiangiogênico e antimetastático.

Também é um potente agente antinflamatório (a inflamação está implicada na carcinogênese).

A cúrcuma é mencionada nos tratados médicos da Ìndia, da China, do Tibete e do Oriente Médio há mais de 2 mil anos.

Atualmente, em idade idêntica aos ocidentais, os indianos têm 8 X menos cânceres de pulmão que os ocidentais, 9 X menos câncer de cólon, 5 X menos câncer de mama e 10 X menos câncer de rim. E isso apesar de uma exposição a múltiplos cancerígenos presentes no meio ambiente, numa escala pior que o ocidente.

O Dr. David Servan-Schereiber (autor do livro Anticâncer), quando pesquisava seu próprio câncer, ficou perplexo ao descobrir que mesmo tumores cerebrais tão agressivos como o temível Glioblastoma Multiforme, se mostrava mais sensível à quimioterapia quando se prescrevia em paralelo o consumo da cúrcuma.

Em Taiwan, os pesquisadores que tentaram tratar tumores com cúrcuma em cápsulas perceberam que era extremamente mal absorvido pelo organismo, pois o cúrcuma não passa a barreira intestinal. O ideal é sempre ser utilizado misturado à pimenta (piper nigra).

DICA DE UTILIZAÇÃO

Misturar um saquinho comercial de açafrão com meio saquinho de pimenta do reino e dissolver em azeite de oliva até formar uma pasta. Utilizar em saladas, sopas, temperos, carnes, feijão, arroz, etc..

Link sobre o assunto:
Curcumina e Câncer : antiproliferativo, antiapoptótico, antiangiogênico e antimetastático






Conheça os alimentos que combatem o envelhecimento

Você sabia que uma dieta rica em cálcio, potássio e cobre pode dar um basta no envelhecimento? Esses nutrientes combatem as dores e a falta de memória!


O que comemos (ou não!) pode acelerar o envelhecimento e comprometer a nossa qualidade  de vida. “Em geral, o brasileiro não está acostumado a ingerir frutas, legumes, óleos de boa qualidade, peixes e verduras todos os dias. Pelo contrário, nossas refeições estão recheadas de carboidratos, gorduras trans, alimentos processados e pobres em nutrientes, que comprometem o bom funcionamento do corpo e da mente”, explica o endocrinologista Wilmar Accursio, presidente da Sociedade Brasileira para Estudos do Envelhecimento.
Entretanto, a boa notícia é que podemos adotar um cardápio com o objetivo de retardar ao máximo o início das doenças que acompanham o envelhecimento. “Tal processo está diretamente relacionado com o que comemos”, diz o nutrólogo Alexander Gomes de Azevedo (SP). A seguir, descubra como corrigir sua alimentação:

A memória anda preguiçosa?


VOCÊ PRECISA DE: ômega 3
· Os ácidos graxos ômega 3 e ômega 6 são tão importantes que, sem eles, os neurônios não funcionam direito, a memória falha e ainda é possível surgir a depressão. O endocrinologista Wilmar Accursio dá adica: “consumido diariamente, o ômega 3, melhora as trocas entre as células e a velocidade de comunicação dos neurônios”. Quando não conseguimos repor a deficiência desse nutriente, o nutrólogo Alexander Azevedo recomenda ingerir cápsulas de ômega 3. “Mas consulte um médico antes”, alerta o especialista.
COMO DIAGNOSTICAR: faça um check-up da sua alimentação. Se diariamente você não come peixes, nozes ou semente de linhaça moída, a quantidade necessária de ômega 3 é insuficiente!
CONSUMA: 1 colher (sopa) de semente de linhaça ou 3 colheres (sopa) de abacate ou 1/2 xíc. (chá) de espinafre cozido ou 7 nozes.

As articulações estão enferrujadas?


VOCÊ PRECISA DE: cobre e manganês
· Esses minerais impedem a deterioração do colágeno, fundamental para a flexibilidade das articulações. Quando o colágeno está em ordem, as dores não aparecem nessas regiões.
COMO DIAGNOSTICAR: se as dores são constantes, procure um médico para avaliar o caso. Com um exame de sangue é possível checar se os incômodos estão relacionados com o desgaste das articulações ou se há doença inflamatória.
CONSUMA: 2 col. (sopa) de chocolate em pó + 3 fatias médias de abacaxi + 2 nozes + 4 col. (sopa) de aveia + 1/2 xíc. (chá) de espinafre cozido + 1 col. (sopa) de linhaça + 1 noz + 50 g de chocolate amargo + 200 g de fígado.

A pressão arterial vive fora de controle?


VOCÊ PRECISA DE: potássio e cálcio
· O maior problema da pressão alta é o sal em excesso na dieta diária, associado à baixa quantidade de potássio e cálcio. No organismo, quando a taxa de potássio não está adequada, o sódio em excesso entra nas células, provocando inchaço e aumento da pressão arterial. Já a deficiência de cálcio pode levar à maior pressão nas artérias, o que contribui para a hipertensão. O potássio e o cálcio também são importantes para regular os batimentos do coração. Vale lembrar que você deve dispensar o sal sempre que possível.
COMO DIAGNOSTICAR: qualquer mal-estar, como enjoo, fraqueza ou tontura, pode significar que a pressão arterial está alterada. Procure um cardiologista para orientá-la, se notar que os sintomas são recorrentes.
CONSUMA: 1 concha de lentilha + 1 copo de suco de laranja + 1 banana + 1/2 xíc. (chá) de amendoim + 100 g de sardinha assada + 1/2 xíc. (chá) de amêndoas + 1 copo de leite de soja + 2 fatias de queijo branco light.
Fonte: Revista Máxima

Ameixas secas reduzem o risco de osteoporose

19/08/2011


Artigo publicado no British Journal of Nutrition, mostrou que o consumo de ameixas secas reduz o risco de osteoporose em mulheres na pós menopausa. Na verdade, todas as frutas e verduras possuem um efeito positivo na proteção da massa óssea. Por isto, a alimentação torna-se muito importante já que após a menopausa a diminuição da massa óssea é de 3 a 5% por ano. Apesar de mulheres apresentarem maiores taxas de perda óssea em fases avançadas da vida, homens não estão livres do problema. O importante é começar a prevenção o quanto antes afim de diminuir o risco de fraturas.
No estudo em questão, 55 mulheres foram instruídas a consumirem 100 gramas de ameixas secas (cerca de 10 unidades) ao dia, enquanto um segundo grupo de mulheres consumiu a mesma quantidade de maçã desidratada. Todas as participantes do estudo também foram suplementadas com 500mg de cálcio e 400UI de vitamina D. O grupo que consumiu as ameixas secas tinha uma massa óssea mais densa. De acordo com os autores, isto aconteceu pois as ameixas tem a capacidade de suprimir a reabsorção óssea, que já é naturalmente maior que a deposição de cálcio nos ossos dos idosos.
Referência: Shirin Hooshmand, Sheau C. Chai, Raz L. Saadat, Mark E. Payton, Kenneth Brummel-Smith, Bahram H. Arjmandi.Comparative effects of dried plum and dried apple on bone in postmenopausal womenBritish Journal of Nutrition, 2011.


 Sucoterapia: sem risco de doenças

Frutas e vegetais: tire proveito de bebidas funcionais que tratam alergias, dor de cabeça e até acne. De quebra, os sucos servem para acelerar a perda de peso. Confira!

por Rita Trevisan | fotos Danilo Tanaka | produção Janaina Resende
O que uma maçã docinha, uma goiaba suculenta e um melão cheinho de caldo têm em comum, além da sensação agradável que proporciona ao paladar, logo na primeira mordida? Todos eles são ingredientes de sucos pra lá de saudáveis, que funcionam como coadjuvantes no tratamento de diversas doenças. Bebidas saborosas, fáceis de fazer e sem contraindicações, "Os vegetais, em geral, são ricos em vitaminas, minerais, fibras e substâncias que chamamos de compostos bioativos, que ajudam o organismo a se manter em equilíbrio, minimizando o risco de problemas de saúde, incluindo as doenças crônicas não transmissíveis, como o colesterol alto, o diabetes tipo 2 e a hipertensão", afirma a nutricionista Mariana Corrêa de Almeida, do Laboratório Panizza. Porém, tanto quanto no tratamento com medicamentos convencionais, a terapia à base de vegetais precisa ser levada a sério. É importante destacar que a ingestão desses alimentos deve ser habitual para que se tenha sucesso na prevenção ou tratamento de doenças. Eles precisam ser incorporados à alimentação rotineira, e uma forma de fazer isso é consumi-los em forma de sucos. Os sucos que reúnem mais de uma fruta, verdura ou legume em sua composição, são uma alternativa para quem não tem tempo de fazer várias refeições ao dia ou tem dificuldade de colocar esses alimentos no prato, respeitando a dose recomendada pela Organização Mundial da Saúde (OMS), que é de cinco porções.
Quando o consumo dos sucos vira uma constante, fica fácil, fácil zerar essa necessidade diária. Para aproveitar só os benefícios das frutas, verduras e legumes, o cuidado com a procedência deles é fundamental. Se puder, fique com os orgânicos, vendidos por empresas certificadas, em que você confie. "Esses vegetais são cultivados sem agrotóxicos, e, por isso são ricos em nutrientes, compostos bioativos e têm sabor mais acentuado e agradável", garante Mariana. Além disso, quanto mais fresco, melhor. "Quanto mais tempo o alimento permanecer estocado, menor a quantidade de nutrientes. Isso porque muitas vitaminas importantes para a saúde são sensíveis à luz e ao calor", alerta a nutricionista Rita de Cássia Leite Novais (SP). Outro ponto importante, para colher apenas as vantagens desses alimentos, é higienizá-los bem antes do consumo. "O ideal é lavar em água corrente usando uma escovinha ou uma esponja limpa", ensina a nutricionista Giovanna Arcuri. Depois, deixe de molho em substância clorada por pelo menos 15 minutos e enxágue muito bem antes de usar.
Na hora de preparar o suco, tanto faz usar um liquidificador ou uma centrífuga. O importante mesmo é consumi-lo logo após o preparo. "Assim, a perda de nutrientes é mínima", diz a nutricionista Paula Gandin. E não coe os sucos. "As fibras vão melhorar o trânsito intestinal, o que favorece a eliminação de toxinas mais rapidamente, beneficiando a saúde em geral. Além disso, as fibras aumentam a sensação de saciedade, o que é bom para quem quer evitar beliscar nos intervalos entre as refeições, pois tem o objetivo de perder peso", diz. Sementes, em geral, devem ser descartadas. "Elas podem deixar o suco com um gosto amargo como os da laranja, da mexerica, entre outros.
E vale lembrar: embora sejam fontes de açúcares, carboidratos e até gorduras (como o abacate), é bem pouco provável que o consumo de frutas in natura ou na forma de sucos desequilibre o seu regime. "Os verdadeiros vilões são o açúcar adicionado ao suco, os doces em geral, o pão francês, as carnes gordas, os cremes e os queijos amarelos. Eles pesam mais na balança do que os vegetais", pondera Mariana. E até mesmo os diabéticos podem se beneficiar da terapia: "A recomendação é que mesmo essas pessoas que precisam restringir o açúcar consumam ao menos três porções de frutas por dia".
Na hora de preparar o suco, tanto faz usar um liquidificador ou uma centrífuga. O importante mesmo é consumi-lo logo após o preparo
Ingredientes chave aguçam o sabor 
Para proporcionar uma experiência cada vez mais agradável ao paladar e evitar que o gosto dos sucos, consumidos rotineiramente, chegue a enjoar, a melhor pedida é investir em alguns ingredientes-chave, que modificam o sabor e o aroma, sem interferir nas propriedades funcionais da bebida. "A hortelã, a cidreira ou capim limão e a flor de hibisco são exemplos de ervas que podem ser adicionadas aos sucos", indica a nutricionista Paula Gandin. Canela, cravo e raspas de limão também ajudam a alterar o sabor, aguçando o paladar. Para adoçar, em vez do mel, também vale o açúcar mascavo. "Com o tempo, procure adoçar cada vez menos, para descobrir o sabor natural dos alimentos e de suas combinações. Essa exploração sensorial também pode ser muito agradável", garante a especialista.

10 receitas poderosas
E se você adorou a ideia de investir nos sucos funcionais, aí vão algumas receitas selecionadas. Elas contam com as propriedades nutricionais de alguns vegetais que, incorporados à alimentação, ajudam a tratar problemas bem específicos.
UVA 
Previne complicações cardiovasculares
Receita pro-coração:
bata, no liquidificador
 200 ml de suco de uva integral
 50 ml de água
 1/2 colher (café) de açafrão em pó
 1 colher (chá) de mel e cubos de gelo
Consuma 1 copo (250 ml), todos os dias.
Por que: "A uva contém resveratrol, um potente antioxidante, que age capturando os radicais livres do organismo, evitando a destruição das células e a oxidação da fração LDL do colesterol (ou colesterol ruim). A consequência direta é a diminuição do risco de problemas de coração", garante a nutricionista Cínthia Perine.
Combinação esperta: o açafrão pode ser adicionado ao suco de uva, uma vez que a fruta disfarça bem o sabor do tempero. "O açafrão possui curcumina, substância com inúmeras propriedades anti-inflamatórias e antioxidantes, que potencializam a ação da uva", diz Cínthia.

LARANJA-PERA 
Evita e controla as alergias
Receita pró-sistema imunológico:
bata, no liquidificador
 100 ml de suco de laranja
 1 banana
 1 colher (sopa) de gergelim
 1 colher (chá) de mel e cubos de gelo
Consuma 1 copo (250 ml), todos os dias.
Por que: "A laranja contém muita vitamina C, um dos nutrientes mais importantes para o sistema imunológico. Ela favorece a síntese de interferon, proteína responsável pela proteção do organismo, e ainda aumenta a mobilidade das células de defesa", diz Cristina.
Combinação esperta: o gergelim, como toda semente, possui alta concentração de fibras, favorecendo o bom funcionamento intestinal. Como consequência, o organismo acaba se depurando das substâncias que estão lhe fazendo mal com mais rapidez.


YACON 

Auxilia na função intestinal
Receita laxante:
bata, no liquidificador
 3 laranjas com bagaço
 1/2 unidade grande de yacon
 1/4 de mamão
 1 colher (chá) de mel e cubos de gelo
Consuma 1 copo (250 ml), todos os dias.
Por que: "O yacon é uma raiz rica em compostos fibrosos conhecidos como frutooligossacarídeos, que melhoram muito a função intestinal", diz Cínthia. A raiz se parece muito com uma batata e é facilmente encontrada em feiras livres e grandes sacolões.
Combinação esperta: o mamão e a laranja já são reconhecidos por suas propriedades laxantes. Por isso mesmo, podem ajudar a evitar a constipação e mesmo a ocorrência de hemorroida.

Para aproveitar só os benefícios das frutas, verduras e legumes, o cuidado com a procedência deles é fundamental. Prefira os orgânicos, vendidos por empresas certificadas, em que você confie




Receita antianemia:AGRIÃO 

Ajuda nas terapias de recuperação
bata, no liquidificador a polpa de
 2 tangerinas com bagaço
 50 ml de água
 1 colher (sopa) cheia de agrião fresco
 1 colher (chá) de mel e cubos de gelo
Consuma 1 copo (250 ml), todos os dias.
Por que: "O agrião é uma fonte importante de ferro, assim como outros vegetais verdes-escuro. Também oferece boa quantidade de vitamina C. Em conjunto, esses dois nutrientes atuam na prevenção e tratamento da anemia por carência de ferro e ácido fólico", explica a nutricionista funcional Cristina dos Santos Martins.
Combinação esperta: frutas cítricas, como a tangerina, vão oferecer uma dose extra de vitamina C. E o nutriente é reconhecido justamente por favorecer a absorção do ferro proveniente da alimentação.

MAÇà

Restabelece a flora gástrica
Receita anti-inflamatória:
bata, no liquidificador
 200 ml de água
 3 maçãs com casca
 1 colher (chá) de mel
 1 lasca de gengibre e cubos de gelo
Consuma 1 copo (250 ml), todos os dias.
Por que: "A fruta é um alimento imprescindível na recuperação da flora intestinal e no tratamento da disbiose, uma alteração gastrointestinal bastante comum, beneficiando inclusive quem toma antibióticos. Contém polifenóis, vitamina C, ácido málico e tartárico, funcionando como antifúngico natural. Além disso, as fibras solúveis provenientes da pectina, que estão na casca da fruta, favorecem o bom funcionamento do intestino", explica Cristina dos Santos Martins.
Combinação esperta: o gengibre também é digestivo e possui ação antiinflamatória. "Ele funciona como um antiemético natural, e ajuda a combater os enjoos e o mal-estar", explica Paula Gandin.
Os vegetais, em geral, são ricos em vitaminas, minerais, fibras e substâncias que chamamos de compostos bioativos, que ajudam o organismo a se manter em equilíbrio

GOIABA 

Alivia a dor de cabeça



Por que: "A goiaba se destaca como uma das frutas com maior potencial antioxidante. Tem compostos fenólicos, vitamina C e licopeno, substâncias que promovem uma verdadeira faxina no organismo. O resultado dessa limpeza por dentro é a sensação de bem-estar e o alívio da dor", explica a nutricionista Cristina.Receita anticefaleia:

bata, no liquidificador a polpa de
 2 goiabas bem maduras
 200 ml de água
 1 colher (chá) de mel e cubos de gelo
Consuma 1 copo (250 ml), todos os dias.
Combinação esperta: o mel, quando adicionado a qualquer tipo de suco feito com vegetais, ajuda a tornar a bebida mais atrativa ao paladar. O açúcar que contém é outro trunfo, desde que usado em quantidades moderadas. Ele pode ajudar a acalmar, aplacando o estresse que potencializa as dores, incluindo as cefaleias.


ABACATE 

Diminui a acne

Receita cicatrizante:

bata, no liquidificador
 1 copo (200 ml) de extrato de soja (em forma líquida e não em pó)

 2 colheres (sopa) de polpa de abacate

 1 colher (sopa) de farelo de trigo

 1 colher (chá) de mel e alguns cubos de gelo

Beba 1 copo (250 ml), duas vezes por semana.
Por que: O abacate é fonte de ácido pantatênico e vitamina B5, duas substâncias importantes para o equilíbrio dos ácidos graxos e dos hormônios sexuais, que têm tudo a ver com a acne. Os componentes bioativos da fruta aceleram o processo de cicatrização, melhorando sua aparência.
Combinação esperta: a soja é outro aliado indispensável de quem quer manter a pele bonita. Ela favorece a síntese de colágeno e de ácido hialurônico, o que proporciona mais firmeza e elasticidade. As isoflavonas também ajudam a retardam os sinais do envelhecimento.

COUVE 

Turbina a perda de peso

Receita antioxidante:

bata, no liquidificador
 1 cenoura,

 1 folha de couve,

 1 talo de agrião,

 1 pepino,

 1 maçã, gengibre e hortelã a gosto e cubos de gelo

Consuma 1 copo (250 ml), todos os dias.
Por que: O vegetal é antioxidante, rico em fibras que turbinam o funcionamento do intestino e ainda é pobre em calorias.
Combinação esperta: o gengibre dá um sabor todo especial a qualquer tipo de suco e deve ser usado especialmente por quem deseja emagrecer. Ele é conhecido como alimento termogênico, que acelera o funcionamento do metabolismo, favorecendo, como consequência, a queima de gorduras.

AMEIXA-PRETA 

Afasta e trata a prisão de ventre

Receita pró-beleza:

bata, no liquidificador a polpa de
 3 laranjas com bagaço

 4 ameixas-pretas

 1/2 mamão papaia

 1/2 colher (sopa) de linhaça dourada

 1/2 colher (sopa) de farelo de aveia

 1/2 pera e cubos de gelo

Consuma 1 copo (250 ml), todos os dias.
Por que: rica em fibras, tem poder laxante. "Em consequência do bom funcionamento intestinal, todo organismo passa a funcionar melhor e a pele fica muito mais lisinha e bonita", garante a nutricionista Giovanna.
Combinação esperta: frutas e cereais integrais, como a laranja, o mamão, a linhaça e a aveia, vão turbinar o efeito da ameixa no organismo, ajudando a corrigir o ritmo de funcionamento do intestino quase que instantaneamente.



Receita diurética:MELÃO ORANGE 

Combate a retenção de líquidos e o inchaço
bata, no liquidificador a polpa de
 suco de 1 lima-da-pérsia inteiras
 1 xícara (chá) de melão orange picado
 1 xícara de chá de cavalinha
 1 colher (chá) de mel e cubos de gelo
Consuma 1 copo (250 ml), três vezes por semana.
Por que: "O melão funciona como um excelente diurético, além de ser boa fonte de vitaminas A, C e do complexo B e de minerais como o ferro, cálcio e o fósforo", diz a nutricionista funcional e personal diet Luciana Harfenist.
Combinação esperta: a cavalinha é uma erva fitoterápica que pode ser usada como ingrediente especial de um suco de melão. "Ela fornece boas quantidades de silício e potássio, o que potencializa o efeito diurético do suco. O silício também auxilia na saúde da pele", esclarece Paula Gandin

RECEITAS DE CHÁS ÓTIMOS PARA A SAÚDE

**Os animais esperam de nós o que esperamos dos anjos**

sempre Tihtih












Veja a seguir a ação de alguns chás na saúde.
ARNICA - É indicada para contusões e hematomas, porém se ingerida sem orientação médica torna-se tóxica ao organismo.
ERVA CIDREIRA - é calmante e digestivo.
ERVA DOCE - é calmante, digestivo e ajuda a eliminar os gases intestinais.
FOLHAS DE LIMOEIRO OU LARANJEIRA - ajuda na prevenção da anemia, gripe e
AGRIÃO - É depurativo, expectorante e diurético.
ALECRIM - É boa para evitar os gases e auxiliar na digestão, atuando também como calmante.
ALFAVACA - Tem efeito febrífugo e é ótimo para cálculos e cólicas renais.
AMOR-PERFEITO - É depurativa e ajuda no tratamento de afecções cutâneas, podendo ser utilizado sob a forma de chás e compressas como reforço externo.
ANGÉLICA - Tonifica o estômago e é eficaz nas tosses crônicas.
BABOSA - É antiséptica e anti-inflamatória.
BOLDO DO CHILE - Sua ação maior é sobre a vesícula e o fígado, auxiliando também na digestão.
CALÊNDULA - É um excelente analgésico e antiespasmódico.
CAMOMILA - É calmante e digestiva.
CARQUEJA - É boa para o estômago, fígado, é vermífuga, e indicada para casos de diabetes, com uso moderado.
ERVA-DE-SANTA-MARIA - É um poderoso vermífugo, indicada também para as doenças do trato respiratório. Deve ser empregada com cautela, pois é tóxica se for utilizada em doses excessivas.
ESPINHEIRA-SANTA - Indicada para distúrbios estomacais.
ARRUDA - Quando aplicado no couro cabeludo e fios de cabelo, ajuda a matar piolho. Para 1 litro de água coloque 2 colheres de sopa da erva.
LOURO - Boa para o estômago e gases, podendo ser ingerida na forma de chás e temperos.
Advertimos que antes de fazer uso de quaisquer dessas ervas, o seu médico deve ser consultado, afinal, você pode fazer uso de algum medicamento que pode ter seu efeito potencializado se associado a ingestão de algumas dessas ervas.
Você verá como é relaxante desfrutar da companhia das amigas e saborear um bom chá.
Se quiserem incrementar o encontro, peça às amigas para trazerem fotos de viagens, afilhados, eventos, e etc. aposto que assunto é o que não vai faltar. Agora é botar a àgua pra esquentar.
.::: Grupo Sonhar Colorido :::.



Suco de beterraba pode fazer os idosos viverem mais

Ao dilatarem os vasos sanguíneos, 

nitratos da raiz melhoram resistência física

Beterraba

(John Foxx/Thinkstock)
Beber regularmente suco de beterraba pode melhorar a resistência física dos idosos. De acordo com uma pesquisa publicada no Journal of Applied Physiology, após tomar a bebida, os voluntários tiveram uma facilidade maior para realizar exercícios físicos. Durante uma caminhada, por exemplo, houve uma redução em 12% no esforço usualmente necessário.
Segundo os especialistas, os nitratos presentes na raiz agem no organismo dilatando os vasos sanguíneos. “Conseguimos demonstrar que o suco de beterraba reduz significativamente a quantidade de oxigênio que a musculatura necessita para realizar uma determinada atividade, até mesmo de baixa intensidade”, explica a autora da pesquisa Katie Lansley, ressalvando que a bebida não pode ser coada.
Isso pode melhorar significativamente a qualidade de vida das pessoas mais velhas, pois reverteria um problema corriqueiro que é a privação da quantia ideal de oxigênio durante um exercício físico - geralmente causada por problemas cardiovasculares - e que causa fadiga.



SUCOS VERDES - UMA REVOLUÇÃO

Verduras, ou folhas verdes comestíveis, são alimentos maravilhosos. Farta e segura fonte de minerais como cálcio, magnésio, fósforo, potássio, vitaminas diversas, aminoácidos, enzimas e muita vitalidade, a ingestão de folhas verdes traz consigo uma série de benefícios. 
Coletoras naturais da luz solar, as folhas verdes quando ingeridas liberam na corrente sanguínea uma substância que denominamos Clorofila, esta magnífica molécula verde que é o sangue do reino vegetal. É algo fascinante perceber a semelhança da molécula da clorofila com a molécula da hemoglobina. Apenas uma ligação química as diferencia.
Os verdes podem ser vistos como luz do sol comestível, já que é na Clorofila que colore suas folhas a responsável por capturar e processar a energia que é irradiada do astro-rei. Clorofila é luz líquida! Consumir Clorofila regularmente é como banhar os órgãos internos em luz solar, vivificando e renovando todo o sistema. É como abrir as janelas da casa num dia ensolarado. Não torna o ambiente mais agradável?
Clorofila é a fonte primária de alimentação dos animais herbívoros. Observe os cavalos, as vacas e os elefantes que não comem carne, não bebem leite (depois da infância), não comem ovos, não comem soja (naturalmente) nem feijões de qualquer tipo e no entanto apresentam notável corpulência e massa muscular. Comem, e muito, capim. E o que existe no capim? Minerais, aminoácidos e... Clorofila!
Se não como carne, nem soja, nem leite, nem ovos, onde posso conseguir as proteínas que meu corpo necessita?
Aprendemos nas aulas de ciência que as proteínas são compostas por diversos aminoácidos, assim como um jardim é composto de diversas flores. Os aminoácidos são, assim, os precursores das proteínas.
É surpreendente o quanto pouco se conhece o fato de que os verdes figuram entre as melhores e mais completas fontes de aminoácidos biodisponíveis. Isto significa que o consumo de uma quantidade e variedade apropriada de verduras fornece os tijolinhos necessários para a síntese de qualquer proteína que o corpo necessite, sem que para isto seja preciso intoxicar a corrente sanguínea com substâncias impróprias como os antinutrientes da soja, os antibióticos e hormônios artificiais e naturais presentes na carne e no leite e outras muitas substâncias que causam ao organismo dificuldades desnecessárias.
Fonte: FDA - Food and Drug Administration - USA

AS DICAS DE SAÚDE PARA UMA QUALIDADE DE VIDA MELHOR
21/10/2006
GURUS DA SAÚDE


Com essas dicas simples você, também , poderá abandonar vícios, sair do sedentarismo, melhorar hábitos alimentares e assim, conquistar a tão sonhada Qualidade de Vida :
Os Dez Mandamentos de NUNO COBRA, preparador Físico :

- Durma pelo menos 8 (oito) horas e tente acordar sem despertador. Ele é uma agressão ao organismo;

- Alimente-se em pequenas quantidades a cada 3 (três) horas;
- Cheire a comida, pegue as folhas com as mãos e mastigue o mais devagar possível;
- Exerça alguma atividade física pelo menos 3 (três) vezes por semana. Uma hora de caminhada pode ser praticada por qualquer pessoa, em qualquer lugar, e é suficiente para obter os benefícios do esporte;
- Evite ficar nervoso. Em situações de stress, experimente bocejar e espreguiçar;
- Dedique pelo menos 15 (quinze)minutos do dia à Meditação. Escolha um local silencioso, sente-se numa posição confortável e se esqueça da vida;
- Tome ao menos dois banhos frios por dia. Esse hábito é energizantes;
- Nenhum tratamento irá funcionar se você não abandonar seus vícios, a começar pelo cigarro e álcool;
- Quando fizer exercícios físicos, concentre-se apenas neles. Não leia enquanto pedala na bicicleta nem ouça música enquanto corre;
- Preste atenção ao fluxo de ar que entra e sai de seus pulmões e procure respirar mais profundamente.
Faça elogios com mais frequência. Essa tática funciona como um imã e faz com que todos queiram estar a seu lado.
\"Educação é sempre bom e prazeroso para quem recebe e para quem dá\"
Os Cinco Mandamentos de Alfredo Halpern, endocrinologista :

- Não se culpe por ser gordo. Procure ajuda e emagreça;

- Fuja das fórmulas mágicas e das dietas milagrosas. O que vale é aprender a comer;
- Não há alimento proibido. O segredo é não exagerar em nada;
- É possível comer bem e ter um peso normal;
- Obesidade é uma doença e, às vezes, seu tratamento requer a intervenção de medicamentos. Mas lembre-se : eles precisam ser receitados por um médico.
Os Cinco Mandamentos de Fernanda Lima e Ari Stiel Radu, reumatologistas :

- Não pratique exercícios em locais expostos à poluição, como avenidas movimentadas. Escolha horários com menos tráfego ou deixe para se exercitar em casa, numa esteira, por exemplo;

- A regularidade traz mais benefícios à saúde do que a intensidade da atividade física;
- Fique atento à postura. Se você não se cuidar, todo o seu esforço com atividades físicas poderá ser em vão;
- Seja paciente com seu corpo. Em um mês, você não vai recuperar o atraso de dez anos;
- Evite exercitar-se em horários de calor excessivo, para não sofrer desidratação.
Os Cinco Mandamentos de Maurício Hirata, clínico geral :

- Arrume um espaço na sua Agenda, coloque seu nome na Agenda para fazer ginástica, como o horário do almoço, por exemplo. Se pela manhã ou noite é impossível;

- Coma alimentos saudáveis. Se for o caso, leve a comida de casa;
- Ponha um comedouro para pássaros na janela de sua casa ou apartamento e observe os movimentos dos animais (cão, gato, etc.). É excelente para relaxar.
- Não perca muito tempo do seu dia no trânsito. Se você mora longe do trabalho, mude-se para mais perto ou visite uma livraria e faça uma boa leitura enquanto aguardar uma melhor hora para ir para casa ;
- Deixe a janela do quarto entreaberta se você tem dificuldade em acordar de manhã. A luz ajuda o cerébro a perceber que já é dia.
Os Cinco Mandamentos de Tânia Rodrigues, nutricionista:

- Acostume-se a beber mais água. Deixe uma garrafa de meio litro sobre a mesa de trabalho e outra dentro do carro;

- Inclua pelo menos três frutas na alimentação diária. Elas garantem quantidades mínimas de vitaminas, fibras e minerais, que ajudam a prevenir diversos tipos de câncer;
- Não saia de casa sem se alimentar. Coma pelo menos uma fruta e 15 minutos depois, um cafezinho;
- O jantar deve ser a refeição mais leve do dia. Se você tem mais fome à noite, faça um esforço e coma menos nesse horário. O corpo se acostumará e você terá mais fome pela manhã;
- Coma equilibradamente na hora do almoço. Uma refeição mal combinada trará péssimo rendimento no trabalho;
- Coma uma pequena porção de algum alimento rico em carboidrato, 30 (trinta) minutos antes das atividades físicas. Isso vai melhorar seu rendimento.
Os Cinco Mandamentos de Hong Jin Pai, acupunturista :

- Reclamar da vida só causa stress. Em vez de resmungar porque faz frio, vista um agasalho;

- Passamos a maior parte do dia no trabalho, Por isso, você precisa amar o que faz;
- Aproveite o trânsito para escutar alguma música de que goste, estudar um idioma ou, fazer uma reflexão do seu dia. Não fique esbravejando dentro do carro ou no trânsito. Educação é sempre bom;
- Seja otimista sempre. Lembre-se de que todas as crises são passageiras;
- A Terceira Idade deve ser a melhor fase da sua vida. Você terá o tempo que quiser para estudar, exercitar-se e ler. Ficar parado só acelera o envelhecimento e a doença.
Se conseguirmos assimilar e aplicar as dicas desses gurus, com certeza viveremos melhor ...
Repasse estas dicas para seu amigos, dê sua opinião. Nos envie sempre boas leituras. Lembre-se, O Planeta , é redondo e ajudando ao outro , estaremos certamente nos ajudando. É a Lei natural das coisas. Não seja egoísta, autoritário e lembre-se que nunca sabemos o suficiente ...
Faça uma visita a nossa Agenda do Mês e participe de nossos Eventos.


A HORA CORRETA PARA TOMAR ÁGUA


Você vai ao bar e bebe uma cerveja. Bebe a segunda cerveja. A terceira e assim por diante. 

O teu ESTÔMAGO manda uma mensagem para teu CÉREBRO dizendo "Caracas véio... o cara tá bebendo muito liquido, tô cheião!!!"

Teu ESTÔMAGO e teu CÉREBRO não distinguem que tipo de líquido está sendo ingerido, eles sabem apenas que "é líquido".

Quando o CÉREBRO recebe essa mensagem ele diz: "Caracas, o cara tá maluco!!!" E manda a seguinte mensagem para os RINS, "Meu, filtra o máximo de sangue que puderes, o cara aí tá maluco e tá bebendo muito líquido, vamo botar isso tudo pra fora" e o RIM começa a fazer até hora-extra e filtra muito SANGUE e manda para a BEXIGA, que enche rápido.

Daí vem a primeira corrida ao banheiro. Se você notar, esse 1º xixi é com a cor normal, meio amarelado, porque além de água, vem as impurezas do sangue. 

O RIM aliviou a vida do ESTÔMAGO, mas você continua bebendo e o ESTÔMAGO manda outra mensagem para o CÉREBRO "Cara, ele não pára, socorro!!!" e o CÉREBRO manda outra mensagem pro RIM "Véio, estica aí, manda ver aí na filtragem!!!"

O RIM filtra feito um louco, só que agora, o que ele expulsa não é o álcool, ele manda pra BEXIGA apenas ÁGUA (o líquido precioso do corpo). Por isso que as mijadas seguintes são transparentes, porque é água. E quanto mais você continua bebendo, mais o organismo joga água pra fora e o teor de álcool no organismo aumenta e você fica mais "bunitim". 

Chega uma hora que você está com o teor alcoólico tão alto que teu CÉREBRO desliga você. Essa é a hora que você desmaia... dorme... capota... 
Ele faz isso porque pensa "Meu, o cara tá a fim de se matar, tá bebendo veneno para o corpo, vou apagar esse doido pra ver se assim ele pára de beber e a gente tenta expulsar esse álcool do corpo dele"

Enquanto você está lá, apagado (sem dono), o CÉREBRO dá a seguinte ordem para o SANGUE "Bicho, apaguei o cara, agora a gente tem que tirar esse veneno do corpo dele. O plano é o seguinte, como a gente está com o nível de água muito baixo, passa em todos os órgãos e tira a água deles e assim a gente consegue jogar esse veneno fora". 

O SANGUE é como um officeboy do corpo. E como um bom officeboy, ele obedece as ordens direitinho e por isso começa a retirar água de todos os órgãos, inclusive do CÉREBRO que é constituído de 75% de água, e por isso, ele é o que mais sofre com essa "ordem" e daí vêm as terríveis dores de cabeça da ressaca. 

Então, sei que na hora a gente nem pensa nisso, mas quando forem beber, bebam de meia em meia hora um copo d'água, porque na medida que você mija, já repõe a água. 

Texto retirado de "O bar do Zé".


Sabia que... 
... tomar água na hora correta maximiza os cuidados no corpo humano?

2 copos de água depois de acordar ajuda a ativar os órgãos internos.
1 copo de água 30 minutos antes de comer ajuda na digestão.
1 copo de água antes de tomar banho ajuda a baixar a pressão sanguínea.
1 copo de água antes de ir dormir evita ataques do coração.

Por favor, passe esta mensagem para as pessoas que estima...

================================================================

Alimentos & Emoções
Banana- contra a ansiedade
Se você anda mais ansiosa que o normal, aposte na banana para elevar os níveis de serotonina. Quando os níveis desseEneurotransmissor estão baixos, falha a comunicação entre as células cerebrais. Aí você fica irritada  e especialmente ansiosa. A fruta combina doses importantes de triptofano e vitamina B6. Juntas, as duas substâncias se tornam poderosíssimas na produção da serotonina.
Quanto consumir: 2 unidades por dia
Mel- pura alegria
Triste sem motivo? De novo a causa pode ser a serotonina de menos. Nesse caso, o mel funciona     como um calmante natural, pois aumenta a eficiência da serotonina no cérebro. Mas não é só aí que ele atua. Quando alcança o intestino, ajuda a regenerar a microflora intestinal. Resultado: o ambiente se torna mais propício para a produção de serotonina. Surpresa? Pois é, cerca de 90% do neurotransmissor do bom humor é produzido no intestino.
Quanto consumir: 1colher (sopa) / dia.
Abacate- amigo do sono
Dormir é tão importante para viver bem quanto comer direito e fazer exercícios. Tem noite que o sono não vem? Põe fé no abacate. Tudo bem, ele tem gordura, mas é boa. E oferece vitaminas que ajudam você a se entender melhor com o travesseiro. A vitamina B3 equilibra os hormônios que regulam as substâncias químicas cerebrais responsáveis pelo sono. Já o ácido fólico funciona como se fosse uma enzima, alimentando os neurotransmissores que fazem você dormir bem.
Quanto consumir: ½ abacate pequeno, 3x / semana.
Salmão- levanta o astral
Mau humor constante pode ser sinal de falta de ômega 3 no prato. O representante oficial dessa gordura amiga é o salmão. Mas existem outros peixes (atum, arenque e sardinha) que jogam seu astral lá para cima. O ômega 3 melhora o ânimo porque aumenta os níveis de serotonina, dopamina e noradrenalina - substâncias responsáveis pela sensação de bem-estar. Estudos também comprovam que este ácido graxo tira os radicais livres de cena e assim protege o sistema nervoso central.
Quanto consumir: 1 porção, 3x / semana.
Lentilha- afasta o medo
Angústia e medo podem estar relacionados ao desequilíbrio de cálcio e magnésio. Essa dupla atua no balanceamento das sensações. Além de incluir alimentos com cálcio (queijo e iogurte) e magnésio (acelga) na dieta, consuma mais lentilha. Ela tem efeito ansiolítico, ou seja, tranqüiliza e conforta. Isso porque é precursora da gaba, neurotransmissor que também interfere nos sentimentos.
Quanto consumir: 3 conchas pequenas / semana.
Nozes- mantém você concentrada
São muitos os nutrientes das nozes. Mas é a vitamina B1 a responsável por essa fruta oleaginosa melhorar a concentração, pois a B1 imita a acetilcolina, neurotransmissor envolvido em funções cerebrais relacionadas à memória.
Quanto consumir: 2 nozes, 4x / semana.
Chá verde- espanta o estresse
Essa erva, a Camellia sinensis, tem fitoquímicos (polifenóis e catequinas) capazes de neutralizar as substâncias oxidantes presentes no organismo que, em excesso, deixam você cansada e estressada e acabam desorganizando o funcionamento do organismo. O estresse é capaz de desencadear a síndrome metabólica, culpada por doenças como a obesidade e a depressão. Beber chá verde, conforme alguns estudos, melhora a digestão e deixa a mente lenta.
Quanto consumir: 4 a 6 xícaras (chá) / dia.
Brócolis- deixa a mente esperta
É comum você demorar alguns segundos para lembrar o número do seu telefone? Este alimento é rico em ácido fólico, acelera o processamento de informação nas células do cérebro, conseqüentemente, melhorando a memória. Porções extras desta verdura vão fazer você lembrar de tudo rapidinho.
Quanto consumir: 1 pires / dia.
Óleo de linhaça- dribla o apetite voraz
O óleo extraído da semente de linhaça e prensado a frio é uma fonte vegetal riquíssima em gordura ômega 3, 6 e 9. Melhor: é um dos poucos alimentos com ômega numa proporção próxima do ideal, o que é imprescindível para que exerça suas funções benéficas. Uma delas é regular os hormônios que ajudam a manter o sistema nervoso saudável. Com isso, a ansiedade perde espaço e a cumpulsão à comida fica bem menor.
Quanto consumir: 1colher (sobremesa) / dia, antes das refeições principais.
Gérmen de trigo- acaba com a irritação
Assim como as nozes, o gérmen de trigo tem vitamina B1 e inositol, que reforçam a concentração. Mas por ter uma boa dose de vitamina B5, o gérmen é especialmente indicado como calmante, já que melhora a qualidade de impulsos nervosos, evitando nervosismo e irritabilidade.
Quanto consumir: 2 colheres (chá) / dia.
Tofu-  espanta o desânimo
O queijo de soja tem o dobro de proteínas do feijão e uma boa dose de cálcio. Também é rico em magnésio (evita o enfraquecimento das enzimas que participam de produção de energia) e ferro (combate a anemia). Quando estes minerais estão em baixa no organismo, você se sente fraca e sem ânimo. Mas é a colina, substância que protege a membrana das células cerebrais, que dá ao tofu o poder de acabar com o cansaço mental.
Quanto consumir: 1 fatia média / dia.
Dr. Luiz Carvalho - Nutrólogo e Nutricionista
Gabriela Zanatta Port - Nutricionista


As universidades de Harvard e Cambridge publicaram recentemente um compêndio com 20 conselhos saudáveis para melhorar a qualidade de vida de forma prática e habitual.


1- Tomar um copo de suco de laranja diariamente para aumentar o ferro e repor a vitamina C.

2- Criar o hábito de salpicar canela no café (mantém baixo o colesterol e estáveis os níveis de açúcar no sangue).

3- Trocar o pãozinho tradicional pelo pão integral que tem quase 4 vezes mais fibra, 3 vezes mais zinco e quase 2 vezes mais ferro que tem o pão branco.

4- Habituar-se a mastigar os vegetais por mais tempo. Isto aumenta a quantidade de químicos anticancerígenos liberados no corpo. Mastigar libera sinigrina. E quanto menos se cozinham os vegetais, melhor efeito preventivo têm.

5- Adotar a regra dos 80%:

Servir-se menos 20% da comida que ia ingerir evita transtornos gastrintestinais, prolonga a vida e reduz o risco de diabetes e ataques de coração.

6- O futuro está na laranja, que reduz em 30% o risco de câncer de pulmão.

7- Fazer refeições coloridas como o arco-íris.

Comer uma variedade de vermelho, laranja, amarelo, verde, roxo e branco em frutas e vegetais, cria uma melhor mistura de antioxidantes, vitaminas e minerais.

8- Comer pizza.

Mas escolha as de massa fininha. O Licopene, um antioxidante dos tomates pode inibir e ainda reverter o crescimento dos tumores; e ademais é melhor absorvido pelo corpo quando os tomates estão em molhos para massas ou para pizza.

9- Limpar sua escova de dentes e trocá-la regularmente.

As escovas podem espalhar gripes e resfriados e outros germes. Assim, é recomendado lavá-las com água quente pelo menos quatro vezes à semana (aproveite o banho no chuveiro), sobretudo após doenças quando devem ser mantidas separadas de outras escovas.

10- Realizar atividades que estimulem a mente e fortaleçam sua memória...

Faça alguns testes ou quebra-cabeças, palavras-cruzadas, aprenda um idioma, alguma habilidade nova...Leia um livro e memorize parágrafos.

11- Usar fio dental e não mastigar chicletes.

Acreditem ou não, uma pesquisa deu como resultado que as pessoas que mastigam chicletes têm mais possibilidade de sofrer de arteriosclerose, pois tem os vasos sanguíneos mais estreitos, o que pode preceder a um ataque do coração. Usar fio dental pode acrescentar seis anos a sua idade biológica porque remove as bactérias que atacam aos dentes e o corpo.

12- Rir.

Uma boa gargalhada é um 'mini-workout', um pequeno exercício físico: 100 a 200 gargalhadas equivalem a 10 minutos de corrida. Baixa o estresse e acorda células naturais de defesa e os anticorpos.

13- Não descascar com antecipação.

Os vegetais ou frutas, sempre frescos, devem ser cortados e descascados na hora em que forem consumidos. Isso aumenta os níveis de nutrientes contra o câncer.

14- Ligar para seus parentes/amigos de vez em quando.

Um estudo da Faculdade de Medicina de Harvard concluiu que 91% das pessoas que não mantém um laço afetivo com entes queridos desenvolvem alta pressão, alcoolismo ou doenças cardíacas em idade temporã.

15- Desfrutar de uma xícara de chá.

O chá comum contém menos níveis de antioxidantes que o chá verde, e beber só uma xícara diária desta infusão diminui o risco de doenças coronárias.Cientistas israelenses também concluíram que beber chá aumenta a sobrevida depois de ataques ao coração.

16- Ter um animal de estimação.

As pessoas que não têm animais domésticos sofrem mais de estresse e visitam o médico regularmente, dizem os cientistas da Cambridge University. Os mascotes fazem você sentir se otimista, relaxado e isso baixa a pressão do sangue. Os cães são os melhores, mas até um peixinho dourados pode causar um bom resultado.

17- Colocar tomate ou verdura frescas no sanduíche.

Uma porção de tomate por dia baixa o risco de doença coronária em 30%, segundo cientistas da Harvard Medical School.

18- Reorganizar a geladeira.

As verduras em qualquer lugar de sua geladeira perdem substâncias nutritivas, porque a luz artificial do equipamento destrói os flavonóides que combatem o câncer que todo vegetal tem. Por isso é melhor usar á área reservada a ela, aquela caixa bem embaixo.

19- Comer como um passarinho.

A semente de girassol e as sementes de sésamo nas saladas e cereais são nutrientes e antioxidantes.E comer nozes entre as refeições reduz o risco de diabetes.

20- E... por último, um mix de pequenas dicas para alongar a vida:

- comer chocolate.

Duas barras por semana estendem um ano a vida. O amargo é fonte de ferro, magnésio e potássio.

- pensar positivamente.

Pessoas otimistas podem viver até 12 anos mais que os pessimistas, que ademais pegam gripes e resfriados mais facilmente.

- ser sociável.

Pessoas com fortes laços sociais ou redes de amigos têm vidas mais saudáveis que as pessoas solitárias ou que só têm contato com a família.

- conhecer a si mesmo.

Os verdadeiros crentes e aqueles que priorizam o 'ser' sobre o 'ter' têm 35% de probabilidade de viver mais tempo.

Uma vez incorporados, os conselhos, facilmente tornam-se hábitos...

É exatamente o que diz uma certa frase de Sêneca:'

“ Escolha a melhor forma de viver e o costume a tornará agradável.”



Vitaminas express para perder peso, não o pique



Já foi o tempo em que refeições rápidas eram sinônimo de comida mal feita, sem graça e muito calórica. Especializada em sugestões práticas e nutritivas para facilitar a vida de quem tem muito o que fazer, mas não abre mão de uma dieta saudável, a nutricionista recém-chegada ao Minha Vida, Roberta Stella, preparou uma seleção de vitaminas deliciosas.
As receitas foram pensadas para várias ocasiões. Antes do treino, após os exercícios, na pausa para o lanchinho e até numa eventual - sim, eventual! - substituição do jantar, você pode lançar mão do liqüidificador e de alguns ingredientes para obter um mix completo e balanceado. Confira a seguir o menu, acompanhado de todas as informações nutricionais.
1. Antes do Treino: Vitamina de Banana e Maçã

Ingredientes 

- 1,5 copo (requeijão) de leite desnatado

- 1 unidade de banana prata picada
- 1 maçã picada
- canela em pó a gosto
- 1 colher (sobremesa) de mel
Modo de Preparo Bata o leite desnatado, a banana, a maçã e o mel no liquidificador. Coloque em um copo e polvilhe canela em pó.
Rendimento: 2 copos

Análise Nutricional Calorias: 118,2 calorias

Carboidratos: 22,3 g
Proteínas: 5,0 g

Gorduras: 1,0 g
2. Após o Treino: Vitamina de Ameixa e Côco

Ingredientes - 1,5 copo (requeijão) de leite desnatado

- 1 pote de iogurte de côco
- 2 ameixas secas sem caroço

- 2 colheres (sopa) de aveia em flocos

- adoçante a gosto

Modo de Preparo 

Bata todos os ingredientes no liquidificador até a mistura ficar homogênea. Sirva em seguida.
Rendimento: 2 copos

Análise Nutricional 

Calorias: 240 calorias

Carboidratos: 39,2 g
Proteínas: 9,0 g
Gorduras: 5,3 g
3. Para um lanche entre as refeições: Vitamina Capuccino Light

Ingredientes 

- 1 copo (requeijão) de leite desnatado

- 1 banana nanica
- 1 colher (chá) de café solúvel granulado
- 3 colheres (chá) de chocolate em pó light
- adoçante a gosto
Modo de Preparo Bata todos os ingredientes no liquidificador até a mistura ficar homogênea. Sirva em seguida.
Rendimento: 1 copo

Análise Nutricional 

Calorias: 182 calorias

Carboidratos: 32,6 g
Proteínas: 8,4 g
Gorduras: 2,0 g
4. Substituição do Jantar: Vitamina Saudável

Ingredientes - 1 xícara (chá) de leite de soja

- 1 fatia fina de mamão papaya
- 1/4 da unidade de maçã

- 1 banana maçã

- 1 colher (sobremesa) de aveia em flocos

- 2 unidades de castanha de caju

- 1 unidade de castanha de caju picada

- adoçante a gosto

Modo de Preparo

Bata no liqüidificador o leite de soja, o mamão, a maçã, a banana maçã, a aveia e as 2 unidades de castanha de caju. Coloque em um copo grande e polvilhe a castanha picada.
Rendimento: 1 porção

Análise Nutricional Calorias: 257 calorias

Carboidratos: 41,9 g
Proteínas: 8,9 g

Gorduras: 6,0 g
fonte: Dieta & Saúde



 Devemos passar a noite com axila limpa e sem desodorante, para ser um momento de respiração livre da axila.


ESTA MENSAGEM ESTÁ SENDO DIVULGADA POR UMA BIOQUÍMICA URUGUAIA IDENTIFICADA ABAIXO.

Há um tempo, fui a um seminário, sobre Câncer da Mama, conduzido por Terry Birk, com o apoio de Dan Sullivan.
Durante os debates, perguntei porque razão a zona mais comum para desenvolver tumores cancerígenos no peito é perto da axila.
A minha pergunta não pode ser respondida na hora.
Esta informação foi-me enviada, recentemente, e alegro-me por a minha pergunta ter sido respondida.
Informei uma amiga que está a fazer quimioterapia e ela comentou que já tinha esta informação, obtida num grupo de apoio que está a frequentar..
Agora quero compartilhar a informação com vocês.
A principal causa de Câncer da Mama é o uso de anti-transpirantes!
Sim, ANTITRANSPIRANTES.
A maioria dos produtos no mercado são uma combinação de anti-transpirantes/ desodorizantes.
Vejam bem os rótulos!
DESODORIZANTE está bem, ANTI-TRANSPIRANTE, não.
A concentração das toxinas provoca a mutação das células:
CÂNCER. Eis aqui a razão:
O corpo humano tem apenas algumas áreas por onde pode eliminar as toxinas:atrás dos joelhos, atrás das orelhas, a área das virilhas e as axilas.
As toxinas são eliminadas com a transpiração.
Os anti-transpirantes, como seu nome diz, evitam a transpiração; portanto, inibem o corpo de eliminar as toxinas através das axilas.
Estas toxinas não desaparecem por artes mágicas.
Como não saem pelo suor, o organismo deposita-as nas glândulas linfáticas que se encontram debaixo dos braços.
A maioria dos tumores cancerígenos do seio, ocorrem neste quadrante superior da área da mama.
Precisamente onde se encontram as glândulas.
Nos homens parece ocorrer em menor proporção, mas também não estão isentos de desenvolver Câncer da Mama por causa dos anti-transpirantes que usam,ao invés de água e sabão.
A diferença está no fato de os anti-transpirantes usados pelos homens não serem aplicados diretamente sobre a pele; ficam, em grande parte, nos pêlos axiais.
As mulheres que aplicam anti-transpirantes logo após rasparem ou depilarem as axilas, aumentam o risco devido a minúsculas feridas e irritações da pele, que fazem com que os componentes químicos nocivos penetrem mais rapidamente no organismo.
Por favor, passem esta mensagem a todas as pessoas..
O Câncer da Mama está a tornar-se tremendamente comum, e este aviso pode salvar algumas vidas.
Se, de alguma forma duvidam desta informação, podem fazer as suas próprias investigações. Provavelmente vão chegar à mesma conclusão.

FAVOR DIVULGAR A TODAS AS MULHERES, POR TODOS OS MEIOS DISPONÍVEIS.

=================================================

VICK VAPORUB NOS PÉS! IMPORTANTE; É BOM SABER



Durante uma conferencia sobre Óleos Essenciais, comentavam como a planta dos pés podem absorver os óleos.

O exemplo consistia em colocar alho na planta dos pés e aos 20 minutos, já podia sentir o sabor na boca!

Alguns de nós temos usado o Vick Vaporub durante muitos anos como remédio para muitas coisas, desde lábios machucados até dedos dos pés inflamados e muitas outras partes da pele. Mas nunca tínhamos escutado sobre isto. E acredite, porque funciona em 100% das vezes que se faz, apesar dos cientistas que descobriram realmente não estarem seguros de como isso acontece.

Para deter a tosse noturna de um menino (ou de um adulto), espalhe Vick Vaporub generosamente sobre a planta dos pés e logo cubra com meias. Mesmo a tosse mais persistente, forte e profunda se deterá no máximo em uns 5 minutos e dará muitas horas de alivio. Funciona 100% das vezes que se faz e é mais eficaz nas crianças. Além disso, é extremamente calmante e reconfortante, enquanto dormem profundamente.

É surpreendente ver que é mais eficiente que os medicamentos prescritos para as crianças tomarem a noite.

Se você tem filhos, netos ou amigos idosos, repasse esta mensagem. E se estiver com tosse forte, comprove em você mesmo e ficará

maravilhado quando ver e sentir como funciona !

====================================================


A ERVA QUE CURA

Foi pesquisado pela USP e é válida Dr. Panuzza confirmou.



SE VC CONHECE ALGUÉM QUE TEM CÂNCER, POR FAVOR ENCAMINHE ESSE E-MAIL. MAS MESMO QUE NÃO CONHEÇA ENCAMINHE A OUTRAS PESSOAS, PORQUE QUEM SABE, ESSAS POSSAM AJUDAR ALGUÉM QUE PRECISE. ALÉM DE CURAR O CÂNCER, ESSA FOLHA TEM OUTROS BENEFÍCIOS.

ABAIXO SEGUE COMENTÁRIO: FOLHA DE GRAVIOLA



A folha de graviola cura câncer. Segundo Evandro Romualdo,

um amigo lhe confidenciou a seguinte história:



Que sua esposa após descobrir um câncer no seio que chegou a se espalhar pelo seu corpo,estava praticamente com os dias de sua vida contados.



Foi então,que descobriu uma publicação sobre o CHÁ DE GRAVIOLA.

A notícia estava em um site e o título do artigo é CANCER MAGIC BULLET DISCOVERED, but drug giants hushes it up!- 10,000 times stronger than chemotherapy with no adverse side effects...

Na reportagem eles citam o quanto o extrato da GRAVIOLA é 10.000 vezes mais forte do que a quimioterapia por drogas, e sem efeitos colaterais.

Citam também a árvore como sendo encontrada na floresta Amazônica Enfim, a esposa dele também tomou o chá, e em dois meses não tinha mais nenhuma seqüela ou ferida.



Hoje está viva e saudável!



AQUI FICA A DICA PARA QUEM PRECISAR, SE PUDER DIVULGUE, QUEM SABE ASSIM CONSEGUIMOS AJUDAR MAIS PESSOAS COM ESSA NOVA DESCOBERTA .



ABAIXO SEGUEM OS SITES DE CONSULTA:

American College for the Advancement in

Medicine: http://www.acam.org/

American Academy of Environmental Medicine: http://www.aaem.com/

International College of Intergrative Medicine:

http://www.icimed.com/ Meridian Valley Laboratory: http://www.meridianvalleylab.com

tradutor inglês para português.

http://www.bussolaescolar.com.br/tradutor.htm

Vamos lá pessoal não economizem o dedo, uma mensagem desta tem que circular, é tempo de ajudar estas pessoas e quem sabe com isto o próprio organismo se supere como ocorrem em vários casos.

============================================

Cura do câncer - Bicarbonato




Um médico italiano descobriu algo simples que considera a causa do câncer. 



Inicialmente banido da comunidade médica italiana, foi aplaudido de pé na Associação Americana contra o Câncer quando apresentou sua terapia. O médico observou que todo paciente de câncer tem aftas. Isso já era sabido da comunidade médica, mas sempre foi tratada como uma infecção oportunista por fungos - Candida albicans. Esse médico achou muito estranho que todos os tipos de câncer tivessem essa característica, ou seja, vários são os tipos de tumores mas têm em comum o aparecimento das famosas aftas no paciente.

Então, pode estar ocorrendo o contrário - pensou ele. A causa do câncer pode ser o fungo. E, para tratar esse fungo, usa-se o medicamento mais simples que a humanidade conhece: bicarbonato de sódio. Assim ele começou a tratar seus pacientes com bicarbonado de sódio, não apenas ingerível, mas metódicamente controlado sobre os tumores. Resultados surpreendentes começaram a acontecer. Tumores de pulmão, próstata e intestino desapareciam como num passe de mágica, junto com as Aftas.

Desta forma, muitíssimos pacientes de câncer foram curados e hoje comprovam com seus exames os resultados altamente positivos do tratamento. Para quem se interessar mais pelo assunto, siga o link (em inglês): não deixem de ver o video, no link abaixo. O médico fala em italiano, mas tem legenda em portugûes. http://www.curenatu ralicancro. com/ Lá estão os métodos utilizados para aplicação do bicarbonado de sódio sobre os tumores. Quaisquer tumores podem ser curados com esse tratamento simples e barato. Parece brincadeira, né? Mas foi notícia nos EUA e nunca chegou por aqui. Bem que o livro de homeopatia recomenda tratar tumores com borax, que é o remédio homeopático para aftas. Afinal, uma boa notícia em meio a tantas ruins! 

De novo a pergunta: por que a grande imprensa não dá a menor cobertura a isso? Nem na TV, nem nas rádios, nem nos grandes jornais... Absolutamente nada. Quem os proíbe de noticiar? O médico teve que construir um site, para divulgar o seu trabalho de curar o câncer (ou, pelo menos, várias das suas formas), usando apenas solução de bicarbonato de sódio a 20%. Imaginem! Bicarbonato de sódio, coisa que a gente encontra até no boteco da esquina. Neste endereço, o vídeo, onde o médico italiano mostra a evolução do tratamento até a completa cura em 4 casos: 

http://www.cancer- fungus.com/ sub-v1pt/ sub-pt.html

Neste, o site em Português. Clicando-se nas bandeirinhas no alto da página, muda-se o idioma:http://www.cancerfu ngus.com/ simoncini- cancro- fungo.php# 



* * *

Repassem. Vc já pensou que milhares de pessoas esperam por um "Milagre" para recuperar sua Saúde?



... VAI ACABAR A FARRA DOS LUCROS DOS LABORATÓRIOS. ... - É POR ISTO QUE A NOTÍCIA ESTÁ RESERVADA A PEQUENOS CÍRCULOS ?!?!?!?

========================================

Para reflexão!!!!



EXPERIÊNCIA - Vida de um bilionário...







Houve uma entrevista de uma hora, na NBC, com Warren Buffet, um dos homens mais ricos do mundo, que recentemente fez uma doação de 31 bilhões de dólares para a caridade. 



A seguir, alguns aspectos interessantes de sua vida. 



1. Comprou a sua primeira ação aos 11 anos, e hoje lamenta tê-lo feito tardiamente! As coisas eram baratas naquele tempo... 

Incentive seus filhos a investirem. 



2. Comprou uma pequena fazenda aos 14 anos, com as economias oriundas da entrega de jornais. Pode-se comprar muitas coisas com pequenas economias. 

Incentive seus filhos a iniciarem algum tipo de negócio. 



3... Ainda vive na mesma casa modesta, de 3 quartos , no distrito de Omaha, a qual comprou após se casar, 50 anos atrás. Diz ele que tem tudo o que precisa naquela casa. Sua casa não possui muros nem cercas. 

Não compre mais do que você 'realmente precisa', e incentive seus filhos a fazerem e pensarem o mesmo. 



4. Dirige seu próprio carro para todo lugar, e não tem motorista particular, nem equipe de segurança à sua volta. 

Você é o que é... 



5. Nunca viaja em jato particular, embora seja proprietário da maior companhia aérea privada do mundo. 

Pense sempre num jeito de realizar as coisas de maneira econômica. 



6. Sua empresa, Berkshire Hathaway, possui 63 companhias... Escreve apenas uma carta anual aos principais executivos destas companhias, dando-lhe as metas para o ano. Nunca promove encontros nem os convoca habitualmente. 

Nomeie as pessoas certas para as missões certas. 



7. Transmitiu aos seus executivos somente duas regras: 

Regra nº 1: não perca nenhum centavo do dinheiro de seu acionista. 

Regra nº 2: não se esqueça da regra nº 1. 

Estabeleça metas e certifique-se de que as pessoas nelas se concentrem. 



8. Não costuma freqüentar a alta-sociedade. Seu passatempo, após chegar em casa, é fazer ele mesmo um pouco de pipoca e assistir a televisão. 

Não tente se mostrar, simplesmente seja você mesmo e faça aquilo que gosta de fazer. 



9. Warren Buffet não usa telefone celular, nem tem computador sobre sua mesa... 



10. Bill Gates, o homem mais rico do mundo, encontrou-se com ele, da primeira vez, cinco anos atrás. Bill Gates achava que nada tinha em comum com Warren Buffet. Portanto, programara seu encontro apenas por meia hora. No entanto, quando Gates o encontrou, este encontro perdurou por dez horas, e hoje em dia, Bill Gates o considera o seu guru. 



Seus conselhos aos jovens: 



'Fique longe de cartões de crédito e empréstimos bancários, invista o seu dinheiro em você mesmo, e lembre-se: 



A. O dinheiro não cria o homem, mas é o homem quem criou o dinheiro. 

B. Viva a sua vida da maneira mais simples possível. 

C. Não faça o que os outros dizem - ouça-os, mas faça aquilo que você se sente bem ao fazer. 

D. Não se apegue às grifes famosas; use apenas aquelas coisas em que você se sinta confortável. 

E. Não desperdice o seu dinheiro em coisas desnecessárias; ao invés disto, gaste nas coisas que realmente precisa. 

F. Afinal de contas, a vida é sua ! Então, por que permitir que os outros estabeleçam leis em sua vida ?' 





'As pessoas MAIS FELIZES NÃO TEM, necessariamente, as 'MELHORES' COISAS. Elas simplesmente APRECIAM aquilo que tem'.


======================================



ALIMENTOS QUE CURAM





ALHO: É um bactericida poderoso, previne e cura infecções. Sua componente alicina combate mais de duas dúzias de tipos de bactérias. É também antivirótico, antiinflamatório, antiespasmódico e descongestionante. Por conter adenosina, relaxa as artérias e, com isto abaixa a pressão arterial, limpa as artérias e reduz o colesterol, prevenindo assim o derrame cerebral e o infarto do coração.

CEBOLA: Tem efeitos semelhantes ao alho, além disto, é rica em fósforo (bom para a memória) e útil como expectorante em caso de tosse. É depurativa do sangue e absorve as toxinas. Seu suco morno, pode ser pingado nos ouvidos para combater rapidamente uma inflamação.
LIMÃO: Rico em vitamina C, combate infecções, além de gastrite, reumatismo, artrite, gota, náuseas, azia, hipertensão, e dor de garganta (fazer gargarejos com água quente, limão e sal, de hora em hora, logo aos primeiros sinais).
BERINJELA: Reduz o colesterol, ao se tomar seu suco em jejum por um período de 15 dias seguidos. Ajuda a emagrecer e a reduzir o tamanho de pedras na vesícula. Contêm um glicoalcalóide, que compõe as pomadas usadas contra câncer de pele.
BRÓCOLES E REPOLHO: Combatem o câncer de mama porque reduzem o excesso de estrógeno. Possuem ação benéfica em todos os tipos de câncer. O brócolis é rico em cromo, regulador do metabolismo de insulina. Assim, é benéfico tanto no diabetes como na hipoglicemia. Comer uma xícara de brócolis por dia ajuda a vencer a compulsão por doces.
SALSINHA: Também combate o câncer, principalmente o de pulmão. Recomenda-se aos fumantes passivos e mesmo aos ex-fumantes tomar um copo de suco de salsinha bem concentrado em jejum diariamente, porque ele reduz a oxidação das células, gerado pela fumaça do cigarro e pela poluição do ar. É também rica em vitamina A, e tem ação benéfica sobre as desordens da menstruação.
ESPINAFRE: É diurético, combate as infecções das vias digestivas e pode prevenir e até curar a catarata, por produzir antioxidantes que atuam nas células dos olhos. Rico em ácido fólico, que reduz o nível de homocisteína no sangue (prevenção do infarto), contém também dois fitos químicos, a luteína e a zeaxantina, que parecem dar esperança na cura da degeneração macular (cegueira dos idosos). Possui alto teor de vitamina A: 7.385 U.I em 100 grs., e de ferro: 11,3 mg em 100grs.
NABO: Ótimo expectorante quando usado em xarope, atua contra a tosse e a bronquite asmática. Seu suco cura frieiras, é depurativo do sangue e contêm muito fósforo, que é ativador da memória.
CENOURA: Previne a cegueira e as enfermidades do fígado, é rica fonte em betacaroteno, que protege as artérias e fortalece o sistema imunológico. Contém fibras vegetais que abaixam o colesterol. Por isso, o hábito de comer uma cenoura por dia pode reduzir em 50% o risco de adquirir doenças coronárias.
COUVE MANTEIGA: Seu suco cura úlceras de estômago e é eficiente contra a anemia, por ser rica em ferro. A couve também é tônica, laxante, vermífuga e reduz as pedras da vesícula.
GENGIBRE: É analgésico, atuando como AAS (ácido acetilsalicílico): por exemplo: ele faz a dor de cabeça desaparecer em meia hora, se você tomar 1/2 colher de chá de pó de gengibre diluído em água. Mastigar gengibre fresco alivia a dor de garganta e combate a inflamação. Além disso, reduz o desejo de fumar.
ARROZ ou TRIGO INTEGRAL: Uma boa porção de preferência com mel, faz desaparecer a irritação da tensão pré-menstrual dentro de mais ou menos uma hora, por produzir o hormônio serotonina, semelhante em seu efeito ao do Valium.
IOGURTE: 2 copos com banana, tomadas na véspera do início da menstruação reduzem em muito as cólicas menstruais, por causa do cálcio que contêm.
IOGURTE COM ABACAXI: Previne e até ajuda a curar a osteoporose, por conter cálcio e magnésio.
ABACAXI: Trata-se de um poderoso expectorante, porque contêm bromelina, que dissolve os catarros. Tomando um copo de suco de abacaxi em jejum durante 15 dias, intercalando uma pausa de 15 dias e depois repetindo a dose, consegue-se dissolver completamente a solitária (tênia de vaca).
TOMATE, CENOURA, ABACAXI, PIMENTÃO E MORANGO: Ajudam a prevenir o câncer de mama e a leucemia. O tomate, rico em licopeno, previne o câncer de próstata, se consumido em sopas e molhos, com um pouco de azeite, pelo menos 4 vezes por semana.
MORANGO, UVA, AMORA, ACEROLA, PITANGA E FRAMBOESA: Contêm ácido elágico, que, além de beneficiar a pele, tornando-a mais elástica, neutraliza as substâncias cancerígenas que penetram no organismo, antes que possam provocar a temida mutação das células. A amora melhora a memória do idoso, e o chá de sua folha é usado para diminuir os sintomas da menopausa.
SOJA: Contêm lecitina, uma substância importante para o sistema nervoso e útil para a dissolução de gorduras localizadas ou de pedras da vesícula. É rica em proteínas de alta qualidade e, em fitos estrógenos que ajudam o equilíbrio hormonal da mulher, especialmente no período da menopausa. Além disto, a soja contém genisteína e daidzeina, dois fitos químicos poderosos na destruição das células cancerosas.
NOZES E CASTANHAS: Muito nutritivas, se bem bastante calóricas, são ricas em gorduras monos aturadas e poliinsaturadas, que reduzem os níveis do colesterol LDL e os triglicerídeos, enquanto aumentam os níveis de HDL; a fórmula perfeita para prevenir doenças cardíacas.
SUCO DE UVA VERMELHA: Esqueça a receita de tomar vinho tinto, o suco de uva tem o mesmo poder preventivo, porque é na casca da uva vermelha que se encontra os resveratrol, um super antioxidante que previne o ataque cardíaco e o endurecimento das artérias.
MANGA purifica o sangue.
RÚCULA E CHUCRUTE (repolho fermentado) reduzem a glicemia.
CHUCHU reduz a hipertensão arterial e o glaucoma.
MELANCIA elimina a retenção de líquidos dos tecidos.
FIGO cicatriza úlceras de estômago e duodeno, bem como úlceras varicosas nas pernas.
CAQUI é útil nas afecções do fígado, catarros da bexiga e enfermidades das vias respiratórias.
ÁGUA DE CÔCO é hidratante, remineralizante, e um excelente substituto do leite materno, quando liquidificado com a polpa de coco verde.
BANANA, alivia doenças do cólon e do reto, facilita a função intestinal e é riquíssima em cálcio.
SUCO DE BATATA cura instantaneamente a azia, seu uso diário alcaliniza o organismo todo, com grandes benefícios para a saúde.


Os benefícios da Semente de Linhaça


Rate This
É considerada como um alimento funcional, ou seja, que contém, além de seus nutrientes básicos (carboidratos, proteínas, gorduras e fibras), elementos que podem diminuir o risco de algumas doenças pois seu uso contínuo pode proporcionar aumento da defesa orgânica e redução do ritmo de envelhecimento celular.
Na composição da semente de linhaça estão presentes proteínas, fibras alimentares e ácidos graxos poliinsaturados (Ômega 3 e Ômega 6), que lhe conferem a propriedade de alimento funcional. A semente de linhaça é a mais rica fonte de Ômega 3 existente na natureza.
Os investigadores do INSTITUTO CIENTÍFICO PARA ESTADO DA LINHAÇA DO CANADÁ e dos Estados Unidos, têm enfocado sua atenção no rol desta semente na prevenção e cura de numerosas doenças degenerativas.
Muitos estudos estão sendo desenvolvidos para confirmar os benefícios do consumo regular da semente de linhaça. Alguns desses estudos afirmam que a linhaça poderia ajudar a baixar os níveis de colesterol, pois é rica em fibras solúveis. Também esta sendo estudada outras funções e tem benefícios como:
– Rejuvenescedor

– Baixa de peso

– Auxilia no combate a anemia
– Auxilia no combate ao câncer: de mama, de próstata, de colon, de pulmão, etc…
– Auxiliar no combate à acne.
– Auxiliar no equilíbrio hormonal, amenizando distúrbios causados pela TPM e menopausa;
– Auxiliar na diminuição do risco de aterosclerose;
– Auxiliar no controle Diabete – da glicemia
O consumo regular de linhaça favorece o controle dos níveis de açúcar no sangue.
Esta é uma excelente notícia para os insulina dependentes.
– Vitalidade Física
– Sistema Digestivo
– Sistema Nervoso
– Doenças Inflamatórias
–Retenção de Líquidos
– Sistema Imunológico
– Sistema Cardiovascular
– Funcionamento Intestinal
– Para o auxílio na redução de colesterol ruim, dos sintomas de TPM, menopausa
– Para combater a agressividade e a obesidade
– Condições da Pele e do Cabelo
Veja a composição nutricional de 15 g da Semente de Linhaça:
Valor calórico 43 Kcal
Carboidratos 1 g
Proteínas 2 g
Gorduras totais 3 g
Gorduras Saturadas 0 g
Gorduras Trans 0 g
Fibra alimentar 3 g
Ômega-3 58%
Ômega-6 16 %
Sódio 7,8 mg
Além disso, é a maior fonte alimentar de lignanas, compostos fitoquímicos parecidos com o estrogênio, que teriam propriedades anticancerígenas, principalmente em relação ao câncer de mama e cólon. Ainda contém vitaminas B1, B2, C, E e Caroteno e minerais como ferro, zinco, alguma quantidade de potássio, magnésio, fósforo e cálcio. 

A semente de linhaça moída trás mais benefícios nutricionais que a semente inteira, que possui uma casca dura, difícil de digerir. Portanto, uma forma fácil quebrar as sementes é passá-la em um processador ou liquidificador na tecla pulsar, para que não vire pó. Depois, guarde-a em refrigerador, e deixe fora da luz. Desta forma, a utilização será ainda melhor.

As sementes podem ser utilizadas em iogurtes, saladas, sucos, vitaminas, misturada à cereais, massas de pães e bolos e em todos os outros alimentos. Também pode substituir o óleo ou gordura utilizada em uma receita. Por exemplo, se uma receita pedir 1/3 xícara (chá) de óleo, use 1 colher (sopa) de semente de linhaça moída, em substituição.

Vitalidade Física: 

Um dos mais notáveis indicativos de melhora devido ao consumo de linhaça é o incremento progressivo na vitalidade e na energia.

A linhaça aumenta o coeficiente metabólico e a eficácia na produção de energia celular. Os músculos se recuperam da fadiga do exercício.

Baixa de Peso:

A linhaça moída é excelente para baixa de peso, pois elimina o colesterol em forma rápida .
Ajuda a controlar a obesidade e a sensação desnecessária de apetite, por conter grandes quantidades de fibra dietética, tem cinco vezes mais fibra que a aveia. Se você deseja baixar de peso, tome uma colher a mais pelas tardes.

Combate ao Cancer:de mama, de próstata, de colon, de pulmão, etc…

A semente de linhaça contém 27 componentes anti-cancerígenos , um deles é ; a LIGNINA.

A semente de linhaça contém 100 vezes mais Lignina que os melhores grãos integrais.Nenhum outro vegetal conhecido até agora iguala essas propriedades. Protege e evita a formação de tumores. Só no câncer se recomenda combinar semente de linhaça moída com queijo cottage baixo em calorias.

Condições da Pele e do Cabelo:

Com o consumo regular de sementes de linhaça você notará como sua pele volta-se mais suave . É útil para a pele seca e pele sensível aos raios do sol. É ideal para problemas na pele , tais como: psoríase e eczema .
Recomenda-se também como máscara facial para uma limpeza profunda do cútis. Ajuda na eliminação do pano branco, manchas, acne, espinhas, etc.
É excelente para a calvície . Essa é uma boa notícia para quem sofre de fixar e NUTRIR teu cabelo. Não use vaselinas que danificam teu coro cabeludo e teu cabelo.



Sistema Digestivo:

Prevêem ou cura o câncer de colon. Ideal para artrite, prisão de ventre, acidez estomacal.

Lubrifica e regenera a flora intestinal .

Expulsão de gases gástricos .É um laxante por excelência.

Previne os divertículos nas paredes do intestino. Elimina toxinas e contaminadores.

Sistema Nervoso:

É um tratamento para a pressão. As pessoas que consomem linhaça sentem uma grande diminuição da tensão nervosa e uma sensação de calma.
Ideal para pessoas que trabalham sob pressão. Melhoras funções mentais dos anciãos , melhora os problemas de conduta
(esquizofrenia).
A linhaça é uma dose de energia para teu cérebro, porque contém os nutrientes que reduzem mais eurotransmissores
(reanimações naturais) .

Doenças Inflamatórias:

O consumo de linhaça diminui as condições inflamatórias de todo tipo.
Refere-se a todas aquelas doenças terminadas em “TITE”, tais como: gastrite, hepatite , artrite, colite, amidalite, meningite , etc.

Retenção de Líquidos:

O consumo regular de linhaça, ajuda aos rins a excretar água e sódio. A retenção de água (Edema) acompanha sempre à

inflamação de tornozelos, alguma forma de obesidade, síndrome pré-menstrual, todas as etapas do câncer e as doenças cardiovasculares.
Sistema Imunológico:
A linhaça alivia alergias, é efetiva para o LUPUS.

A semente de linhaça por conter os azeites essenciais Omega 3, 6, 9 e um grande conteúdo de nutrientes que requeremos constantemente, faz com que nosso organismo fique menos doente, por oferecer uma grande resistência às doenças.



Sistema Cardiovascular:

É ideal para tratar a arteriosclerose, elimina o colesterol aderido nas artérias, esclerose múltipla, trombose coronária alta pressão arterial , arritmia cardíaca , incrementa as plaquetas na prevenção da formação de coágulos sanguíneos.

É excelente para regular o colesterol ruim .

O uso regular de linhaça diminui o risco de padecer de doenças cardiovasculares.

Uma das características UNICAS da linhaça é que contém uma substância chamada taglandina, a qual regula a pressão do sangue e a função arterial e exerce um importante papel no metabolismo de cálcio e energia.

O Dr. J H. Vane, ganhou o prêmio Nobel de medicina em 1962 por descobrir o metabolismo dos azeites essenciais Omega 3 e 6 na prevenção de problemas cardíacos.

Uma outra forma de conseguir os benefícios da linhaça é consumir o óleo de linhaça, que é extraído da semente inteira, usando métodos de extração desenvolvidos especialmente para este fim (a frio). O produto obtido é engarrafado (para ser usado em saladas ou pratos frios) ou colocado em cápsulas gelatinosas, sendo utilizado como suplementação de ômega-3.

Funcionamento Intestinal:

Para a melhora do funcionamento intestinal: de uma noite para o dia, coloque 1 colher (sopa) de semente de linhaça em ½ copo de água e deixe “descansar” por 12 horas, tome somente a água em jejum pela manhã.
Para evitar o desperdício as sementes podem ser adicionadas sobre saladas, iogurtes vitaminas…
Para o auxílio na redução de colesterol ruim, dos sintomas de TPM, menopausa:Para o auxílio na redução de colesterol ruim, dos sintomas de TPM, menopausa…. Consuma diariamente 1 colher (sopa) de semente de linhaça preferencialmente triturada (como uma farofinha) sobre os alimentos. Evite que as sementes passem por processos térmicos de aquecimento para que sua gordura boa não oxide.

Para combater a agressividade e a obesidade:

duas colheres de sopa de linhaça trituradas no liquidificador. Coloca-se água ou suco para adoçar. Todos os dias; tomados em intervalos durante o dia na média de 4x ao dia; essas duas colheres.

1 colher de sopa de sementes de linhaça moídas (moa uma xícara no liquidificador e guarde o restante no freezer) – 3 colheres de sopa de água

Modo de preparo:

Misture a farinha e a água em uma tigela pequena. Deixe descansar por 1 a 2 minutos. (Torna-se muito espessa se ficar mais tempo). Em algumas receitas abundantes em líquidos, as sementes de linhaça moídas podem ser adicionadas diretamente aos ingredientes secos.

Modo de Usar na maioria dos casos: 

Duas colheres de sopa por dia, batidas no liquidificador, se mistura em um copo de suco de fruta, ou sobre a fruta, ou com a aveia, ou iogurte no café da manhã ou no almoço. Podem tomar pessoas de todas as idades (crianças, adolescentes e anciãos). Inclusive mulheres grávidas.   
http://servidoresjt.wordpress.com/2011/04/29/os-beneficios-da-semente-de-linhaca/

Plantas e Alimentos o melhor Remédio
Cleuza Nascimento

    INTRODUÇÃO

    Fitoterapia é o tratamento feito com ervas medicinais, tendo sido praticada
pela antigas civilizações. Permaneceu por muito tempo relegado a segundo plano.
    O homem moderno preferiu a praticidade das drogas. As plantas medicinais são
utilizadas tanto nos países desenvolvidos como em desenvolvimento e o uso
empírico recebe a atenção da ciência. Diversas faculdades e universidades vem
desenvolvendo pesquisas com ervas medicinais e graças a esse progresso estão
descobrindo as substâncias ativas contidas nas plantas.
    A fitoterapia sofre descrédito por ser um método não ortodoxo e não
oficializada. Ouve-se ainda dizer: não faço o uso ou não indico porque não tem
aprovação médica. Como esperar a aprovação se as faculdades de medicina não
adotaram nos seus curriculum a fitoterapia. Quando Dr.Ornich, um renomado
cardiologista, lançou seu programa para prevenir e reverter as obstruções de
artérias sem remédios, pregando mudança de hábito de vida e alimentação
vegetariana como forma de tratamento. Naturalmente foi contestado e chamado de
louco. A fitoterapia é chamada de medicina alternativa, cujo crescimento e
procura aumentou 30% na última década.
    Apesar dos efeitos colaterais provocados, não devemos rejeitar a alopatia.
Este guia não substitui o atendimento médico, devemos procurar acompanhamento
médico e seguir sua orientação terapêutica. A intenção é dividir uma experiência
de 20 anos, pesquisando tratamentos com ervas, cujo conhecimento obteve grande
êxito nas doenças citadas nas páginas seguintes, auxiliando pessoas que estavam
desenganadas, evitando inclusive a amputação de membros acometidos de gangrena e
trombose e muitos casos de proporcional gravidade. Para citar todos os casos,
nomes e endereços de pessoas curadas, muitas páginas seriam necessárias.
    O propósito deste guia, é auxiliar centenas de pessoas.
    Aos médicos que desejarem experimentar esta valiosa e eficaz forma de
tratamento, este será de grande utilidade.
    As sugestões aqui apresentadas (inclui 201 doenças), se aplicadas
simultaneamente com outras abordagens terapêuticas: acupuntura, massoterapia,
nutrecêutica, alopatia, etc.

    PREFÁCIO

    Intensivos estudos realizados nos Estados unidos e em outras partes do mundo
mostram que 70% das mortes são causadas por doenças relacionadas com deficiência
erros na alimentação.
    Por outro lado, as plantas e ervas representam uma área de investigação
científica crescente pela sua especial importância na prevenção de doenças e na
promoção da saúde.
    Se o ser humano quiser preservar a sua saúde deverá reeducar os seus hábitos
e retornar à natureza.
    Eis que a professora  Cleuza Nascimento
 vem através deste singelo livro,
apresentar uma série de importantes orientações ao público em geral sobre os
grandes benefícios trazidos pelas plantas medicinais e por uma alimentação
saudável e natural.
    Dicas caseiras e receitas simples e fáceis de fazer lembram às pessoas como
evitar diversos males e ter mais saúde de forma acessível e barata.
    Num momento da vida nacional em que se verifica a ineficiência do SUS
(Sistema Único de Saúde) e sua incapacidade de atender adequadamente aos
cidadãos, este pequeno manual presta um inestimável serviço de Saúde Pública e
Medicina Preventiva.
    Parabenizamos a professora Cleuza Nascimento pela sua iniciativa e desejamos
que o livro Plantas e Alimentos o melhor Remédio
 tenha o sucesso que merece,
colaborando para melhorar a qualidade de vida da nossa comunidade.
 Curitiba, outubro de 1995
 Rosa Maria Chiamulera - Médica Sanitarista

    PREFÁCIO II

    As sugestões oferecidas pela prof Cleuza Nascimento, vem auxiliar as pessoas
com informações valiosas e receitas simples de serem praticadas para males tão 
complexos.
    É um guia em linguagem simples e de fácil compreensão que tem auxiliado 
centenas de pessoas. Na sua quarta edição, atualizada e ampliada com certeza 
ajudará inúmeras pessoas.
 Curitiba, junho de 2000
 Cleber G. do Amaral

    ALCACHOFRA
    NOME BOTÂNICO: Cynara scolymus L.
    PARTE UTILIZADA: Folhas, fruto
    AÇÃO - INDICAÇÃO - PROPRIEDADE
    Colagoga e hepatoprotetora, na intolerância a gorduras e síndrome pós-
hepatite, carminativa na digestão lenta e gases, antianêmica para anemia e
fraqueza, diurética como planta auxiliar para edemas, redutora do colesterol
para hipercolesterolemia.
    MODO DE USAR
 Infuso ou decocto de 3 a 9 g ao dia.
 Extrato fluido: dose máxima diária: 5 m1.
 Tintura: dose máxima diária: 25 m1.
 Extrato seco: de 250 a 500 mg.
 Em decocto, ferver por 10 minutos.

    ALECRIM
    NOME BOTÂNICO: Rosmarinus officinales L.
    PARTE UTILIZADA: Folhas
    AÇÃO - INDICAÇÃO - PROPRIEDADE
    Tônico geral para cansaço e fadiga, carminativo e colagogo, na digestão
lenta, gases, intolerância a gorduras e síndrome pós-hepatite, hepatoprotetor,
em hepatites, antiespasmódico para cólicas menstruais, expectorante na tosse com
muco espesso, anti-reumático e analgésico para artrose e artrite, cicatrizante
nas úlceras cutâneas.
    MODO DE USAR
 De 3 a 10 g ao dia, em decocção ou infusão. De 800 a 3.000 mg ao dia, em pó.
 De 1 a 5 ml ao dia, de extrato fluido. De 5 a 25 m1 ao dia de tintura.
 De 5 a 10% em infusão para banhos (uso externo).

    ALHO
    NOME BOTÂNICO: Allium sativum L.
    PARTE UTILIZADA: Bulbo
    AÇÃO- INDICAÇÃO - PROPRIEDADE
    Expectorante, anti-séptico pulmonar, analgésico, antiinflamatório, 
antibacteriano, tônico, hipotensor, vermífugo, hipoglicemiante, febrífugo, anti-
plaquetário, antioxidante. Diminui a viscosidade sangüínea e é anti-helmíntico.
    Afecções pulmonares, bronquite, asma, gripe, tosse, rouquidão, diabetes, 
hipertensão, hipercolesterolemia, vermes intestinais e anti-radicais livres.

    ANGÉLICA
    NOME BOTÂNICO: Angelica officinalis(Moench) 
    PARTE UTILIZADA: Raiz, folha e talo
    AÇÃO - INDICAÇÃO - PROPRIEDADE
    Estimulante, aromática, carminativa, diurética, emenagoga, espasmolítica, 
calmante, antigripal, anti-reumática, tussígena, topicamente: antiinflamatória 
(folhas).
    Problemas digestivos, flatulências, cólicas, falta de apetite, diurético, 
depurativo do sangue.
    A angélica é um amargo aromático, útil nas dispepsias por secreção 
insuficiente do suco gástrico, para os problemas crônicos estomacais, 
intestinais e biliares.
    Contém algumas furocumarinas, compostos fototóxicos, mutagênicos e até 
carcinogênicos.
    Não recomendado para diabéticos. Pessoas sensíveis ao produto e na gravidez. 
Pessoas com úlcera gástrica ou intestinal.
    DOSAGEM / MODO DE USAR 
    Uso interno:
 Folha: 2 a 5 g três vezes ao dia por infusão.
 Extrato fluido em álcool 25%: 2 a 5 ml três vezes ao dia.
 Raiz: decocto a 5%: Tomar 1 xícara após as refeições.
 Tintura (1/5): 20 a 50 gotas, 15 minutos antes das refeições, três vezes
ao dia

    ANIS-ESTRELADO
    NOME BOTÂNICO: Illicium verum
    PARTE UTILIZADA: Fruto
    AÇÃO - INDICAÇÃO - PROPRIEDADE
    Peitoral nas gripes acompanhadas de tosse, galactagogo para aumentar a 
lactação, digestivo e carminativo na digestão lenta e gases. Carminativo e 
antiespasmódico, nas cólicas abdominais e hérnias. Analgésico para lombalgias ou 
dores reumáticas.
    MODO DE USAR
 De 3 a 6 g, em decocção. 
 De 500 a 1.500 mg, em pó.
 Tintura - dose máxima diária: 20 m1.

    ARNICA
    NOME BOTÂNICO: Arnica montana L 
    PARTE UTILIZADA: Flor e rizoma
    AÇÃO - INDICAÇÃO - PROPRIEDADE
    Antiinflamatória, vulnerária, tônica, estimulante, revulsiva, anti-séptica, 
analgésica.
    Contusões, entorses, hematomas, distensões musculares, dores reumática, 
gota, flebites, afecções bucais, furúnculos. Fitocosmético: estimulante do 
crescimento capilar, combate o excesso de oleosidade dos cabelos.
    Contra-indicado na gravidez e lactação.
    O uso interno não é indicado por ser potencialmente tóxica, exceto em 
preparações homeopáticas.
    Pode causar náuseas e irritação gástrica.
    A tintura de arnica não deve ser aplicada pura sobre a pele. Deve ser 
diluída em água.

    BABOSA
    NOME BOTÂNICO: Aloe vera L.
    PARTE UTILIZADA: Suco da folha concentrado
    AÇÃO - INDICAÇÃO - PROPRIEDADE
    Laxativa e emoliente, na constipação com fezes ressecadas. Refrescante e 
hepática age nos sintomas de nervosismo, gosto amargo, dor de cabeça.
    Anti-helmíntica para vermes intestinais. Cicatrizante e resolutiva em 
úlceras e queimaduras.
    MODO DE USAR
 De 300 a 1.500 mg em pó ou decocção, ao dia. Extrato seco: de 70 a 150 mg, ao 
dia.
 Tintura: 20 a 60 gotas ao dia.

    BARBATIMÃO
    NOME BOTÂNICO: Stryphnodendron barbatiman 
    PARTE UTILIZADA: Casca
    AÇÃO - INDICAÇÃO - PROPRIEDADE
    Usado localmente como cicatrizante em feridas e úlceras. Hemostático para 
combater as hemorragias vaginais.
    Asma e bronquite asmática. Resolutivo-adstringente nos corrimentos crônicos 
e descargas uretrais.
    Anti-diarréico, em diarréias crônicas.
    MODO DE USAR
 Uso interno:
 Decocção: ferver 20 g de cascas em um litro de água. Beber 4 a 5 xícaras por 
dia.
 Tintura: 1 colher das de sobremesa, a cada 8 horas.
 Uso externo:
 Tintura: bochechos e gargarejos - 4 vezes ao dia.
 Compressas: 3 a 4 vezes ao dia.
 Banhos: lavar a lesão 3 a 4 vezes ao dia.

    BARDANA
    NOME BOTÂNICO: Arctium lappa L. 
    PARTE UTILIZADA: Frutos e raízes
    AÇÃO -INDICAÇÃO - PROPRIEDADE
    Raízes: anti-térmica e depurativa para doenças febris com rash cutâneo. 
Tônica na fraqueza e anemia. Anti-bacteriana e adstringente para diarréias 
agudas. Depurativa e resolutiva no tratamento da sífilis. Diurética e uricosúria 
para gota. Diurético e litagoga para cálculo renal.
    MODO DE USAR 
 Frutos:
 De 3 a 9 g, em decocção ou infusão. De 500 a 1.500 mg, em pó.
 Raiz: De 10 a 20 g ao dia, em decocção ou infusão. 
 De 1.500 a 3.OOO mg de pó ao dia.
 De 5 a 20 m1 de tintura ao dia.

    BOLDO
    NOME BOTÂNICO: Peumus boldus
    PARTE UTILIZADA: Folhas
    AÇÃO - INDICAÇÃO - PROPRIEDADE
    Como colagogo e hepatoprotetor, na intolerância à gordura, síndrome pós-
hepatite e hepatite crônica.
    Tônico e digestivo, para digestão lenta e falta de apetite. Tônico e 
digestivo nas diarréias causadas por má absorção dos alimentos. Colagogo e anti-
espasmódico para litíase biliar. Tônico na recuperação de doenças crônicas.
    Diurético para cistite ou pedras nos rins.
    MODO DE USAR
 Infuso ou decocto a 5% - dose máxima diária: 20 m1.
 Extrato fluido: dose máxima diária: 5 m1.
 Tintura: dose máxima diária: 25 m1.

    CALÊNDULA
    NOME BOTÂNICO: Calendula officinalis L.
    PARTE UTILIZADA: Flor
    AÇÃO - INDICAÇÃO - PROPRIEDADE
    Anti-alérgica, suavizante, refrescante, antiinflamatório, cicatrizante, 
anti-séptica, antiflogística, colagoga, emenagoga, diaforética, vulnerária, 
lenitiva, antiespasmódica, bactericida e antifúngica.
    Em casos de inflamações da pele e da membrana mucosa, queimaduras suaves, 
queimaduras do sol, escaras, avermelhamento de peles sensíveis e delicadas. 
Tratamento de feridas purulentas de difícil cicatrização. Em casos de cólicas e 
menstruações irregulares. Empregado para estimular a atividade hepática e 
sobretudo a secreção biliar e para atenuar espasmos gástricos e intestinais, 
Tratamento de acne, eczemas, abcessos e impetigo. Na prevenção e tratamento de 
assaduras de crianças. Protetor dos raios UVA e B.
    O óleo de calêndula é indicado em casos de fissura de mamilo devido à 
amamentação, não sendo prejudicial ao lactente.
    DOSAGEM / MODO DE USAR 
 Uso interno:
 Flores secas: 1 a 4 g três vezes ao dia.
 Infuso: 10-15 g de folhas e flores picadas em 1 litro de água fervente. Beber 5 
xícaras ao dia.
 Decocto: 5-15 g de folhas e flores para 1 litro de água. Beber 5 xícaras ao 
dia.
 Tintura em álcool 90%: 0,3 a 1,2 ml três vezes ao dia.
 Extrato fluido em álcool 40%: 0,5 a 1 ml três vezes ao dia.
 Uso externo:
 Tintura: em compressas.
 Alcolatura a 10%.
 Ungüentos, pomadas para úlceras e varizes: 8 a 15%.
 Banhos: 50 g da planta por litro de água.
    Calêndula em cremes e loções para peles sensíveis e impuras, produtos pós-
barba e pós-depilação, xampus de tratamento, condicionadores capilares, 
sabonetes, produtos após sol e para higiene bucal.

    CAMOMILA
    NOME BOTÂNICO: Matricaria chamomilla L. 
    PARTE UTILIZADA: Capítulo floral
    AÇÃO - INDICAÇÃO - PROPRIEDADE
    Estomáquica e carminativa, para gases e distensão abdominal. Anti-
espasmódica para cólicas intestinais ou menstruais.
    Sedativa para nervosismo e insônia. Peitoral, para fluidificar catarro em 
crianças. Febrífuga e analgésica para gripes com dor de cabeça. Antiinflamatória 
e carminativa para colites. Digestiva para digestão lenta e falta de apetite.
    Cicatrizante e antiinflamatória, para úlceras e feridas traumáticas.
    MODO DE USAR
 De 3 a 6 g em infusão ou decocção, uma ou duas vezes ao dia. De 800 a 2.OOO mg, 
em pó.
 Tintura - de 100 a 150 gotas ao dia.
 Extrato fluido - de 2 a 6 ml ao dia.
 Banhos para uso externo - com decocto a 5%.

    CASTANHA-DA-ÍNDIA
    NOME BOTÂNICO: Aesculum hippocastanum L. 
    PARTE UTILIZADA: Semente
    AÇÃO - INDICAÇÃO - PROPRIEDADE
    No tratamento de perturbações da circulação venosa. Nos casos de flebites, e 
como preventivo de varicozes e hemorróidas. Queda do cabelo e cabelos fracos.
    Sua principal ação é sobre o sistema venoso, aumentando a resistência e o 
tônus das veias. Diminui a permeabilidade e a fragilidade capilar. Suas 
propriedades se devem principalmente aos saponosídeos, hidroxicumarinas e 
derivados flavônicos que atuam sobre a fragilidade capilar e como vaso 
constrictores periféricos.
    Ativa a circulação sanguínea e favorece o retorno venoso prevenindo 
acidentes vasculares, estase venosa, espasmos vasculares e tromboflebites.
    O efeito tônico da castanha da índia sobre o sistema venoso é percebido 15 a 
30 minutos após a ingestão, alívio da dor.
    Não é recomendado o uso por crianças.
    Ocorre potencialização com a hamamelis. Pode potencializar a ação de anti-
coagulantes.
    DOSAGEM / MODO DE USAR
 Uso interno:
 Infuso ou decocto a 1 %, tomar 50 a 200 m1/dia.
 Extrato seco: 0,10 a 0,40 g/dia.
 Extrato fluido: 0,5 a 2 ml/dia.
 Tintura: 1 a 4 ml, 3 vezes ao dia.
 Alcoolatura: 10 a 30 gotas, 2 a 3 vezes ao dia 10 a 15 minutos após as 
refeições.

    CAVALINHA
    NOME BOTÂNICO: Equisetum arvense L. 
    PARTE UTILIZADA: Partes aéreas
    AÇÃO - INDICAÇÃO - PROPRIEDADE
    Diurética, hemostática, remineralizante, sebostática, antiinflamatória, 
anti-acne, vulnerária, cicatrizante genito-urinário, abrasiva, tonificante e 
revitalizante.
    Uso interno: Afecções dos brônquios e pulmões, arterosclerose, hipertensão, 
afecções articulares, hemorragias nasais, renais, menstruação excessiva, 
enfermidades renais e das vias urinárias, inflamação e edema da próstata, 
problemas ósseos.
    Uso externo: Frieiras, feridas, aftas, úlceras varicosas, tonifica e 
revitaliza unhas, pele secas e senis. Fitocosmético: acne, queda de cabelos. 
Atividade diurética e remineralizante, permitindo a eliminação de substâncias 
tóxicas. É um diurético suave, com ação reguladora e adstringente do trato 
genito-urinário, útil em casos de incontinência noturna de crianças. Os taninos 
são os principais responsáveis por sua ação adstringente, que auxiliam em 
conjunto com substâncias coagulantes e silício a melhorar os transtornos 
circulatórios. Atua como hemostático.
    Age sobre as fibras elásticas das artérias, diminuindo o risco de 
ateromatose, em pessoas com colesterol, melhora a elasticidade e resistência dos 
vasos sanguíneos.
    A cavalinha atua em casos de inchaço e inflamação da próstata como 
antiinflamatória.
    Ajuda a recuperar a pele e ferimentos pela sua ação vulnerária. Desenvolve 
certa ação antimicrobiana devido aos flavonóides.
    DOSAGEM / MODO DE USAR
 Uso interno: Adultos
 Decocto ou Infuso a 5%: -diurético: 50 a 200 ml/dia.
 Hemostático: até 500 ml/dia.
 Extrato fluido em álcool 25%: 1 a 4 ml três vezes ao dia.
 Pó: 1 a 2 g/dia, como remineralizante, após às refeições.
 2 a 5 g/dia como hemostático.
 1 a 4 g três vezes ao dia em forma de infusão ou decocção.
 Tintura: 1 colher de café 3 vezes ao dia.
 Tintura-mãe: 20 a 50 gotas por dia.
 Crianças: metade da dose de adultos.
 Uso externo: Creme capilar dermatológico: infuso 5 -10%.
 Fitocosmético: Extrato glicólico: xampus, loções capilares, cremes anti-
celulite e anti-estrias, anti-perspirantes e cremes e loções adstringentes: 4 a 
6%, podendo-se usar até 10% deste extrato.

    CENTELA
    NOME BOTÂNICO: Centella asiática L 
    PARTE UTILIZADA: Parte aérea
    AÇÃO - INDICAÇÃO - PROPRIEDADE
    Eutrófico do tecido conjuntivo, normalizador da circulação venosa de 
retorno, tônico, vulnerário, vasodilatador periférico, calmante, antiirritante, 
refrescante, anti-celulítico, preventivo de rugas.
    Uso interno: Desordens dermatológicas como eczemas, úlceras varicosas, 
hematomas, rachaduras da pele, varizes e celulites.
    Uso externo: No tratamento de celulite e da gordura localizada.
    Atuam normalizando a produção de colágeno ao nível dos fibroblastos, 
permitindo a liberação da gordura localizada graças à possibilidade de 
penetração das enzimas lipolíticas. Promove a normalização das trocas 
metabólicas entre a corrente sanguínea e os adipócitos. Melhora da circulação 
venosa de retorno, fragilidade capilar, combate os processos degenerativos do 
tecido venoso.
    Sua ação sobre os edemas de origem venosa orientam o tratamento das 
celulites localizadas.
    Favorece o processo de cicatrização e age sobre fibroses de várias origens.
    Apresenta certa ação antiinflamatória. O asiaticosídeo tem ação antibiótica 
e age como cicatrizante de feridas na pele.

    CHAPÉU-DE-COURO
    NOME BOTÂNICO: Echinodorus muricatus
    PARTE UTILIZADA: Folhas
    AÇÃO - INDICAÇÃO - PROPRIEDADE
    Na gota, para eliminar o ácido úrico. Depurativo urinário na infecção 
urinária. Diurético, em edemas.
    No tratamento do "fígado gorduroso" (esteatose hepática) para reduzir o 
colesterol e prevenir a ateroesclerose.
    MODO DE USAR
 Infuso ou decocto a 5% - dose máxima diária: 200 m1.
 Extrato fluido - dose máxima diária: 10 m1.
 Tintura - dose máxima diária: 50 m1.

    CHLORELLA 
    NOME BOTÂNICO: Chlorella pyrenoidosa 
    PARTE UTILIZADA: Toda alga
    AÇÃO - INDICAÇÃO - PROPRIEDADE
    Suplemento alimentar, desintoxicante, normalizante da função intestinal, 
estimulante do sistema imune e promovedor da reparação tecidual e da integridade 
celular.
    Estimulante do sistema imunitário, na convalescença de enfermidades e como 
prevenção nos estados de carência alimentar, como suplemento nutricional, 
auxiliar nos regimes de emagrecimento, em distúrbios digestivos e 
cardiovasculares, na geriatria, colesterol e triglicerídeos.
    O fortalecimento do organismo e a ativação da função é motivado pelo uso da 
chlorella. Devido à existência de substâncias que contribuem na eliminação da 
acidez sanguínea, promove o bom do organismo.
    Sua alta concentração em clorofila indica que possui capacidade 
desintoxicante, e auxiliar no sistema digestivo.
    No controle dá obesidade promovendo uma sensação de saciedade quando 
ingerida antes das refeições, além de fornecer elementos normalmente ausentes 
nos regimes de emagrecimento.
    A clorofila e o magnésio são transformados em elementos fundamentais para o 
sangue. O cálcio auxilia no tratamento de fraturas, enfraquecimento ósseo e 
osteoporose. O alto teor em fósforo proporciona uma maior atividade cerebral.
    Tem demonstrado resultados na hipertensão e, redução dos níveis de 
colesterol e triglicerídeos.
    DOSAGEM / MODO DE USAR
 Tomar 300 mg de pó de chlorella dose ou a critério médico, 3-4 vezes ao dia.

    CRAVO
    NOME BOTÂNICO: Eugenia caryophyllata 
    PARTE UTILIZADA: Flor (principal)
    AÇÃO - INDICAÇÃO - PROPRIEDADE
    Flor: anti-emético, em casos de vômitos por "frio no estômago", tônico 
digestivo e anti-diarréico, na anorexia, digestão lenta e diarréia pastosa. 
Carminativo, para digestão difícil; ruídos digestivos e distensão do abdome.
    Afrodisíaco nos estados depressivos, impotência e perda da libido.
    Óleo: analgésico, para cáries dentárias e pulpite. Anti-séptico, para aftas 
e feridas infectadas. Anti-helmíntico, para eliminar vermes.
    MODO DE USAR
 Flor: de 1 a 5 g ao dia, em decocção.
 De 300 a 1.200 mg ao dia, em pó.
 Óleo: 1 a 2 gotas, com uso local ou por via oral, duas vezes ao dia.

    DENTE-DE-LEÃO
    NOME BOTÂNICO: Taraxacum officinale 
    PARTE UTILIZADA: Toda a planta
    AÇÃO - INDICAÇÃO - PROPRIEDADE
    Anti-térmico e anti-bacteriano, na febre por faringite ou amigdalite. Anti-
tóxico, para mordida de cobra ou sinais inflamatórios em doenças bacterianas.
    Depurativo do sangue, nas infecções cutâneas como furunculoses e erisipelas. 
Depurativo urinário, para infecção urinária.
    Hepatoprotetor e colagogo, em casos de hepatite aguda e febre com icterícia. 
Antiinflamatório e anti-bacteriano, para conjuntivite, irritação nos olhos (uso 
local).
    Anti-diarréico, mesmo sendo agudas. Estomáquico e anti-dispéptico, na acidez 
gástrica, gastrite e úlcera péptica.
    Resolutivo, para eczema, úlceras e abscessos (uso local).
    MODO DE USAR
 De 9 a 30 g, em infusão ou decocção.
 De 1.000 a 4.500 mg, em pó.
 De 500 a 2.500 mg, em extrato seco.
 3 xícaras de chá ao dia.

    ENXOFRE
    NOME BOTÂNICO: Sulpur 
    PARTE UTILIZADA: Mineral pulverizado
    AÇÃO - INDICAÇÃO - PROPRIEDADE 
    Uso local:
    Anti-parasitário, nos casos de sarna e piolhos, anti-infeccioso e cicatriza 
a acne, furúnculos e abscessos. Antiinflamatório e cicatrizante, para eczema.
    Uso sistêmico:
    "Tônico dos rins", fraqueza nas pernas, frio no corpo e urgência para 
urinar. Catártico, para eliminar fecalomas.
    MODO DE USAR
 Uso local: de 500 a 1.500 mg, aplicados topicamente como pó ou emplastro.
 Uso sistêmico: de 1 a 2 g, em pó.

    EQUINACEA
    NOME BOTÂNICO: Echinacea angustifolia 
    PARTE UTILIZADA: Raiz e Folha
    AÇÃO - INDICAÇÃO - PROPRIEDADE
    Infecções generalizadas (virais e bacterianas), cura ferimentos, gripes ou 
resfriados, artrite reumatóide, alergia.
    Sua atividade na função imunológica já foi confirmada em inúmeros estudos 
científicos. Um dos melhores estudados é a estimulação da fagocitose.
    Num teste em vidro, extratos de equinacea aumentaram a fagocitose (pelos-
leucócitos) em 20 a 40%.
    A equinacea também aumenta o número de células imunes em circulação, e 
estimula a produção de interferon, como também outros mediadores químicos do 
sistema imune, incluindo "tumor necrosis factor", que é importante para a 
resposta do organismo contra células cancerígenas.
    Inibe a hialuronidase bacteriana, que ajuda a bactéria a cessar células 
sadia. Este efeito pode ajudar a prevenir infecção quando utilizada em 
ferimentos. Além deste efeito hialuronidase-inibitório, tem propriedades 
fungicidas e bacteriostáticas e ajuda a estimular o crescimento de novo tecido. 
Tem também um efeito antiinflamatório, em uso externo para o tratamento de 
ferimentos.

    ERVA-DE-BICHO
    NOME BOTÂNICO:Polygonum hidropiper L. 
    PARTE UTILIZADA: Raiz, folhas e sementes
    AÇÃO - INDICAÇÃO - PROPRIEDADE
    Depurativo e resolutivo, para úlceras, erisipelas e eczemas.
    Diarréias agudas com muco e sangue. Depurativo urinário em infecção urinária 
e ardência ao urinar.
    Antiinflamatório e resolutivo, nas hemorróidas ou fístulas anais. 
Hemostático, nos sangramento digestivo. Anti-helmíntico e parasiticida para 
ascaridíase, enterobíase, giardíase, amebíase e vaginite por trichomonas.
    MODO DE USAR
 Decocto e infuso: de 6 a 12 g ao dia.
 Tintura: 1 colher das de sobremesa, cada 8 horas.
 Banhos de assento: 30 minutos, 3 vezes ao dia.
 Extrato seco: 500 a 1.500 mg ao dia.

    ERVA-DOCE
    NOME BOTÂNICO: Pimpinella anisum.
    PARTE UTILIZADA: Semente
    AÇÃO - INDICAÇÃO - PROPRIEDADE
    Tônico e digestivo, na falta de apetite e digestão lenta. Estomáquica e 
carminativa, em dores abdominais, gases e desconforto abdominal. 
Antiespasmódica, nas cólicas abdominais e menstruais. Analgésica e anti-
reumática, para dores articulares e musculares.
    Galactagogo, para lactação deficiente.
    MODO DE USAR
 De 3 a 9 g, em decocção ou infusão, ao dia.
 De 500 a 2.000 mg, em pó, ao dia. 
 Tintura: de 2 a 10 m1 ao dia.

    ERVA-MACAÉ
    NOME BOTÂNICO: Leonurus sibiricus L. 
    PARTE UTILIZADA Folhas
    AÇÃO - INDICAÇÃO - PROPRIEDADE
    Estomacal e digestiva, na digestão lenta, dispepsias, cólicas intestinais e 
diarréia. Indicada em diarréia infantil.
    Antitussígena e expectorante, em tosse com muco espesso. Indicada em tosses 
espasmódicas, como na coqueluche. Também indicada para dores articulares, 
fraqueza geral, e como sedativa.
    MODO DE USAR
 Infuso ou decocto a 3%: de 50 a 200 m1 ao dia.
 Tintura: de 5 a 30 gotas ao dia.
 Elixir, vinho ou xarope: de 20 a 40 m1 ao dia.

    ESPINHEIRA-SANTA
    NOME BOTÂNICO: Maytenus ilicifolia. 
    PARTE UTILIZADA: Folhas
    AÇÃO - INDICAÇÃO - PROPRIEDADE
    Contra tumores e úlceras estomacais. Cicatrizante nas doenças cutâneas, acne 
e eczema. Contra a ressaca alcoólica. Depurativo do sangue.
    MODO DE USAR
 De 4 a 12 g ao dia, em decocção ou infusão.
 Extrato fluido - dose máxima diária: 20 ml.
 Tintura - dose máxima diária: 60 m1.
 4 xícaras de chá ao dia
 Em decocção, ferver por 15 minutos.

    FAFIA
    NOME BOTÂNICO: Pfaffia sp 
    PARTE UTILIZADA: Raiz
    AÇÃO - INDICAÇÃO - PROPRIEDADE
    Tônico para o organismo em geral, imunoestimulante, cicatrizante, 
antiinflamatório.
    Fortalece o coração, melhorando o processo circulatório. Aumenta o número de 
glóbulos vermelhos e a taxa de hemoglobina.
    Hipoglicêmico e potencializador da ação da insulina.
    Estimula e tonifica o organismo, eliminando a fadiga física e mental, 
aliviando estados de estresse e depressão. Melhora as funções do cérebro.
    Nos casos de intoxicação crônica, possui ação antitóxica.
    A alantoína, presente em sua composição possui ação cicatrizante e 
regeneradora celular.
    Em pesquisas recentes verificou-se que o ácido fáfico tem efeito inibitório 
sobre crescimento de células tumorais "in vitro". Mostrou também algum efeito 
analgésico.

    FUCUS
    NOME BOTÂNICO: Fucus vesiculosus L. 
    PARTE UTILIZADA: Toda a alga
    AÇÃO - INDICAÇÃO - PROPRIEDADE
    Emoliente e laxativo, na constipação intestinal. Anti-reumático, nas dores 
articulares e edema nas juntas. Drenante e lipolítica, na obesidade. Resolutivo, 
para nódulos ou gânglios fistulizados. Tônico glandular, para tireóide.

    FUNCHO
    NOME BOTÂNICO: Foeniculum vulgare Mill 
    PARTE UTILIZADA: Fruto, folha e raiz.
    AÇÃO - INDICAÇÃO - PROPRIEDADE
    As folhas e frutos atuam como carminativos, antiespasmódico, tônico, 
galactogogo, expectorante, emenagogo, estomáquico, estimulante, 
antiinflamatório, rubefasciente, aromático.
    Dismenorréia, dores musculares e reumáticas, anorexia, bronquite e tosses, 
distúrbios urinários, problemas oculares: conjuntivite, inflamações.
    Distúrbios digestivos: dispepsias, flatulências, cólicas, diarréias e azia. 
Atua no aparelho digestivo, relaxando a musculatura estomáquica, aumentando o 
peristaltismo intestinal e reduzindo a produção de gases. Favorece a secreção 
brônquica, removendo o excesso de muco do aparelho respiratório. Age prevenindo 
espasmos e cólicas do organismo. Estimula as funções biológicas. Seu teor em 
sais de potássio conferem-lhe propriedades diuréticas. Favorece a secreção 
láctea, sendo muito útil na amamentação.
    Estimula a dilatação dos capilares, aumentando a circulação cutânea. Em 
altas doses estimula o fluxo menstrual.
    Pode ser usado durante gestação, lactação, pois atua como estimulante 
lácteo.
    Evitar utilizar doses excessivas. O óleo essencial pode causar irritações em 
alguns casos. Em doses elevadas pode provocar alucinações, excitação e 
convulsões.

    GENGIBRE
    NOME BOTÂNICO: Zingiber officinale
    PARTE UTILIZADA: Rizoma
    AÇÃO - INDICAÇÃO - PROPRIEDADE
    Estomáquico, carminativo, antiemético, espasmolítico, estimulante da 
circulação periférica, antiinflamatório, estimulante da digestão.
    Dispepsia atônica, cólica, profilaxia de enjôo de viagem, vômitos 
decorrentes da gravidez, rouquidão, inflamação da garganta, asma, bronquite, 
menorragia, anorexia, problemas reumáticos.
    Exerce ação nos sistemas digestivos, nervoso central e cardiovasculares. Age 
como estimulante para o trato gastrintestinal, aumentando o peristaltismo e o 
tônus do músculo intestinal. Os extratos de gengibre estimulam os centros 
vasomotor e respiratório.
    A inibição da síntese de certas prostaglandinas pode explicar o efeito anti-
inflamatório do gengibre e sua eficácia no estudo de casos recentes de desordens 
reumáticas e artríticas.
    Tem-se demonstrado considerável interesse no seu uso como anti-emético, em 
razão de não demonstrar efeitos colaterais em comparação a outras drogas anti-
eméticas.
    Se tomada nas doses terapêuticas, não apresenta efeitos colaterais. Não 
utilizar como anti-emético durante a gravidez.
    DOSAGEM / MODO DE USAR
 Como anti-emético: única dose de rizoma em pó, 1-2 g.
 Para outras indicações: 3 vezes ao dia.
 Rizoma em pó: 0,25 -1 g.
 Tintura fraca de gengibre: 1,5 - 3 m1. Tintura forte de gengibre: 0,25 - 0,5 
m1.

    GERGELIM 
    NOME BOTÂNICO: Sesamum indicum 
    PARTE UTILIZADA: Semente
    AÇÃO - INDICAÇÃO - PROPRIEDADE
    Tônico geral, na fraqueza e envelhecimento precoce. Tônico e anti-anêmico, 
para anemias. Laxativo, na constipação em idosos e debilitados.
    Tônico e anti-reumático, em casos de dores articulares na coluna e nos 
joelhos.
    Cosmético, para pele seca (óleo, uso local). Analgésico, nas dores de ouvido 
(óleo, uso local).
    MODO DE USAR
 De 9 a 20 g ao dia, nas refeições.
 De 2 a 5 g ao dia, em pó.

    GINKGO
    NOME BOTÂNICO: Ginkgo biloba L. 
    PARTE UTILIZADA: Folha
    AÇÃO - INDICAÇÃO - PROPRIEDADE
    Tem ação preventiva e curativa contra as agressões endógenas e exógenas, 
tais como fenômeno de oxidação devido à presença de radicais livres; ação 
antiinflamatória e de prevenção do envelhecimento. Estimulante da circulação 
sanguínea, atuando na circulação arterial, venosa e capilar, agindo na 
insuficiência vascular periférica. Diminui a hiperagregação plaquetária, atuando 
em processos trombóticos.
    Age diminuindo a agregabilidade das hemácias e tem ainda uma ação protetora 
contra a lise de eritrócitos. Regulariza a permeabilidade capilar.
    Tratamento de micro - varizes, úlceras varicosas, cansaço das pernas, 
artrite dos membros inferiores.
    Tratamento de toda isquemia seja cerebral ou periférica.
    Utilizado em casos de vertigens, deficiências auditivas, perda de memória e 
dificuldade de concentração.
    Tratamento profilático do envelhecimento celular e tratamento estético pela 
sua ação protetora contra radicais livres e pela inibição do colágeno. 
Tratamento nos processos vasculares degenerativos.
    Previne o edema cerebral.
    Podem ocorrer distúrbios gastrintestinais, especialmente em casos de 
predisposição alérgica, transtornos circulatórios incluindo queda de pressão 
arterial, cefaléia.
    DOSAGEM / MODO DE USAR 
 Uso interno:
 Pó: 600 a 900 mg ao dia, em doses, antes das refeições.
 Extrato seco: 120 a 160 mg ao dia.
 1 comprimido de 40 mg, contendo extrato seco (EGB 761) apresenta uma 
concentração de 9,6 mg de biflavonóides.
 1 comprimido de extrato seco (5:1) equivale a 800 mg de folhas em pó.
 Fitocosmética:
 Cremes, xampus, sabonetes: Extrato glicólico: 5-10% Extrato seco: 0,2 - 2%

    GUAÇATONGA
    NOME BOTÂNICO: Casearia sylvestris 
    PARTE UTILIZADA: Folhas
    AÇÃO - INDICAÇÃO - PROPRIEDADE
    Digestivo nos casos de gastrites, úlcera péptica e dor no estômago. 
Cicatrizante e hemostática, em traumas (uso local). Anestésico local e 
resolutivo, nas herpes e feridas dolorosas.
    Diurético, para cistites e irritação da bexiga. Anti-tóxico, para 
neutralizar veneno de cobra.
 MODO DE USAR
 6 a 15 g, em infusão ou decocção.
 3 xícaras de chá ao dia.
 Extrato seco: de 1.200 a 2.500 mg ao dia.
 Tintura ou banhos com decocto a 5% (5 g para 100 ml).

    GUACO
    NOME BOTÂNICO: Mikania glomerata 
    PARTE UTILIZADA: Folhas
    AÇÃO - INDICAÇÃO - PROPRIEDADE
    Expectorante, nas tosses com muco, descongestionante e mucolítico, em 
sinusites com muco. Anti-asmático.
    Anti-térmico e mucolítico, em gripes e resfriados. Anti-reumático, na gota e 
em artralgias. Anti-séptico e cicatrizante, em feridas e cortes. Antitóxico, 
para neutralizar veneno de cobra. Emoliente e resolutivo, nas eczemas e coceira 
na pele.
    MODO DE USAR
 Infuso ou decocto. 3 xícaras de chá ao dia.
 Extrato: de 1 a 4 cm ao dia.
 Elixir ou vinho: de 20 a 80 m1 ao dia.
 Xarope: de 10 a 40 m1 ao dia.

    GUARANÁ
    NOME BOTÂNICO: Paullinia cupana 
    PARTE UTILIZADA: Semente
    AÇÃO - INDICAÇÃO - PROPRIEDADE
    Estimulante, energética, estimulante do apetite, adstringente, afrodisíaca e 
tônica.
    Esgotamento, astenia, depressão nervosa, favorece atividade intelectual, 
combate a enxaqueca, perturbações gastrintestinais como dispepsias, flatulência, 
fermentações anormais e diarréia.
    Pela presença de xantinas atua sobre a circulação promovendo uma 
vasodilatação por ação direta sobre a musculatura vascular.
    Sobre o músculo estriado tem ação a cafeína, que promove maior produção de 
ácido tático, aumentando o consumo de oxigênio e melhora a contração muscular. 
Pela presença de taninos tem ainda ação sobre a secreção intestinal.
    É contra indicado nos casos de úlcera péptica ativa, hipertensão

    HAMAMÉLIS
    NOME BOTÂNICO: Hamamelis virginiana L. 
    PARTE UTILIZADA: Casca e folha
    AÇÃO - INDICAÇÃO - PROPRIEDADE
    Adstringente, hemostático, vasoconstritor, tônico, anti-hemorrágico, 
descongestivo.
    Enfermidades do sistema venoso: hemorróidas, flebite, varizes, diarréia e 
disenteria.
    Cabelos frágeis, caspa, pele e cabelos oleosos.
    Hemostáticos nas hemorragias de origem capilar. Diminuem a sensibilidade da 
pele no tratamento de queimaduras.
    A hamamélis regulariza a circulação, exercendo ação vaso constritora 
periférica agindo como vasomotor, favorecendo a circulação de retorno, 
restabelecendo o equilíbrio entre a circulação arterial e venosa.
    Melhora o estado geral e acalma as dores.
    Em cosmetologia é usado em fórmulas de loções capilares e xampus. Podem 
ocorrer, em algumas pessoas, sedação e salivação abundante.
    DOSAGEM / MODO DE USAR Uso interno:
 Pó: 2 a 6 g/dia, em doses de 1 g.
 Extrato seco: 0,50 a 2 g/dia.
 Tintura da casca: 2 a 4 ml três vezes ao dia, para bochechos.
 Extrato - fluido em álcool 45%: 1 g/dose - 2 a 6 vezes ao dia.
 Infuso: 5 g de folhas picadas em 1 xícara de água fervente. Tomar 3 vezes ao 
dia.

     HORTELÃ
    NOME BOTÂNICO: Mentha piperita L. 
    PARTE UTILIZADA: Partes aéreas
    AÇÃO - INDICAÇÃO - PROPRIEDADE
    Carminativa e eupéptica, em digestão difícil, plenitude abdominal e 
flatulência. Colagoga, para intolerância à gordura e gosto amargo na boca.
    Carminativa e anti-espasmódica, nas cólicas intestinais. Colagoga e anti-
espasmódica, nos casos de cólicas biliares.
    Vermífuga, para amebíase e giardíase. Peitoral e expectorante, na tosse com 
expectoração amarela.
    MODO DE USAR
 De 3 a 6 g, em decocção ou infusão.
 De 300 a 1.500 mg em pó.
 De 2 a 4 gotas ao dia de óleo essencial.
 Tintura a 20%, de 2 a 10 ml ao dia.

    INHAME-BRANCO
    NOME BOTÂNICO: Dioscorea dodecaneura 
    PARTE UTILIZADA: Rizoma 
    AÇÃO - INDICAÇÃO - PROPRIEDADE
    Antidiabético, para reduzir a glicose no sangue em diabéticos. Tônico, nas 
fraquezas geral e anorexia. Antidiarréico, em diarréia crônica com fezes 
pastosas.
    Anti-reumático, nas dores articulares nas pernas. Ceratolítico, para tirar 
verrugas e sinais da pele.
    MODO DE USAR
 De 10 a 20 g ao dia, em suco.

    IPÊ ROXO
    NOME BOTÂNICO: Tabebuia sp 
    PARTE UTILIZADA: Casca e lenho
    AÇÃO - INDICAÇÃO - PROPRIEDADE
    Antimicrobiana, antiinflamatória, analgésica e anti-neoplásica.
    Bronquite, infecção, asma, úlceras gástricas e duodenais, arteriosclerose, 
gastrite, eczema, estomatite, pacientes com neoplasias submetidos a 
radioterapia.
    Atua sobre a circulação, nas vias respiratórias e no sistema gástrico.
    As naftoquinonas são conhecidas por sua potente ação antibiótica, sendo que 
o lapachol apresenta além desta ação, ainda atividades anti-neoplásicas, 
antimalárica, anticoagulante e analgésica. Estudo realizado, utilizando- se a 
planta e não o lapachol purificado, demonstrou moderada atividade anti-
neoplásica, podendo ser usado associado a outros anti-neoplásicos, evidenciando-
se ainda atividade antiinflamatória e analgésica. O lapachol é utilizado em 
clínica, em forma de cápsulas orais, no tratamento de adenocarcinomas e 
carcinomas escamosos.
    MODO DE USAR:
 3 a 4 xícaras de chá ao dia.
 Tintura: 1 colher de sopa diluída em água, 3 vezes ao dia.

    JABORANDI
    NOME BOTÂNICO: Pilocarpus jaborandi 
    PARTE UTILIZADA: Folha
    AÇÃO - INDICAÇÃO - PROPRIEDADE
    Em oftalmologia no glaucoma. Nas afecções reumáticas, artrites, febres, 
cólicas intestinais e hepáticas, blenorragias, amenorréia e edema pulmonar.
    Fotocosmético: No tratamento da queda dos cabelos.
    Estimula as glândulas salivares, lacrimais, gástricas, pancreáticas e 
intestinais. Tem ação miótica e diminui a pressão intra-ocular.
    Suas propriedades sudoríficas também são utilizadas na terapêutica.
    A tintura de jaborandi faz parte de formulações capilares contra a queda dos 
cabelos, devido a pilocarpina apresentar ação estimulante e tônica quando usada 
em fricções locais.
    Como a absorção intestinal da planta é lenta, é muito difícil ocorrer 
manifestações sistêmicas, caracterizadas principalmente por hemólise 
eritrocitária.
    Sua ação é antogonizada pela atropina e beladona.
    A pilocarpina é destruída com a ebulição. Deve ser utilizado na forma de 
infusão e não de decocto.

    MARAPUAMA
    NOME BOTÂNICO: Ptychopetalum Olacoides 
    PARTE UTILIZADA: Raiz
    AÇÃO - INDICAÇÃO - PROPRIEDADE
    Reumatismo, nevralgias, paralisias parciais, astenias, dispepsia, 
esgotamento, depressão nervosa. Sua principal indicação é nas doenças do sistema 
nervoso, sendo eficaz na ataxia locomotora e na impotência sexual.
    Verificou-se nos extratos alcoólicos e hídroalcoólicos um bloqueio nos 
tremores induzidos por harmalina e eserina; e catatonia, induzida por 
perfenazina.
    Verificou-se ainda que os extratos reverteram o quadro de hiperatividade 
induzida por reserpina. Por promover uma ativação da digestão, é indicado em 
casos de inapetência, dispepsia e atonia gástrica.
    DOSAGEM / MODO DE USAR Uso interno:
 Infuso e decocto: 20 g para 1 litro de água: 50 a 200 ml diários.
 Pó: até 2 g diárias com doses unitárias máximas de 0,5 g.
 Extrato seco (Farm. Bras.): Até 0,2g em doses 0,05 g.
 Extrato fluido em álcool 60%: até 2 ml em doses de 0,5 m1.
 Tintura: até 10 ml com doses unitárias máximas de 2,5 ml.
 Uso externo:
 Tintura: em fricções locais nas dores reumáticas.
 Decocto: banhos 50 a 60 g da raiz triturada para cada litro de água.

    MELISSA
    NOME BOTÂNICO: Melissa officinalis L. 
    PARTE UTILIZADA: Folha
    AÇÃO - INDICAÇÃO - PROPRIEDADE
    Diurética, sedativa, estomáquica, antiespasmódica, carminativa, colérica, 
eupéptica, tônica, antiinflamatória, hipotensora.
    Nevralgias (faciais, dentárias), crises nervosas, taquicardia nervosa, 
melancolia, histerismo, depressão, espasmos, indigestão, gases, enjôos, 
perturbações gástricas, problemas hepáticos e biliares, má circulação. 
Externamente: estimulante cutâneo, picada de insetos.
    A atividade sedativa situa-se a nível do sistema límbico importante no 
controle e integração das emoções. É um tranqüilizante indutor do sono. Ação 
analgésica, aliviando as dores. Favorece a secreção da bile e tem efeito 
regulador nas secreções gástricas. Possui ação hipotensora, é tônico do -coração 
e sistema circulatório, causando dilatação periférica nos vasos, e queda da 
pressão sanguínea. Age como adjuvante nos distúrbios menstruais.
    Tem ação colerética.
    DOSAGEM / MODO DE USAR 
 Uso interno:
 Adultos folha seca: 2 a 4 g três vezes ao dia.
 Infuso: 2 colheres (café) de folhas por xícara.
 Tomar 2 a 4 xícaras ao dia 
 Sedante: 3 colheres (chá) de folhas em 1 xícara de água.
 Extrato fluido em álcool 45%: 2 a 4 ml três vezes ao dia.
 Tintura: 5 em álcool 45%: 2 a 6 ml três vezes ao dia.
 Tintura mãe: 40 a 50 gotas, 3 vezes ao dia.
 Uso externo:
 Decocto das folhas a 3% - ação calmante em dores.
 A absorção de mais de 2 g da essência provoca entorpecimento, perda da 
respiração e diminuição do ritmo cardíaco e arterial.

    MENTRASTO
    NOME BOTÂNICO: Ageratum conyzoide L.
    PARTE UTILIZADA: Toda a planta
    AÇÃO -INDICAÇÃO - PROPRIEDADE
    Anti-reumático, tônica, analgésica, cicatrizante, expectorante.
    Tônico digestivo, para digestão lenta, anorexia e fezes moles. Nas diarréias 
crônicas e fezes pastosas. Digestiva e carminativa, para gases intestinais, 
cólicas abdominais e distensão do abdome.
    Emenagoga, para menstruação atrasada e dismenorréia.
    Expectorante, na tosse e muco branco em crianças. Cicatrizante para úlceras 
crônicas. Auxiliar nas dores de artrose.
    MODO DE USAR
 Garrafada: 100 g da planta seca para uma garrafa de vinho.
 Tomar um cálice ao dia, pela manhã.
 Em decocção ou infusão: de 5 a 12 g, 3 a 4 xícaras de chá ao dia.

    MULUNGU
    NOME BOTÂNICO: Erythrina mulungu 
    PARTE UTILIZADA: Casca
    AÇÃO - INDICAÇÃO - PROPRIEDADE
    Sedativa, para nervosismo e ansiedade. Hipnótica, para insônia. Analgésica e 
anti-reumático, para artrite e dores articulares. Diurético, para edema nas 
pernas. Resolutivo, para eczemas e micoses cutâneas. Expectorante e 
antitussígeno, em tosses e catarro pulmonar.
    MODO DE USAR
 Infuso ou decocto, de 3 a 12 g ao dia.
 Extrato fluido: dose máxima diária: 4 m1.
 Tintura: dose máxima diária: 40 m1.
 Pó: de 1.500 a 3.000 mg ao dia.
 3 a 4 xícaras de chá ao dia.
 Uso externo: decocto a 5%, para banhos ou compressas.

    NOGUEIRA
    NOME BOTÂNICO: Juglans regia L. 
    PARTE UTILIZADA: Semente
    AÇÃO - INDICAÇÃO - PROPRIEDADE
    Tônico e anti-anêmico. Para asma com pouca secreção respiratória. Tônico, 
para fraqueza nas pernas e sensação de fraqueza na coluna lombar. Afrodisíaco, 
para impotência e redução da libido. Cicatrizante, de úlceras crônicas e 
feridas. Cosmético e tônico capilar, na queda de cabelos, para escurecer os 
cabelos.
    MODO DE USAR
 De 9 a 30 g ao dia, em decocção: 3 xícaras de chá ao dia.
 De 2 a 10 g ao dia, em pó.
 Extrato seco: de 500 a 1.800 mg ao dia.

    ÓLEO DE COPAÍBA
    É um potente anti-séptico natural, vegetal, não tóxico e excelente 
cicatrizante de feridas.
    Anti-tetânico em abcessos infecciosos e cortes purulentos, nas dermatoses 
psoriases, frieiras, eczemas e dores reumáticas. Anti-séptico das vias 
urinárias, nas blenorragias e leucorréias. Cura miopias e fortalece a visão.
    Atua nas doenças do sistema respiratório, como a bronquite, broncopneumonia, 
catarro vesical e pulmonar.
    Seus efeitos terapêuticos são resultados de pesquisas das principais 
universidades brasileiras, países americanos e diversos países europeus.
    Substâncias e seus princípios ativos do óleo de copaíba ou (bálsamo de 
copaíba) por se tratar de um princípio ativo retirado de uma planta nativa, a 
fórmula de óleo de copaíba é intrínseca à sua composição natural pode ser usado 
in natura ou em composições farmacológicas.
    MODO DE USAR
 Deve ser usado em pequenas doses em média 01 à 10 gotas ou 2 à 3 cápsulas 
diárias e nas partes afetadas passar finas camadas 2 à 3 vezes ao dia. Diluir em 
outro óleo para passar.
    Por via oral, grandes doses podem provocar náuseas, vômitos e diarréias com 
cólicas.

    OSTRA EM PÓ
    NOME BOTÂNICO: Ostrea gigas 
    PARTE UTILIZADA: Concha em pó.
    AÇÃO - INDICAÇÃO - PROPRIEDADE
    Anti-ácida, nas gastrites e úlcera péptica. Calmante, nos nervosismo e 
insônia. Adstringente, nas perdas seminais e corrimento vaginal crônico. Anti-
sudorífica, em suores excessivos. Resolutiva, para nódulos e gânglios 
aumentados. Fonte de cálcio orgânico, para prevenir a osteoporose.
    MODO DE USAR
 De 1.000 a 3.OOO mg ao dia, em pó.

    PATA-DE-VACA
    NOME BOTÂNICO: Bauhinia forficata Link 
    PARTE UTILIZADA: Folha
    AÇÃO - INDICAÇÃO - PROPRIEDADE
    Diabetes, elefantíase.
    Em um trabalho realizado no Chile, demonstrou-se o efeito hipoglicemiante da 
pata-da-vaca em ratos diabéticos. O efeito foi verificado 3 horas após a 
administração. Não houve diferença do efeito sendo por via oral (12 mg/Kg) ou 
intravenosa (5 mg/Kg) o que mostra a boa absorção do extrato.
    Usando ratos sadios, não observou-se queda da taxa do açúcar o que prova que 
não possui efeito hipoglicemiante por si só.
    Os flavonóides identificados na pata-da-vaca são os responsáveis pela ação 
sobre a permeabilidade capilar.
    MODO DE USAR:
 4 xícaras de chá ao dia.

    PICÃO-PRETO
    NOME BOTÂNICO: Bidens pilosa L. 
    PARTE UTILIZADA: Toda a planta
    AÇÃO - INDICAÇÃO - PROPRIEDADE
    Para curar feridas e combater a icterícia. Na leucorréia, diabete e 
inflamações de garganta. Nas inflamações do ouvido. Para aliviar inflamações, 
abscessos e furúnculos.
    Externamente, no combate às micoses, hemorróidas (banhos) e coceira 
provocada por insetos.
    Estimulante, mucilaginosa, anti-escorbútica, antiinflamatória, hepática, 
antibiótica, anti-parasitária, cicatrizante e anti-espasmódica vulnerária.
    MODO DE USAR
 Uso interno: adultos infusão (flores e folhas) e decocção (raiz, caule e 
ramos): duas colheres de sopa de picão para um litro de água, três a quatro 
xícaras do chá morno, pelo tempo necessário à cura.

    PRÍMULA
    Nome botânico: Oenothera Biennis 
    PARTE UTILIZADA: Raiz, folha, caule e óleo
    AÇÃO - INDICAÇÃO - PROPRIEDADE
    Hepatoprotetora, antiinflamatória, sedativa, antiespasmódica, demulcente, 
nutritiva, adstringente suave, vulnerária, anticoagulante, suplemento 
nutricional, vasodilatadora.
    Óleo: afecções da pele (acne, eczema, psoríase), carência de ácidos graxos 
insaturados, tensão pré-menstrual, hiperatividade infantil, danos hepáticos 
causados pelo álcool, cabelos fracos e ressecados, envelhecimento precoce.
    O ácido linolênico, um dos principais constituintes do óleo, é um 
intermediário na síntese das prostaglandinas, em especial a E1 que regula os 
hormônios sexuais femininos. Mantêm a elasticidade e controla a oleosidade da 
pele, intervém nos mecanismos vaso dilatadores e inibe a agregação plaquetária. 
Atua na síndrome da hiperatividade infantil, a nível de serotoninas cerebrais, 
normalizando-as.
    O óleo de prímula é um agente ideal como fonte de ácido gama linolênico, 
reduz a perda de água através da pele, aumenta a tolerância à exposição dos 
raios ultra-violeta, melhorando a integridade, elasticidade e flexibilidade das 
membranas celulares.
    O óleo de prímula, devido a sua constituição, ameniza a carência de ácidos 
graxos insaturados, quando a dieta alimentar é deficiente.
    O óleo é recomendado para suprir a carência de ácidos graxos essenciais. 
Durante a amamentação a reposição de ácido gama linolênico; na mãe, evita a 
depressão pós parto.
    DOSAGEM / MODO DE USAR
 Uso interno:
 Óleo: 1,5 a 4,O g ao dia.
 Flores secas: infuso ou xarope contra a tosse.
 Hastes e folhas: infuso, decocto ou extrato fluído.
 Extrato fluido: 5 g ao dia.

    PSYLLIUM
    NOME BOTÂNICO: Plantago psyllium L. 
    PARTE UTILIZADA: Semente As mucilagens presente no psyllium absorvem água; 
seus efeitos ultrapassam o âmbito intestinal, retarda o esvaziamento gástrico e 
absorção de glicose a partir do intestino delgado. Devido a sua 
indigestibilidade, as fibras alcançam o cólon inalteradas, causando aumento no 
volume de conteúdos colônicos com ativação da motilidade e normaliza o tempo de 
trânsito intestinal.
    Reduz a necessidade de esforço para evacuação, útil em casos de hemorróidas. 
Em estudos realizados demonstrou possuir a propriedade de reduzir o colesterol 
sérico total, reduzindo o LDL - colesterol e aumentando o HDL - colesterol. Se 
ingerido antes das refeições forma uma gelatina ocupando o espaço no estômago e 
reduzindo assim a quantidade a ser ingerido de alimento.
    Através de dados convincentes sobre as fibras, o Instituto Nacional do 
Câncer recomenda uma dieta rica em fibras e pobre em gordura para ajudar a 
prevenir alguns tipos de câncer. Alguns pesquisadores afirmam que reduzindo o 
tempo de permanência do alimento no intestino, diminui-se o risco de câncer de 
cólon e reto. Pois alguns alimentos contém substâncias carcinógenas.
    As fibras de psyllium podem associar-se ao colesterol no intestino, 
eliminando-o. Quando colocados em dietas com alto teor de fibras, os diabéticos 
que usam insulina precisaram de menores quantidades de insulina.
    Alguns relatórios confirmam esse fenômeno. As fibras parecem desacelerar a 
absorção de carboidratos e diminuir os níveis de açúcar no sangue que ocorre 
após as refeições. Os dados disponíveis que sustentam o papel das fibras 
solúveis no tratamento do diabete são suficiente para a Associação Nacional de 
Diabetes dos Estados Unidos, Canadá, Grã-Bretanha e Austrália endossarem dietas 
com alto teor de fibras no controle deste mal.
    Pode ocorrer a formação de gases, mas este sintomas desaparece após algumas 
semanas. Pode ser usado na constipação da gravidez.
    Deve-se elevar o consumo de líquidos durante o uso de psyllium.
    É recomendado um intervalo de 1 a 2 horas entre a ingestão de fibras e 
medicamentos. Pode ocorrer um efeito laxante quando utilizado com outros 
produtos ricos em fibras ou pectina.
    MODO DE USAR
 Adulto: -10 a 20 g ao dia às principais refeições.
 Crianças: até 12 anos utiliza-se a metade da dose.
 As fibras de psyllium podem ser adicionados a um copo de água, suco de frutas, 
a sopas, massas de pães, bolos e iogurte.
 Quando usado 20 minutos antes das refeições, reduz a quantidade de alimento a 
ser ingerida.
 Se misturar a líquidos ingerir imediatamente.
 Diabéticos sob o uso de insulina deve ter acompanhamento médico, pois o ajuste 
pode ser difícil.

    QUEBRA-PEDRA
    NOME BOTÂNICO: Phyllanthus niruri L. 
    PARTE UTILIZADA: Toda a planta
    AÇÃO - INDICAÇÃO - PROPRIEDADE
    Auxiliar no tratamento da diabetes. Contra hepatite tipo B, afecções do 
fígado, icterícia, moléstias da bexiga, retenção urinária, como auxiliar na 
eliminação do ácido úrico. Ajuda no tratamento do reumatismo gotoso. Também 
indicado no tratamento de nefrites, hidropsia e prostatite.
    MODO DE USAR
 Infusão ou decocção - de 9 a 20 g ao dia.
 Extrato fluido - de 1 a 4 ml ao dia.
 Tintura - de 5 a 20 m1 ao dia.
 Pó - de 500 a 2.OOO mg ao dia.

    ROMÃ DE CASCA
    NOME BOTÂNICO: Punira granatum 
    PARTE UTILIZADA: Casca do fruto (principal), casca da raiz (secundária)
    AÇÃO - INDICAÇÃO - PROPRIEDADE
    Anti-helmíntica, nas verminoses em geral. Anti-diarréica e adstringente, em 
diarréias agudas e crônicas. Hemostática, nas sangramentos escuros pelo ânus ou 
pela vagina.
    Antiinflamatório e antibacteriana, para faringites (em gargarejos). 
Antiinflamatório e cicatrizante, nas aftas e úlceras na boca (uso local). 
Antibacteriana e cicatrizante, em úlceras cutâneas infectadas.
    MODO DE USAR
 Casca do fruto: de 3 a 9 g, em infusão ou decocção.
 De 500 a 2.000 mg, em pó.
 Casca da raiz: de 1 a 4 g, em infusão ou decocção.
 De 500 a 1.200 mg, em pó.

    SÁLVIA
    NOME BOTÂNICO: Salvia officínalis 
    PARTE UTILIZADA: Folhas
    AÇÃO - INDICAÇÃO - PROPRIEDADE
    Digestiva e carminativa, na digestão difícil, gases, distensão abdominal. 
Adstringente e anti-sudorífica, para suores excessivos. Adstringente, nos 
excesso de lactação ou salivação. Digestiva e colagoga, para problemas do 
fígado.
    Anti-espasmódica, nas cólicas intestinais ou menstruais. Anti-séptica e 
resolutiva, em feridas e micoses na pele. Sedativa, na insônia, nervosismo e 
depressão. Protetora do coração, para evitar doenças cardíacas. Antiinflamatória 
e anti-séptica, nas gengivite.
    MODO DE USAR
 Uso sistêmico:
 Infuso ou decocto: de 5 a 15 g ao dia.
 Extrato fluido: de 1 a 5 ml por dia.
 Tintura: de 5 a 25 m1 por dia.
 Pó: de 800 a 3.500 mg ao dia.
 Uso local:
 Infuso a 5% - para banhos e compressas.
 Pó: de 1 a 2 g diretamente sobre as áreas afetadas.

    SPIRULINA
    NOME BOTÂNICO: Spirulina maxima 
    PARTE UTILIZADA: Alga inteira
    AÇÃO - INDICAÇÃO – PROPRIEDADE
    Complemento dietético, protéico e vitamínico.
    Pessoas com ausência ou insuficiência de alimentação matutina, sem horário 
fixo para alimentação, que não apreciam verduras e saladas. Uso abusivo de 
bebidas alcoólicas, enlatados e/ou produtos instantâneos.
    Fadiga por excesso de trabalho, carência de cálcio, vitaminas e sais 
minerais. Anemias e convalescências, dietas de emagrecimento.
    Atua como supressor do apetite devido à presença relativamente alta da 
fenilalanina, que atua sobre o centro do apetite. Quando ingerida com o estômago 
vazio reveste suas paredes, produzindo uma sensação de plenitude gástrica e 
saciedade. Desta forma auxilia no tratamento da obesidade propiciando um suave 
emagrecimento sem perdas nutricionais.
    Pela presença da vitamina B12 evita transtornos do sistema nervoso e anemias 
- provocadas por uma dieta vegetariana desbalanceada ou carencial.
    Um excelente complemento alimentar. No tratamento da pele atua acelerando o 
processo de cicatrização e prevenindo a queratinização.

    TRANSAGEM OU TANCHAGEM
    NOME BOTÂNICO: Plantago major L. 
    PARTE UTILIZADA: Toda a planta
    AÇÃO - INDICAÇÃO - PROPRIEDADE
    Diuréticas, para edemas, acúmulo de líquido na barriga e infecção urinária. 
Uricosúrica, reduz o ácido úrico, na gota.
    Anti-diarréica, mesmo agudas. Antiinflamatória, nas inflamações das mucosas 
da boca e faringe, olhos e conjuntivites.
    Expectorante, em casos de asma e bronquites com secreção. Cicatrizante, de 
úlceras crônicas e feridas.
    MODO DE USAR
 De 9 a 15 g, em decocção e infusão: 4 xícaras de chá ao dia.
 De 900 a 2.800 mg, em pó.
 De 60 a 100 gotas de tintura divididas em duas vezes ao dia.
 De 100 a 450 mg de extrato seco, dividido em duas vezes ao dia.

    URUCUM 
    NOME BOTÂNICO: Bixa orellana L. 
    PARTE UTILIZADA: Folha, semente e raiz
    AÇÃO - INDICAÇÃO - PROPRIEDADE
    Raízes: digestiva, diurética.- Folha: antitérmica, diurética.
    Semente: estomáquica, expectorante, vulnerária, depurativa, corante, tônico 
cardíaco, febrífuga, afrodisíaca, repelente de insetos, adstringente, 
antidiarréica. A bixina protege a pele contra os raios ultra violeta da luz 
solar. As sementes são expectorantes e no arilio das mesmas encontra-se regular 
porcentagem de vitamina C.
    É utilizada como antídoto do ácido prússico, contido na mandioca. Suas 
sementes também desenvolvem atividade hipotensora e contração do duodeno. Em 
extratos alcoólicos produzem grande inibição em culturas de Clostridium 
botulinum.
    Os pigmentos do urucum são metabolizados no fígado.
    As raízes pulverizadas fornecem ação anti-secretora e hipotensora semelhante 
a da reserpina.
    DOSAGEM / MODO DE USAR
 Uso interno:
 Pó: até 1 g raiz ou semente ao dia.
 Infuso: 10 a 15 g de raiz ou sementes em 1 litro de água. Tomar 1 a 3 xícaras 
ao dia.
 Uso externo:
 Infuso: aplicação tópica, como auxiliar no processo de cicatrização. Dose 
diária admissível para o homem é 0,065 Mg/kg de peso corpóreo, expressa em 
bixina.
 Extrato oleoso: em produtos bronzeadores e protetores solares.
    PRECAUÇÕES DE ARMAZENAMENTO
    O pigmento das sementes de urucum tem pouca estabilidade a luz e altas 
temperaturas, portanto devem ser mantidos em ambiente fresco e arejado; ao 
abrigo da luz solar, em frasco âmbar.

    ZEDOÁRIA
    NOME BOTÂNICO: Curcuma zedoaria 
    PARTE UTILIZADA: Rizoma
    AÇÃO - INDICAÇÃO - PROPRIEDADE
    Gastrite, úlceras, mau hálito, má digestão, intoxicação alimentar, 
flatulências. Gota e cálculos renais, hipercolesterolemia, insônia, tosse e 
bronquites, piorréia alveolar. Fitocosmético: dentifrícios.
    Atua principalmente no trato digestivo, promovendo seu bom funcionamento, 
pois inibe a secreção do ácido gástrico e aumenta a secreção biliar, evitando a 
azia e má digestão, prisão de ventre, cólicas e gases intestinais e estomacais. 
É Indicado na prevenção e tratamento de úlceras gástricas e duodenais, bem como 
nas doenças do fígado (cálculo biliar e colesterol alto). Atua contra o mau 
hálito, proporcionando uma agradável e duradoura sensação de frescor em todo o 
trato digestivo superior.
    É um poderoso depurativo do sangue ativando a circulação e promovendo ampla 
desintoxicação do organismo.
    Devido a sua ação rubefasciante é utilizado na tosse e bronquite, aumentando 
a irrigação sanguínea do local, provocando dilatação dos vasos.
    Do extrato alcoólico da zedoária foram isolados três compostos com atividade 
antibiótica, atuando contra o Trichophyton rubrum.
    Na piorréia alveolar auxilia detendo a produção do elemento TXA2, o qual é o 
principal responsável pela hiperemia na gengiva.
    Podem ocorrer diarréias, inchaço e dores abdominais nos primeiros dias de 
ingestão.
    DOSAGEM / MODO DE USAR 
 Fitoterápico:
 Infuso ou decocto a 2,5% - de 50 a 200 m1/dia.
 Tintura: 5 a 25 m1/dia.
 Pó: 1 g/dose, 2 a 3 vezes ao dia.


    SUGESTÕES PARA TRATAMENTO

    ABSCESSOS: Pasta de argila nº 3, psílio: 1 colher de sobremesa nas 3 
principais refeições. Suco de inhame com limão: 1 copo ao dia.
    ACIDOSE: Fel da terra: 2 xícaras de chá ao dia, pó de ostra, vinagre de 
maçã. Suco de couve c/ inhame e maracujá: 1 copo ao dia.
    ÁCIDO ÚRICO: Vinho de sucupira: 1 colher de sopa diluída em água 3 vezes ao 
dia. Rabanete: 1 copo de suco ao dia. Pepino com inhame e morango: 1 copo ao 
dia.
    ACNE: Pasta de argila verde: dissolvida em chá de calêndula fazer compressa,
1 vez ao dia.
    ADENITE: Pasta de argila nº 1. Gengibre: 3 xícaras de chá ao dia.
    AFECÇÕES DA PELE: Pasta de argila nº 2. Suco de couve com inhame e limão: 1 
copo ao dia.
    AFECÇÕES DAS VIA URINÁRIAS: Pasta de argila nº 1, cavalinha: 2 xícaras de 
chá ao dia. Gengibre: 2 xícaras de chá ao dia. Melão: 1 copo de suco ao dia.
    AFECÇÕES DO BAÇO: Pasta de argila nº 1, fel da terra: 2 xícaras de chá ao 
dia. Gengibre: 2 xícaras de chá ao dia. Calêndula: 2 xícaras de chá ao dia.
    AFECÇÕES HEPÁTICAS: Pasta de argila nº 1. Picão: 2 xícaras de chá ao dia.
Fel da terra: 2 xícaras de chá ao dia.
    AFECÇÕES OCULARES: Compressas de chá de camomila durante 20 minutos 3 vezes 
ao dia.
    AFECÇÕES ÓSSEAS: Pasta de argila nº 1. Pó de ostra.
    AFECÇÕES OVARIANAS: Pasta de argila nº 1. Cavalinha: 2 xícaras de chá ao 
dia. Calêndula: 2 xícaras de chá ao dia.
    AFECÇÕES PULMONARES: Gengibre: 2 xícaras de chá ao dia. Óleo de copaíba: 10 
gotas 1 vez ao dia. Óleo de eucalipto: 5 gotas 1 vez ao dia. Caldo de mostarda: 
1 vez ao dia.
    AFECÇÕES RENAIS: Pasta de argila nº 1. Cavalinha: 1 xícara de chá ao dia. 
Gengibre: 2 xícaras de chá ao dia. Melão com melancia: 1 copo de suco ao dia.
Suco de inhame com couve e limão: 1 copo ao dia.
    AFECÇÕES UTERINAS: Ver afecções ovarianas.
    AFECÇÕES VESICAIS: Pasta de argila nº 1. Camomila: 3 xícaras de chá ao dia.
Vernônia, condensata (alumam): 3 xícaras de chá ao dia. Óleo de oliva: 10 gotas 
ao dia. Suco de Inhame com couve e limão: 1 copo ao dia.
    AFTAS: Aplicar o composto vegetal.
    ALERGIAS: Folha de amoreira: 4 xícaras de chá ao dia. Óleo de uva: 15 gotas 
1 vez ao dia. Óleo de rícino: 5 gotas 1 vez ao dia.
    AMENORRÉIA: Ver afecções ovarianas.
    AMIGDALITE: Pasta de argila nº 1. Gengibre com cravo: chá para gargarejo 4 
vezes ao dia. Equinácea: 2 xícaras de chá ao dia. Composto vegetal: pincelar na 
garganta 3 vezes ao dia. Fazer compressa da pasta de argila nº 3.
    ANASARCA: Pasta de argila nº 1 (aplicação total).
    ANEMIAS: Melado: 3 colheres de chá ao dia. Beterraba: 1 copo de suco ao dia. 
Couve: 1 copo de suco ao dia. Clorela: 1 colher de cafezinho rasa ao dia. 
Vinagre de maçã: 1 vez ao dia.
    ANEURISMA: Coronha: 2 xícaras de chá ao dia. Óleo de uva: 20 gotas 2 vezes 
ao dia. Casca de pinheiro: 10 gotas da tintura 3 vezes ao dia. Extrato da 
semente de uva do monte para prevenir: em farmácia de manipulação.
    ANGUSTIA/ ANSIEDADE: Melissa officinalis: 3 xícaras de chá ao dia. Óleo de 
prímula: 15 gotas 1 vez ao dia. Óleo de uva: 10 gotas 1 vez ao dia. Maracujá com 
alface: 1 copo de suco ao dia. Mulungu: 2 xícaras de chá ao dia.
    ANTRAZ: Pasta de argila nº 2.
    ANÚRIA: Cavalinha: 3 xícaras de chá ao dia. Gengibre: 2 xícaras de chá ao 
dia. Suco de melancia com melão: 1 copo ao dia.
    APENDICITE: Aplicar pasta de argila nº 1. Tomar 2 xícaras de chá ao dia de 
barba de coco seco. Tomar 3 xícaras de chá ao dia de cipó cruzeiro. Suco de 
inhame com limão: 2 copos ao dia.
    ARTERIOSCLEROSE: Óleo de uva: 10 gotas 2 vezes ao dia. Cataia: incluir na 
alimentação. Vinagre de maçã com beringela. Salgueiro: 2 xícaras de chá ao dia.
    ARTRITE: Mentrasto: 3 xícaras de chá ao dia. Óleo de uva: 15 gotas 2 vezes 
ao dia. Óleo de copaíba: 10 gotas 1 vez ao dia. Pó de ostra:l colher rasa de 
cafezinho. Vinho de sucupira: 1 colher de sopa 3 vezes ao dia. Alfafa: 1 colher 
(cafezinho) rasa ao dia.
    ARTROSE: Pasta de argila nº 1. Mentrasto: 2 xícaras de chá ao dia.
Pó de ostra: 1 colher rasa de cafezinho. Vinagre de maçã: diluída em água após 
almoço e jantar. Suco de inhame, abacaxi e limão: tomar 2 copos ao dia.
    ASMA: Folha de amoreira: 2 xícaras de chá ao dia. Xarope 4 vezes ao dia. 
Óleo de Uva: 10 gotas 1 vez ao dia. Xarope 4 vezes ao dia. Cataia: acrescentar 1 
pitada nas refeições. Óleo de copaíba: 6 gotas ao dia.
    ASPEREZA DA PELE: Sabonete de calêndula. Óleo de uva: uso tópico. Creme ou 
loção a base de calêndula e aloe vera.
    ASSADURAS: Sabonete de camomila, calêndula ou enxofre. Óleo de uva: Uso 
tópico ou óleo de rosa mosqueta. Creme em loção a base de calêndula.
    AZIA: Carvão vegetal: 1 colher de cafezinho ao dia. Bálsamo branco: suco de 
couve com inhame e limão. Pó de ostra: 1 colher rasa (cafezinho).
    BLEFARITE: Compressa com chá de camomila durante 20 minutos 4 vezes ao dia. 
Tomar sucos de vegetais e frutas com propriedades antiinflamatórias.
    BLENORRAGIA: Gengibre: 3 xícaras de chá ao dia. Vapor de cravo com gengibre 
durante 20 minutos 1 vez ao dia. Cavalinha: 2 xícaras de chá ao dia. Trapoeiraba 
3 xícaras de chá ao dia.
    BÓCIO: Pasta de argila Nº 3. Couve: 1 copo de suco ao dia. Clorela: 1 colher 
de chá 2 vezes ao dia. Sal marinho na alimentação. 
    BRONQUITE: Verem asma.
    CÂIMBRA: Melado: 1 colher de sopa ao dia. Dolomita: 1 colher de chá ao dia.
Comer 1 banana e tomar 1 copo de suco de laranja.
    CÁLCULOS (Vesicais e Renais): Camomila: 3 xícaras de chá ao dia. Folha de 
tomate: 3 xícaras de chá ao dia. Óleo de oliva: 10 gotas 1 vez ao dia. Suco de 
melão com melancia: 2 copos ao dia.
    CALOSIDADE: Tintura de alho: uso tópico.
    CANSAÇO FÍSICO: Vinho energético.
    CANCRO VENÉREO: Chá de cavalinha. Aplicar pasta de argila nº 3. Suco de 
inhame com couve e limão: 2 copos ao dia. 
    CÁRIE DENTÁRIA: Mastigar cravo. 
    CASPA: Vinagre de maçã, 10 minutos antes de lavar a cabeça.
    CATARATA: Camomila: Aplicar compressa do chá durante 20 min. Bálsamo branco: 
Aplicar na forma de gotas o líquido da parte interna da folha.
    CAXUMBA: Pasta de argila nº 3. Tomar 2 xícaras de chá ao dia de gengibre.
    CEFALÉIA: Gengibre: 1 xícara de chá após as refeições. Camomila: 2 xícaras 
de chá ao dia. Melissa: 2 xícaras de chá ao dia.
    CIÁTICA: Pasta de argila nº 3.
    CIRROSE HEPÁTICA: Fel da terra: 2 xícaras de chá ao dia. Picão: 2 xícaras de 
chá ao dia. Karo: (glicose de milho): 2 colheres de sopa ao dia. Aplicar pasta 
de argila nº 3.
    CISTITE: Gengibre: 2 xícaras de chá ao dia. Carrapicho focinho de boi: 2 
xícaras de chá ao dia. Composto vegetal: 30 gotas e vezes ao dia. Vapor na 
região genital com chá de gengibre e cravo durante 20 minutos uma vez ao dia.
    COÁGULOS: Cataia, cravo, gengibre, cebola, alho, limão; adicionar na 
alimentação Diária. Salgueiro: 2 xícaras de chá (casca).
    COBREIROS: Verem assaduras.
    COCEIRAS E CORRIMENTO VAGINAL: Vinagre de maçã: uso tópico, lavagem interna 
com 1/2 copo de vinagre de maçã diluído em 1/2 litro de água morna. Vapor de chá 
de gengibre. Uma ducha de chá de maravilha.
    COLECISTITE: Pasta de argila nº 3. Camomila: 2 xícaras de chá ao dia. 
Vernônia condensata (alumam): 2 xícaras de chá ao dia. Suco de couve com inhame, 
limão e dente de leão: tomar 2 copos ao dia.
    COLESTEROL: Nogueira: 2 xícaras de chá ao dia. Psílio: 1 colher de sobremesa 
3 vezes ao dia. Vinagre de maçã com berinjela desidratada bem seca.
    CÓLICA ABDOMINAL: Semente de Funcho: 2 xícaras de chá ao dia. Anis-
estrelado: 2 xícaras de chá ao dia.
    CÓLICA HEPÁTICA: Fel da terra: 2 xícaras de chá ao dia. Anis-estrelado: 2 
xícaras de chá ao dia.
    CÓLICA RENAL: Cavalinha: 2 xícaras de chá ao dia. Quebra pedra: 2 xícaras de 
chá ao dia.
    CÓLICA UTERINA: Calêndula: 2 xícaras de chá ao dia. Capim limão: 2 xícaras 
de chá ao dia. Gengibre: 2 xícaras de chá ao dia.
    COLITE: Pasta de argila nº 3. Composto vegetal: 20 gotas 3 vezes ao dia. 
Suco de inhame com limão e dente de leão: 2 copos ao dia.
    CONGESTÃO NASAL: Vapor de cataia: 1 vez ao dia.
    CONJUNTIVITE: Compressa de chá de camomila durante 20 minutos 4 vezes ao 
dia.
    CONTUSÃO: Pasta de argila nº 3. Retirar a pasta; limpar o local e aplicar 
extrato de arnica composta ou gel a base de arnica.
    CONVULSÃO: Ginkgo biloba: 2 xícaras de chá ao dia. Melissa officinalis: 2 
xícaras de chá ao dia. Coronha: 2 xícaras de chá ao dia. Pente de macaco: 1 
xícara de chá ao dia.
    CORRIMENTO VAGINAL: Calêndula flor: 2 xícaras de chá ao dia. Cavalinha: 2 
xícaras de chá ao dia. Trapoeiraba: 2 xícaras de chá ao dia. Fazer vapor na 
região com chá de gengibre e cravo.
    DERRAME CEREBRAL: Coronha: 2 xícaras de chá ao dia. Semente cardo santo: 2 
xícaras de chá ao dia. Óleo de semente de uva: 10 gotas 1 vez ao dia.
    DIABETES: Fel da terra: 3 xícaras de chá ao dia. Folha de amoreira: 3 
xícaras de chá ao dia. Psílio: 1 colher de sobremesa nas 3 principais refeições. 
Lima pérsia: 1 copo de suco ao dia. 
    DIARRÉIA: Casca de romã: 2 xícaras de chá ao dia. Barbatimão: 2 xícaras de 
chá ao dia. Suco de cenoura com limão.
    DIFTERIA: Pasta de argila nº 3. Gengibre: 1 xícara de chá ao dia. Cravo: 1 
xícara de chá ao dia.
    DISMENORRÉIA: Veja garrafada para útero.
    CONJUNTIVITE: Compressa de chá de camomila durante 20 minutos 4 vezes ao 
dia. 
    CONTUSÃO: Pasta de argila nº 3. Retirar a pasta; limpar o local e aplicar 
extrato de arnica composta ou gel a base de arnica.
    CONVULSÃO: Ginkgo Biloba: 2 xícaras de chá ao dia.
    DOENÇA DE CHAGAS: Alecrim: 2 xícaras de chá ao dia. Guaçatonga: 3 xícaras de 
chá ao dia. Psílio: 1 colher de sobremesa 2 vezes ao dia. Casca de pinheiro: 2 
xícaras de chá ao dia.
    DORES LOMBARES, MUSCULARES, ÓSSEAS E REUMÁTICAS: Pasta de argila nº 3.
Usar gel que contenha em sua fórmula arnica e mentrasto.
    ECZEMAS: Compressa de chá de calêndula e camomila durante 20 minutos 3 vezes 
ao dia. Pomada para ferida: uso tópico. Triture bagaço de abóbora com água 
destilada e aplique no local. Use cremes ou loção de calêndula e aloe vera.
    EDEMAS: Pasta de argila nº 1. Cavalinha: 3 xícaras de chá ao dia. 
    EDEMAS DE PÁLPEBRA: Compressa de camomila durante 20 min. 1 vez ao dia.
    ELEFANTÍASE: Pasta de argila nº 3.
    EMPINGEM: Verem assaduras.
    ENDOCARDITE: Gengibre: 3 xícaras de chá ao dia. Cravo: 2 xícaras de chá ao 
dia. Óleo de linhaça: 10 gotas 1 vez ao d ia. Urucum: 1 colher de chá de semente 
1 vez ao dia. Vinho de Pinho: tomar 1 colher de sopa diluída em água 3 vezes ao 
dia.
    ENTERITE: Ver colite.
    ENTEROCOLITE: Ver colite.
    ENXAQUECA: Gengibre: 1 colher de chá após o almoço e jantar. Melissa 
officinalis: 3 xícaras de chá ao dia. Losna: 1 xícara de chá ao dia.
    EPILEPSIA: Mesmo tratamento de convulsão.
    EQUIMOSE: Compressas de chá de hamamélis.
    ERISIPELA: Pasta de argila nº 2 misturada com miolo de abóbora sem semente.
    ERITEMA SOLAR: Compressa de chá de calêndula. Babosa: uso tópico ou loção 
que contenha as ervas citadas.
    ERUPÇÕES CUTÂNEAS: Composto Vegetal: uso tópico 3 vezes ao dia. Cremes ou 
loções a base de calêndula, aloe vera e óleo de uva.
    ESCARLATINA: Ver eritema solar.
    ESGOTAMENTO GERAL: Vinho energético. Ginkgo biloba: 2 xícaras de chá ao dia.
    ESOFAGITE: Ver em gastrite.
    ESPINHAS: Pasta de argila nº 2.
    ESTOMATITE: Zedoária: 2 xícaras de chá ao dia. Composto vegetal: uso tópico.
    EXCITAÇÃO CARDÍACA: Melissa officinalis: 3 xícaras de chá ao dia. Maracujá 
com alface: 2 copos de suco ao dia. 
    EXCITAÇÃO NERVOSA: Ver excitação cardíaca.
    FARINGITE: Pasta de argila nº 3 no pescoço e seios nasais. Composto vegetal: 
1 colher de sopa diluída em água para gargarejo. Gengibre: 2 xícaras de chá ao 
dia. Cravo: 2 xícaras de chá ao dia.
    FEBRES: Folha de pitanga: 2 xícaras de chá ao dia. Melão: 1 copo de suco ao 
dia. Verificar a causa.
    FERIDAS: Composto vegetal: uso tópico e pomada para feridas.
    FÍSTULAS ANAIS: Hamamelis: 2 xícaras de chá ao dia. Psílio: 1 colher de sopa 
nas principais refeições. Gel a base de hamamelis: uso tópico. Pasta de argila 
nº 3.
    FLATULÊNCIA: Funcho: 2 xícaras de chá ao dia. Erva doce: 2 xícaras de chá ao 
dia.




Xuxuxu



    FLEBITE: Pasta de argila nº 3. Hamamelis: 2 xícaras de chá ao dia. Inhame 
com gengibre e limão: 2 copos de suco ao dia.
    FRIEIRA: Pasta de argila nº 1.
    FURÚNCULO: Pasta de argila nº 3. Psílio: 1 colher das de sopa nas 3 
principais refeições. Suco de inhame com limão: tomar 2 copos ao dia.
    GANGRENA: Pasta de argila nº 3. Suco de limão com inhame e gengibre: 2 copos 
ao dia.
    GASES INTESTINAIS: Ver flatulência.
    GASTRALGIA: Fel da terra: 3 xícaras de chá ao dia. Suco de Couve com limão: 
1 copo ao dia.
    GASTRITE: Melissa officinalis: 2 xícaras de chá ao dia. Espinheira santa: 2 
xícaras de chá ao dia. Limão com couve: 1 copo de suco ao dia. Barbatimão: 1 
xícara de chá ao dia.
    GASTROENTERITE: Ver diarréia.
    GENGIVITE: Composto vegetal: 1 colher de sopa diluída em água para bochechos 
ou aplicação na gengiva.
    GOTA: Pasta de argila nº 3. Vinho de sucupira: 2 vezes ao dia: 1 colher sopa 
diluída em água. Evitar alimentos ricos em purina (frango, queijo, peixe de 
cativeiro e miúdos).
    GRIPE: Equinácea: 4 xícara de chá ao dia. Gengibre: 2 xícara de chá ao dia.
    HEMORRÓIDA: Hamamelis: 2 xícaras de chá ao dia. Castanha da índia: 3 
cápsulas 500 mg ao dia. Gel ou loção a base de hamamelis: uso tópico. Banho de 
assento no chá de folha de batata doce. Suco de couve com inhame, balsamo branco 
e limão: 2 copos ao dia.
    HEPATITE: Picão: 2 xícaras de chá ao dia. Fel da terra: 2 xícaras de chá ao 
dia. Cardo mariano: 2 xícaras de chá ao dia. Aluman: 2 xícaras de chá ao dia.
    HÉRNIA DE DISCO: Pasta de argila nº 3.
    HÉRNIA DE HIATO: Espinheira santa: 1 xícara de chá ao dia. Barbatimão: 2 
xícaras de chá ao dia. Hamamelis: 1 xícara de chá ao dia. Suco de couve com 
bálsamo branco e limão: 2 copos ao dia.
    HÉRNIA INGUINAL: Pasta de argila nº 3.
    HERPES: Melissa officinalis: 3 xícaras de chá ao dia. Composto vegetal: uso 
tópico. Tintura de gengibre: uso local.
    HIDROPISIA: Pasta de argila nº 1: aplicação total 1 a 2 horas ao dia.
    HIPERACIDEZ GÁSTRICA: Ver azia.
    HIPERTENSÃO ARTERIAL: Folha ou semente de aipo: 3 xícaras de chá ao dia. 
Alho: 2 dentes ao dia às refeições. Melado: 1 colher de sopa ao dia. Embaúba: 2 
xícaras de chá ao dia.
    HIPERTROFIA DAS AMÍGDALAS: Pasta de argila nº 3.
    HIPERTROFIA PROSTÁTICA: Pasta de argila nº 3. Cavalinha: 2 xícaras de chá ao 
dia. Flor de cactus: 2 xícaras de chá ao dia. Ipê roxo: 2 xícaras de chá ao dia. 
Barbatimão: 2 xícaras de chá ao dia. Suco de Inhame com Bálsamo branco: 1 copo 
ao dia.
    HIPOCLORIDRIA: Vinagre de maçã: 1 colher de sopa diluída em água após às 
refeições
    HIPOTENSÃO: Conhaque de gengibre:diluir 3 colheres(sopa) em água 2 vezes ao 
dia.
    HIPOTIROIDISMO: Suco de couve: 1 copo ao dia. Clorela: 1 colher de cafezinho 
ao dia. 
    ICTERÍCIA: Fel da terra: 3 xícaras de chá ao dia. Couve com limão: 1 copo de 
suco ao dia. Melado de cana: ingerir 1 colher de sopa ao dia. Suco de beterraba 
com abacaxi: 2 copos ao dia.
    INCONTINÊNCIA URINÁRIA: Gengibre: 2 xícaras de chá ao dia. Vapor de 
gengibre.
    INDIGESTÃO: Gengibre: 1 xícara de chá após as refeições. Suco de abacaxi: l 
copo durante ou após às refeições.
    INSÔNIA: Ver angústia/ ansiedade.
    INTOXICAÇÕES: Psílio: 3 colheres de sopa ao dia. Carvão vegetal: 1 colher de 
cafezinho ao dia. Clorela: 1 colher de chá diluída em suco.
    IRRITABILIDADE: Ver angústia / ansiedade.
    LÁBIOS ULCERADOS: Composto vegetal: uso tópico. Protetor labial a base de 
calêndula.
    LARINGITE: Ver faringite.
    LEPRA: Vinho de sucupira: 2 colheres de sopa diluída em água 1 vez ao dia. 
Pasta de argila nº 2. Beldroega:4 xícaras de chá ao dia e comer a salada da 
folha ou suco. Suco de inhame com couve e bálsamo branco: tomar 1 copo ao dia.
    LEUCEMIA: Vinho de seiva de jatobá. Beterraba com limão e couve: 1 copo de 
suco ao dia. Abóbora com abacaxi : 1 copo de suco ao dia. Leite de soja: 2 copos 
ao dia.
    LEUCORRÉIA: Calêndula: 2 xícaras de chá ao dia. Cavalinha: 2 xícaras de chá 
ao dia. Barbatimão: 2 xícaras de chá ao dia. Trapoeiraba: 2 xícaras de chá ao 
dia.
    LINFATISMO: Pasta de argila nº 1.
    LIPOMA: Pasta de argila nº 3. Sabonete de calêndula. Suco de inhame com 
limão e couve: 2 copos ao dia.
    MASTITE: Pasta de argila nº 3.
    MEMÓRIA FRACA: Ginkgo biloba: 3 xícaras de chá ao dia. 
    METRITE: Ver garrafada para útero. Vapor de gengibre na região genital.
    METRORRAGIA: Ver garrafada para útero. 
    MICOSES: Pasta de argila nº 1.
    MIOMA: Ver garrafada para útero.
    NÁUSEAS: Gengibre: 1 xícara de chá até conter. Folha de Tomate: 1 xícara de 
chá ao dia.
    NEFRITE: Ver afecções renais.
    NERVOSISMO: Ver angústia / ansiedade.
    OBESIDADE: Melissa officinalis: 3 xícaras de chá ao dia. Centella asiática: 
2 xícaras de chá ao dia. Vinagre de maçã:2 colheres (sopa) diluído em água após 
as principais refeições. Colágeno: 1 colher de sobremesa 1 vez ao dia. Psílio: 1 
colher de sopa 20 minutos antes das refeições.
    ORQUITE: Pasta de argila nº 3. por 10 dias. Suco de inhame com gengibre e 
abacaxi: tomar 1 copo ao dia.
    OSTEOMA: Pasta de argila nº 3 por 20 dias. Suco de inhame com gengibre e 
abacaxi: tomar 1 copo ao dia.
    OSTEOPOROSE: Pó de ostra: 1 colher de cafezinho rasa ao dia às refeições. 
Dolomita: 1 colher de cafezinho ao dia. Vinagre de maçã:2 colheres(sopa) 
diluídos em água após às refeições. Leite de soja: uso diário e permanente.
    OTITE: Pasta de argila nº 3 na região externa do ouvido. Equinácea: 3 
xícaras de chá ao dia.
    OVÁRIO POLICÍSTICO: Veja garrafada para útero.
    PALPITAÇÕES CARDÍACAS: Melissa officinalis: 3 xícaras de chá ao dia.
    PANARÍCIO: Pasta de argila nº 3 por 5 dias. 
    PÂNCREAS: Fel da terra: 3 xícaras de chá ao dia. Picão: 2 xícaras de chá ao 
dia. Camomila: 2 xícaras de chá ao dia. Calêndula: 1 xícara de chá ao dia.
    PARKINSON: Coronha: 2 xícaras de chá ao dia. Óleo de prímula: 20 gotas 1 vez 
ao dia. Óleo de uva: 10 gotas 1 vez ao dia. Leite de soja: tomar 2 copos ao dia. 
Levedo de cerveja: 1 colher de chá ao dia. Lecitina de soja: 1 colher de 
sobremesa ao dia.
    PAROTIDITE: Ver caxumba.
    PELAGRA: Composto vegetal: uso tópico. Suco de couve com limão: 2 copo ao 
dia. Levedo de cerveja: uso interno 1 colher de chá ao dia.
    PERICARDITE: Ver endocardite.
    PICADA DE INSETO: Pasta de argila nº 1. Guaçatonga: chá para uso tópico.
Loção a base de calêndula.
    PIORRÉIA: Ver gengivite.
    PLEURISIA: Óleo de copaíba: 10 gotas 1 vez ao dia. Óleo de eucalipto: 5 
gotas 1 vez ao dia. Xarope completo. Caldo de mostarda: tomar 1 vez ao dia.
Suco de inhame com abacaxi: 2 copos de suco ao dia. Gengibre com cravo: 2 
xícaras ao dia.
    POLINEURITE: Pasta de argila nº 3.
    PÓLIPOS: Pasta de argila nº 3.
    PRISÃO DE VENTRE: Psílio: 2 colheres de sopa ao dia. Funcho: 2 xícaras de 
chá ao dia.
    PSORÍASE: Melissa officinalis: 2 xícaras de chá ao dia. Vinho de sucupira 1 
colher sopa diluída em água 2 vezes ao dia. Chá de alecrim com bardana: passar 
na pele. Óleo de uva e óleo de calêndula : passar na pele alternando-os.
    QUEIMADURAS: Compressas de chá de calêndula. Gel da parte interna da babosa. 
Loção ou creme de calêndula.
    RACHADURAS: Ver aspereza da pele. Use creme ou loção que contenha na fórmula 
calêndula ou aloe vera ou passar óleo de uva.
    RACHADURAS DOS SEIOS: Compressas de chá de calêndula. Cataplasma da parte 
interna da casca da banana misturada com mel. Usar cremes a base de calêndula ou 
óleo de calêndula.
    RESFRIADO: Equinácea: 3 xícaras de chá ao dia. Caldo de mostarda. Gengibre: 
2 xícaras de chá ao dia.
    RETENÇÃO DA URINA: Ver anúria.
    RETITE: Ver hemorróidas.
    REUMATISMO: Pasta de argila nº 3. Vinho de sucupira: 1 colher sopa diluído 
em água 2 vezes ao dia. Mentrasto:3 xícaras de chá ao dia ou tintura 20 gotas 
diluídas em água 3 vezes ao dia.
    ROUQUIDÃO: Gargarejo com chá de gengibre. Cravo: mastigar 4 a 5 ao dia. 
Cebola: na forma de chá.
    RUGAS: Vinagre de maçã: massagem. Colágeno: ingerir 2 colheres de cafezinho 
ao dia. Usar creme a base de calêndula.
    SARNA: Vinagre de maçã: massagem. Sabonete de enxofre.
    SEBORRÉIA: Vinagre de Maçã: massagem no couro cabeludo a cada 2 dias.
    SINUSITE: Pasta de argila nº 3, na região dos seios nasais. Equinácea: 2 
xícaras de chá ao dia. Gengibre: 2 a 3 xícaras de chá ao dia.
    SONOLÊNCIA: Guaraná em pó: 1 colher de chá ao dia. 
    TABAGISMO: Lobélia: 2 xícaras de chá ao dia. Tanchagem: 2 xícaras de chá ao 
dia. 
    TERSOL: Ver conjuntivite.
    TONTURAS: Ver a causa. Ginkgo Biloba: 2 xícaras de chá ao dia.
    TOSSE: Cebola: 3 xícaras de chá ao dia. Guaco: 2 xícaras de chá ao dia. Ver 
xarope.
    TRIGLICERÍDIOS: Urucum: 1 colher de chá da semente durante às refeições. 
Acrescentar 30 g de berinjela seca em pó a 500 m1 de vinagre de maçã natural, 
deixar em descanso por 1 semana, coar, tomar 3 colheres de sopa dissolvidas em 
água após almoço e jantar.
    TUBERCULOSE: Xarope composto. Gengibre: 3 xícaras de chá ao dia. Cravo: 2 
xícaras de chá ao dia. Sucos de inhame com limão e gengibre: 2 copos ao dia. 
Suco de agrião com abacaxi: 2 copos ao dia.
    TUMORES: Pasta de argila nº 3. Psílio: 2 colheres de sopa ao dia. Suco de 
inhame com beterraba e limão: 2 copos ao dia.
    ÚLCERA DUODENAL: Barbatimão: 2 xícaras de chá ao dia. Espinheira santa: 2 
xícaras de chá ao dia. Bálsamo branco: 1 copo de suco ao dia. Suco de inhame e 
couve: 1 copo ao dia.
    ÚLCERA GÁSTRICA: Ver úlcera duodenal.
    ÚLCERA VARICOSA: Composto vegetal: uso tópico. Couve: compressa da folha. 
Pomada para ferida. Pasta de bagaço de abóbora: aplicar no local. 
    UNHA ENCRAVADA: Pasta de argila nº 3.
    UREMIA:. Cavalinha: 2 xícaras de chá ao dia. Psílio: 2 colheres de sopa ao 
dia. Suco de inhame com melancia, melão e limão: 1 copo ao dia.
    URETRITE: Ver cistite.
    VAGINITE: Ver em coceira e corrimento vaginal. Vapor de gengibre na região 
genital.
    VARIZES: Hamamelis: 2 xícaras de chá ao dia. Coronha: 2 xícaras de chá ao 
dia. Castanha da índia: 4 cápsulas ao dia. Óleo de uva: 15 gotas 1 vez ao dia. 
Pinheiro (casca): tintura 10 gotas 3 vezes ao dia.
    VERRUGAS: Alho amassado: aplicar à noite por 10 dias.
    VERTIGEM: Procure com o médico a causa. Ver em tonturas.
    VÔMITOS: Ver em náuseas.
    XEROFTALMA: Ingerir óleo de copaíba: 5 gotas 1 vez ao dia. Ingerir óleo de 
uva: 10 gotas 1 vez ao dia. Ingerir óleo de linhaça: 5 gotas 1 vez ao dia.
    ZUMBIDO DE OUVIDO: Pasta de argila nº 3, nuca e atrás da orelha. Ginkgo 
biloba: 3 xícaras de chá ao dia.
    OBS: 
 1- Onde sugerir: pasta de argila é para aplicar no local da dor.
 2- O conteúdo do copo sugerido é o de 240 m1.

    RECEITAS COMPLEMENTARES

    PASTA DE ARGILA Nº 1

 1 Colher (chá) de cravo.
 1 Colher de pimenta do reino (inteira).
 3 Rodelas finas de gengibre.
 2 Colheres de sopa de semente de linhaça.
    Modo de fazer:
    Cozinhar a linhaça triturada por 10 minutos em 1 xícara de água. Ferver por 
10 minutos cada erva em 1/2 xícara de água. Coar e colocar em um pote a linhaça 
cozida, a argila e ir acrescentando os chás até formar uma pasta homogênea. 
Cortar um plástico, derramar a pasta e aplicar no local dolorido durante uma 
hora. Retirar e lavar o local. Aplicar uma camada de gel ou pomada a base de 
ervas, de preferência que contenha arnica. Deve-se fazer no mínimo 10 aplicações 
conforme a necessidade e a gravidade de cada caso. Pode ser aplicado em qualquer 
parte do corpo (exceto em cortes ou ferimentos). Aplicar diariamente durante 1 
hora sobre o local afetado.

    PASTA DE ARGILA Nº 2

    Modo de Fazer:
    Fazer uma xícara de chá de calêndula e camomila juntos. Coar e acrescentar 
argila em pó até formar uma pasta homogênea.
    Modo de usar: Aplicação local.

    PASTA DE ARGILA Nº 3

 3 colheres de sopa de gengibre ralado.
 10 colheres de sopa de aipim ralado.
 5 colheres de sopa de inhame ralado.
 1 xícara de vinagre de maçã natural.

    Modo de fazer:
    Misture esses ingredientes numa panela e leve ao fogo baixo mexendo sempre 
até formar uma pasta homogênea, deixe amornar na temperatura que a pele 
suportar. Aplicar diretamente na pele, deixe agir durante uma hora. Sugestão 
terapêutica dessa prática. Nos casos de torções, reumatismo, dores conseqüente 
de artrose, contusões, dores lombares e musculares, hérnia de disco, bico de 
papagaio, burcite, lesão por esforço repetitivo. Pode ser aplicado em locais 
onde tenha inflamação. ex: sinusite, inflamação de amígdalas, tumores e outros 
processos inflamatórios.
    OBS: Não colocar diretamente sobre feridas e cortes.

    COMPOSTO VEGETAL

    Antiinflamatório e cicatrizante, anti-séptico.

 50 g Casca de Barbatimão moído.
 50 g Casca de Pau Andrade moído.
 50 g Casca de Romã moído.
 30 g Resina de Própolis moído.
 30 g Calêndula flor.
 50 g Casca de Ipê roxo moído.
 30 g Cravo da índia.

    Modo de fazer:
    Colocar tudo em uma panela (exceto o própolis), acrescentar 1/2 litro de 
água, ferver por 20 minutos até secar a água, desligue, coloque em um vidro 
esterilizado de boca larga e acrescentar o álcool de cereais, deixar em 
maceração por 10 dias. Serve para uso interno e externo: ferimentos, cortes, 
feridas, micoses, aftas, herpes, inflamação na garganta, úlceras em geral.

    EXTRATO DE ALHO
    
    Modo de fazer:
    Colocar 50 g de alho descascado e triturado em 200 ml de álcool de cereais.  
Deixar descansar por 7 dias e coar. Guardarem frasco bem fechado.

    POMADA PARA FERIDAS
    10 g de óxido de zinco.
    1 colher de sopa de óleo de linhaça. 10 gotas de óleo de copaíba.
    1 colher de bálsamo branco, triturada e coada. 1 colher de sopa rasa de pó 
de dolomita.

    Modo de usar:
    Misturar todos os ingredientes até formar uma pasta. Aplicar na ferida 3 
vezes ao dia.

    VAPOR DE GENGIBRE E CRAVO
    Modo de Fazer:
    Ferver por 10 minutos 1 litro de água, 1 colher de sopa de gengibre picado e 
1 colher de chá de cravo. Coar e despejar em uma bacia ou bidê. Envolver-se numa 
toalha e se posicionar de forma e receber o vapor na área genital durante 20 
minutos.

    VINHOS

    Vinho Energético
 20 g de marapuama. 
 20 g de guaraná. 
 10 g de noz de cola.
 10 g de nó de cachorro.
 10 g de pfáfia.
 2 litro de vinho branco.

    Modo de fazer:
    Misturar todos os ingredientes, colocar em um recipiente bem fechado e 
deixar descansando por 10 dias. Coar e está pronto para o consumo.

    Modo de usar:
    Tomar 1 colher de sopa diluída em água 3 vezes ao dia.

    VINHO DE GINKGO BILOBA
    Modo de fazer:
    Ferver 30 g de ginkgo biloba em 1 xícara de água até secar toda água. Deixar 
esfriar e acrescentar 1 garrafa de vinho branco ou rosê. Deixar macerar por 3 
dias. Coe.

    Modo de usar:
    Tomar 1 colher de sopa diluída em água 2 vezes ao dia.

    VINHO DE HIBISCOS
    Modo de fazer:
    Ferver 30 g de flores em 2 xícaras de água, até secar o líquido. Deixar 
esfriar e acrescentar 1 garrafa de vinho branco ou rosê. Deixar macerar por 2 
dias. Coe.

    Modo de usar:
    Tomar 2 colheres de sopa diluída em 1/2 copo de água 2 vezes ao dia

    VINHO DE JATOBÁ
    Modo de fazer:
    Coloque em 1 litro de vinho branco, 50 g de seiva de jatobá. Deixe descansar 
por 10 dias. Coe.

    Modo de usar:
    Tomar 2 colheres de sopa diluídas em água 3 vezes ao dia.

    VINHO DE MELISSA
    Modo de fazer:
    Ferver 30 g de melissa em uma xícara de água até secar toda água. Deixar 
esfriar e acrescentar 1 garrafa de vinho branco ou rosê. Deixar macerar por 3 
dias. Coe.

    Modo de usar:
    Tomar 3 colheres de sopa diluídas em água 2 vezes ao dia.

    VINHO DE NÓ DE PINHO
    Modo de fazer:
    Coloque em uma garrafa de vinho branco, um pedaço de nó de pinho de mais ou 
menos 10 cm. Deixe descansar por 10 dias. Coe.

    Modo de usar:
    Tomar 1 colher de sobremesa diluída em água 2 vezes ao dia.

    VINHO DE SUCUPIRA
    Modo de fazer:
    Em um litro de vinho branco, coloque 10 sementes de sucupira grande cortadas 
em quatro pedaços. Deixe descansar por 7 dias. Coe.

    Modo de usar:
    Tomar 3 colheres de sopa diluídas em 1/2 copo de água 2 vezes ao dia.

    CONHAQUE DE GENGIBRE 
 Ingredientes
 1 litro de conhaque.
 10cm de gengibre em pedaços.
 5 pedaços de canela em rama.
 5 cravos.

    Modo de fazer:
    Misturar todos os ingredientes e colocar em vidro bem tampado. Deixar 
macerando por 10 dias. Coe.

    Modo de usar:
    Tomar 1 colher de sopa diluída em água 3 vezes ao dia.

    GARRAFADA PARA ÚTERO
 Ingredientes 
 10 folhas de trapoeiraba. 
 30 g de cavalinha.
 30 g de calêndula.
 30 g de hortelã pimenta. 20 g de barbatimão casca.
 1 litro de vinho branco ou rosê.

    Modo de fazer:
    Ferver todos os ingredientes em água. Quando estiver quase secando a água, 
acrescente o vinho e ferva por 10 minutos.

    Modo de usar:
    Tomar 3 colheres de sopa, 3 vezes ao dia.

    PREPARAÇÃO E MANIPULAÇÃO DAS ERVAS

    As ervas após secas devem ser guardadas em recipientes de vidro ou de 
porcelana, separando-se as raízes, cascas e sementes das flores e folhas. As 
quantidades de ervas devem ser sempre cuidadosamente respeitadas, para tanto 
observar a seguinte tabela de equivalências:
 1 colher de café = 2 gramas
 1 colher de sopa= 5 gramas
 1 xícara de café= 50 ml.
 1 xícara de chá= 100 ml.
    Chás devem ser preparados em geral em utensílios de barro, louça ou cobre. A 
regra geral para a proporção água-erva é para cada litro de água, acrescentar 4 
colher de sopa de erva fresca ou 2 colher de sopa de erva seca.
    TISANA: Coloque a erva em água já fervendo, cozinhe por 5 minutos com panela 
tampada e deixe descansar por 10 minutos com panela tampada. Coe e use.
    INFUSÃO: Ferva a água e despeje sobre a erra. Tampe e deixe em infusão por 
10 minutos. Coe e use (para folhas e flores).
    DECOCÇÃO: Nesse processo o que se quer extrair da erva é um princípio amargo 
ou sal mineral. A erva fica de molho em água fria algumas horas e depois é posta 
para ferver. Usar geralmente cerca de 30 gs de planta seca para 2 xícaras de chá 
de água. Cozinhe a erva por 15 a 30 minutos. Coe e sirva (usada para raízes, 
cascas e sementes). CATAPLASMA: São aplicações de ervas sobre a parte externa do 
corpo machucada, inchada ou dolorida.
    CATAPLASMA DE ERVAS FRESCAS: aplicadas amassadas diretamente sobre a parte 
afetada, sem preparação prévia.
    CATAPLASMA DE ERVAS SECAS: Colocadas no interior de um saquinho e aplicadas 
frias ou quentes, de acordo com o caso. Estas cataplasmas são recomendadas para 
combater cãimbras, nevralgias, dores de ouvido, etc.
    CATAPLASMA SOB FORMA DE PASTA: Ervas são socadas até formarem uma papa, que 
podem ser aplicadas diretamente, ou sob panos, no local. Quando não se tem erva 
fresca, usa-se a seca.
    É preciso água fervendo nas ervas, para auxiliar formação de papa. Outra 
maneira de preparar o cataplasma é mergulhar a erva em vinagre de maçã e 
misturar com farinha integra de fubá ou argila para dar liga. Espalha-se a 
mistura quente e úmida em um tecido, que se coloca sobre o local afetado. Passe 
óleo na pele antes de aplicar cataplasma quente. Um pedaço de plástico sobre o 
cataplasma conserva o calor.
    UNGÜENTOS: Pomada de ervas trituradas, em gordura vegetal, de coco ou cera 
de abelha. No momento de uso é só derreter em fogo brando. Outro preparo: picar 
ervas frescas, colocar em panela de aço inoxidável ou esmaltada. Cobrir as ervas 
com água, levar ao fogo por 20 minutos em temperatura média. Coar e adicionar ao 
caldo uma quantidade igual de azeite de oliva. Volte ao fogo e ferva até a água 
evaporar e sobrar só o óleo. Tirar do fogo, e adicionar cera o suficiente para 
dar à mistura consistência de pomada. Acondicionar ainda quente em vasilhas de 
plástico com tampa que vede bem.
    XAROPES: Infusão concentrada que se caracteriza como bebida concentrada 
padrão. Geralmente usa-se 250 gs de ervas para 360 ml de água fervente. Podem 
ser obtidos também por decocção ou maceração, e misturados com mel para se 
saturarem.
    BANHOS: Chás fortes para serem misturados à água do banho.
    TINTURA: Pôr 100 gs de erva em pó ou 225gs ervas frescas picadas num 
recipiente com tampa hermética. Acrescentar 5,5 decilitros de álcool a 60 graus. 
Agitá-lo duas vezes ao dia e deixar por 2 semanas. Coar e guardar num frasco 
escuro. (Usado para flores e folhas).
    ÓLEOS ESSENCIAIS: São as essências concentradas das plantas obtidas à partir 
de processo de destilação.
    PÓ: Cortar as partes grandes das plantas secas, como raízes, casca ou caules 
grossos, esmagá-las num almofariz ou reduzi-las a pó num moinho de café.
    MACERAÇÃO: Feita em temperatura ambiente, colocar a planta finamente 
dividida em contato com líquido extrator (álcool de 40 a 80 graus) em recipiente 
de aço inoxidável por período de até 4 semanas. Após esse período o macerado 
deve ser prensado e filtrado. Usado para folhas frescas ou secas, fruto seco ou 
raízes frescas. Mesmas doses da tintura. Este processo preserva melhor as 
vitaminas e sais minerais.
    TINTURA VINOSA: Vinho branco com graduação alcoólica baixa (11 a 12 graus). 
A proporção é de 5% de erva para o vinho (5gs de erva seca ou 10 gs de erva 
fresca para cada 100 ml de vinhos). Macerar em vidro escuro a droga por uma 
semana. Coar e manterem lugar fresco.
    ÓLEO MEDICINAL: Colocar a planta fresca ou seca triturada em maceração, na 
proporção de 1 parte da planta para 5 de óleo, ou seja 20% mantendo em banho 
Maria durante 1 a 3 horas em fogo baixo (a água não deve ferver). Esfriar, coar 
e espremer o resíduo. Usado para massagens, cataplasmas, máscaras e cremes de 
beleza.
    COMPRESSAS: Cozinhar ervas indicadas até se obter líquido bem forte (3 ou 4 
vezes mais que o chá). A seguir mergulha-se pano no líquido, que é torcido e 
aplicado na parte dolorida ou afetada.
    INALAÇÕES: Vapor de certas ervas, para casos de distúrbios ou doenças do 
aparelho respiratório. Preparar as ervas como um chá em tisana ou infusão. Não 
perder o vapor. Tampar o recipiente enquanto estiver no fogo. Espere esfriar um 
pouco, com um funil de papel inala-se vapor profundamente.
    BANHOS: Chás fortes para serem misturados à. água da banheira.
    XAROPES: Feitos de chás obtidos por decocção ou maceração e misturados com 
mel.
    ESCALDA - PÉS: Em uma bacia, colocar água fervendo com as ervas ou óleo 
essencial. Colocar os pés o mais próximo possível da água quente e a medida que 
agüentar a temperatura submergir os pés. Retirar os pés da água antes que 
amorne. Secá-los bem.
    IMERSÃO: Banhos onde a pessoa fica com o corpo submerso parcial (assento) ou 
totalmente. Coloca-se de 30 a 40 g de erva em 1 litro de água fervente, tampar 
por 5 minutos.
    PRINCÍPIOS ATIVOS: Substâncias que vão atuar como medicinais. Provenientes 
do metabolismo secundário das plantas e suas funções fisiológicas, estão 
divididos em vários grupos de acordo com suas funções e estrutura química. O 
óleo essencial é o mais importante sob o ponto de vista econômico, embora 
signifique apenas 0,1% das plantas. São líquidos, evaporam sem deixar resíduos, 
peso específico menor que a água, insolúveis em água, incolores.
    COLETA: A época ideal para coleta de folhas, flores e caules é o início da 
floração. A parte subterrânea (raiz/rizoma) deve ser coletada na estação seca 
(outono-inverno).

    TERMOS FARMACOLÓGICOS

    Absorvente: Nome dado ao medicamento que absorve os líquidos ou gases tanto 
em uso interno (tubo digestivo) como externo (feridas supurativas).
    Adstringente: Contrai os tecidos, os capilares, os orifícios e tende a 
diminuir as secreções das mucosas. As plantas adstringentes são freqüentemente 
anti-hemorrágicas e podem provocar obstipação.
    Afrodisíaco: Aumenta a potência e o desejo sexual. Nenhuma planta é 
efetivamente afrodisíaca.
    Alcalinizaste: Que neutraliza os ácidos no organismo.
    Alérgeno ou alergênio: Suceptível de provocar reações alérgicas.
    Amargo: Estimula o apetite e ativa as funções gástricas. As chamadas plantas 
amargas também são aperitivas, tônicas e freqüentemente febrífugas. Devem o nome 
ao gosto que possuem.
    Amebicida: Que combate as amebas.
    Aminoácido: Um ácido orgânico que contém o grupo amino. Os aminoácidos são 
importantes componentes das proteínas. 
    Anabolizante: Promove o aumento de peso corporal por acréscimo do anabolismo 
protéico.
    Analgésico: Calmante de dor.
    Anestésico: Suprime a sensibilidade. A sua ação pode ser local ou geral; 
neste caso, a consciência enfraquece, podendo a mesmo ser anulada.
    Anorexígêno: Que reduz o apetite. Antiácido: Que combate a acidez gástrica   
Antiálgico: Suprime a dor.
    Antianêmico Combate anemia, mediante um fornecimento de vitaminas e minerais 
(ferro) que ajudam o sangue a reconstituir o seu teor em glóbulos vermelhos.
    Anticoagulante: Impede a coagulação do sangue. Antiemético: Suprime ou evita 
os vômitos.
    Antiescorbútico: Combate o escorbuto por meio de vitaminas, especialmente a 
vitamina C.
    Antiespasmódico: Descontrai certos músculos doridos. Ao atuar sobre o 
influxo nervoso que comanda o ritmo da contração muscular, acalma espasmos e 
convulsões.
    Antiflogístico: Reduzas inflamações, opondo-se às reações naturais do 
organismo.
    Antihelmíntico: O mesmo que vermífugo. Anti-herpético: Indicado no 
tratamento do herpes. Antiictérico: Que se usa para tratar a icterícia. 
Antiinflamatório-(antiflogístico): Substância ou método que combate inflamação.
Antileucorréico: Se usa para tratar da leucorréia. Antilítico: Dissolve os 
cálculos.
    Antinevrálgico: Se usa no tratamento da dor que surge no trajeto de um 
nervo.
    Antiodontálgico: Acalma ou elimina a dor de dente. 
    Antiofídico: Combate o veneno de cobras.
    Antíoftálmico: Se usa no tratamento das afecções do olho.
    Antipirético-antitérmico: Medicação que combate a elevação da temperatura 
corporal.
    Antireumático: Combate o reumatismo.
    Anti-séptico: Destrói os micróbios.
    Aperiente: Estimula o apetite.
    Aperitivo: Contém princípios amargos que estimulam o apetite e preparam as 
operações digestivas.
    Avitaminose: Afecção produzida por falta de vitaminas.
    Balsâmico: Contém bálsamos que suavizam as mucosas respiratórias.
    Béquico: Acalma a tosse e as irritações da faringe.
    Calcificante: Fornece cálcio e favorece sua incorporação no organismo.
    Cardiotônico: Reforça, retarda e regulariza os batimentos do coração.  
    Calicida: Em aplicação externa,amolece e facilita a extirpação dos calos.
    Carminativo: Elimina os gases desenvolvidos no tubo digestivo.
    Cicatrizante: Que cicatriza um ferimento.
    Colagogo: Contrai a vesícula biliar, estimulando a evacuação da bílis do 
canal colédoco para o intestino.
    Colerético: Estimula a secreção da bílis pelo fígado, facilitando assim a 
digestão dos corpos gordos.
    Convalescença: Estado entre o fim de uma doença e a recuperação da saúde.
    Coronariodilatador: Dilata as artérias e arteríolas do coração.
    Depurativo: Purifica o sangue, facilitando a eliminação dos resíduos 
mediante uma ação diurética, laxativa ou sudorífica.
    Desobstruente: Possui capacidade para desobstruir, desimpedir.    
    Dermoprotetor: Que protege a pele de agressões externas.
    Detersivo: Limpa as feridas e as úlceras, facilitando assim a sua 
cicatrização.
    Diurético: Favorece a depuração do sangue,eliminando as toxinas que este 
contém. Alguns diuréticos aumentam a excreção dos cloretos e são úteis em caso 
de edema, outros a da uréia e outros ainda podem simplesmente aumentar, durante 
algumas horas, o volume de urina.
    Drástico: Provoca contrações energéticas do intestino, com forte evacuação 
de fezes.
    Emenagogo: Facilita ou aumenta o fluxo menstrual. Traz benefício sobre os 
órgãos genitais femininos.
    Emético: Que provoca vômitos.
    Emoliente: Exerce um efeito calmante sobre a pele e mucosas inflamadas.
    Emplastro: Substância terapêutica que amolece ao calor, aderido ao corpo.
    Enzima: Uma proteína capaz de produzir ou acelerar uma ação bioquímica 
específica na temperatura do corpo.
    Estimulante: Excita a atividade nervosa e vascular. Há estimulantes 
específicos de certos órgãos, como por exemplo, do tubo digestivo ou do coração.
    Estomáquico: Que estimula e fortalece as funções do estômago.
    Eupéptico: Que facilita a digestão.
    Eutrófico: Rico em nutrientes.
    Expectorante: Facilita a expulsão das secreções brônquicas e faríngeas.    
    Febrífugo: Combate a febre ou evita os seus acessos.
    Fluidificante: Torna as secreções brônquicas menos espessas e portanto, mais 
fáceis de expelir. Alguns fluidificantes têm uma ação depurativa do sangue.
    Fungicida: Destrói os fungos.
    Galactogogo - Galactogênicas: Facilita ou ativa a secreção do Leite durante 
a lactação.
    Germicida: Veja Anti-séptico.
    Hemolítico: Destrói os glóbulos vermelhos, provocando por vezes, icterícia e 
anemia.
    Hemostático: Faz parar as hemorragias, quer por uma reação vaso constritora, 
quer por meio de fatores coagulantes (vitaminas K e P). 
    Hípnótico: Causa sono, quer por ação direta sobre o hipotálamo, quer
por ação sedante geral do organismo.
    Hipoglicemiante: Que diminui a quantidade de glicose no sangue.
    Inapetência: Falta de apetite.
    Lactígeno: Que aumenta a produção do leite. 
    Laxante: Que promove e eliminação das fezes.
    Mineralizante: Que favorece a absorção e incorporação de substâncias 
minerais pelo organismo.
    Miotônico: Que tonifica e fortalece a musculatura. 
    Mucilagem: Substância viscosa produzida por vegetais. 
    Mucilaginosa: Que contêm mucilagem.
    Neurotônico: Que nutre e fortalece os nervos. 
    Nutriente: Alimentício, nutritivo.
    Purgativo: Laxante enérgico.
    Reconstituinte: Que favorece a recuperação da saúde de pessoas debilitadas.
    Resolutivo: Que facilita a recuperação de inflamações e tumefações.  
    Revulsivo: Que pode provocar o deslocamento de uma inflamação de um para 
outro ponto do organismo.
    Sistêmico: Que afeta todo o corpo.
    Sudorífico: Que faz suar ou provoca suor.
    Tônico: Que revigora e estimula o organismo debilitado.
    Tópico: Produto que aplica sobre a pele.
    Vermífugo: Que expulsa ou destrói os vermes.
    Vulnerário: Que cicatriza feridas.

    "QUE TEU ALIMENTO SEJA TEU REMÉDIO" 
    "QUE TEU REMÉDIO SEJA TEU ALIMENTO."
 (Hipócrates) Pai da medicina

    "Quem quer, que tenha sido o pai da doença, a mãe foi uma dieta deficiente" 
(provérbio Chinês)
    "O caminho até a saúde não atravessa a farmácia e sim a cozinha". (Dr. 
Riedlin, médico alemão)

    Além do poder antioxidante, os alimentos fornecem uma quantidade de 
substâncias químicas vegetais, os fitoquímicos estão sendo relacionadas à 
prevenção de doenças, como o câncer.
    Os alimentos que ingerimos agem em nossa saúde física e mental. Devemos 
adotar hábitos de vida saudável, escolher com critérios os alimentos.
    Infelizmente, não é fácil manter uma dieta balanceada nos dias de hoje, com 
a imposição desse estilo de vida moderna. O uso dos produtos sintéticos, 
industrializados sem nutrientes, prejudica a saúde e abrevia a vida.

    FITOQUÍMICOS DOS ALIMENTOS
 FITOQUIMICO - ALIMENTO - AÇÃO TERAPÊUTICA
 Adenosina - Alho,cebola,cogumelo preto - Inibe coágulos
 Alfa-caroteno - Cenoura - Protege as células dos radicais livres
 Alicina - Alho e cebola - Ação antimicrobiana e antiviral. Também dilata os 
vasos, diminuindo a pressão arterial
 Alilcisteina - Alho, cebola, cebolinha - Bloqueia a formação de 
nitritos(substâncias cancerígenas) no estômago
 Antocianidina - Frutas em geral - Reduz o risco de câncer
 Beta -caroteno - Frutas, legumes e verduras - Também neutraliza a ação dos 
radicais livres
 Capsaicina - Pimenta vermelha - Protege o ácido ribonucléico(ADN) contra 
substâncias carcinogénicas
 Cumarina - Frutas cítricas e tomate - Estimula a produção de enzimas anticâncer 
pelo próprio organismo
 - Daidzeína isoflavonas - Soja e produtos à base de soia - Ameniza os sintomas 
de menopausa, protege contra o câncer de mama e Previne a osteoporose
 Dialil dissulfeto - Alho e cebola - Reduz a formação de placas gordurosas
 Fibras insolúveis - Cereais, frutas, legumes e verduras - Podem reduzir o risco 
de câncer de cólon, embora isso ainda seja polêmico
 Fibras solúveis - Psílio - Reduz o risco de doenças do coração
 Flavonas - Frutas cítricas e ver duras folhosas - reduz o risco de câncer
 Flavonóides - Frutas, tomates e cenouras - Inibe enzimas responsáveis pela 
disseminação de células cancerosas
 Genisteína - Feijão, soja, ervilha e lentilha - Diminui as taxas de colesterol 
e o risco detumores ligados a hormônios,como os de mama e os depróstata.
 Indóis - Brócolis, repolho,couve - Evita o câncer de mamas e próstata
 Isotiocianato - Brócolis,repolho e mostarda - Estimula a produção de enzimas 
anticâncer no organismo
 Licopeno - Tomate e laranja - É antioxidante, reduz o risco de câncer cervical 
e de próstata
 Luteína - Folhas verdes - Ajuda a manter uma boa visão
 Luteonina - Casca das frutas (uva) e vinho tinto - Impede formação de placas 
gordurosas
 Polissulfeto de atila - Alho e cebola - Aumenta a elasticidade dos vasos 
sangüíneos e relaxa as fibras musculares.
 Quercitina - Frutas e cebola - Reduz a formação de placas gordurosas nas 
artprias e combate alergias
 Resveratrol - Casca de uva,vinho tinto e suco de uva Também impede a formação 
de placas gordurosas 
 Saponinas - Soja,produtos à base de soja - Pode reduzir o colesterol e proteger 
contra o câncer
 Sulforafane - Brócolis,repolho e em todos os tipos de couve - Barra substâncias 
que podem acabar com câncer e há indicações de que possa frear tumores já 
existentes, especialmente de mama
 Trissulfeto de metil-atila - Alho - Inibe o aparecimento de coágulos na 
circulação

    ALIMENTAÇÃO

    OS CINCO PIORES INGREDIENTES
 01 - Açúcar 
 02 - Aditivos químicos 
 03 - Cafeína 
 04 - Gordura 
 05 - Sal

    OS DEZ PIORES ALIMENTOS
 01 - Doces e sobremesas 
 02 - Refrigerantes 
 03 - Pão branco
 04 - Café 
 05 - Bebidas alcoólicas
 06 - Carne vermelha
 07 - Leite de vaca
 08 - Frituras 
 09 - Embutidos
 10-Cereais industrializados

    ALIMENTOS QUE GERAM A VIDA (chamados biogênicos)
    São os brotos dos grãos , dos cereais, das leguminosas, das ervas e 
hortaliças.
    Na fase de crescimento, as plantas são ricas em substâncias e reforçam a 
vitalidade das nossas células e permitem a regeneração constante (vitaminas, 
minerais, oligoelementos, aminoácidos, enzimas, hormônios vegetais, etc.)

    ALIMENTOS QUE ATIVAM A VIDA (chamados bioativos)
    São frutas, ervas, hortaliças, cereais e nozes. São consumidos maduros, crus 
e bem frescos.
    Os alimentos biogênicos e bioativos são alimentos vivos , destinados pela 
natureza a assegurar a vida e o bem estar.

    ALIMENTOS QUE DIMINUEM A VIDA(chamados bioestáticos)
    São alimentos em que a energia vital foi diminuída pelo tempo, frio e calor 
(alimentos crus estocados, refrigeração, congelado e cozimento).
    O uso de alimentos bioestáticos é resultado de hábitos sociais e seu consumo 
garante o funcionamento mínimo de nosso organismo, mas provoca o envelhecimento 
das células, porque não fornece as substãncias vivas necessárias à regeneração.

    ALIMENTOS QUE DESTROEM A VIDA (chamados biocídios)
    São os mais usados na alimentação moderna. São alimentos cuja energia vital 
foi destruída por processos físicos ou químicos de refinação, conservação ou 
preparação.
    Os biocídios foram inventados pelo homem. Envenenam pouco a pouco com 
substâncias nocivas.

    O VALOR DAS ENZIMAS
    As enzimas transformam os alimentos que comemos em estruturas químicas 
capazes de atravessar a membrana das células que envolvem os tubos digestivos e 
os vasos sangüíneos.
    Todo alimento cru de origem animal ou vegetal, está cheio de enzimas. 
Entretanto, elas são frágeis e o menor calor as destrói. O cozimento altera a 
estrutura complexa das moléculas protéicas e destrói as enzimas.
    Todo alimento não cozido contém enzimas digestivas que são seus elementos 
preciosos. Contém lipase que facilita a digestão das gorduras. Frutas e legumes, 
pobres em calorias, contém boa quantidade de uma enzima necessária à destruição 
das fibras vegetais. A germinação aumenta a atividade enzimática, durante a 
germinação, e amílase transforma o amido em açúcar, que circula livremente na 
planta como fonte de energia.
    Existe um potencial enzimático fixo para toda a criatura. Esse potencial 
diminui com o passar do tempo, em função do ambiente e ritmo de vida. O homem 
que come alimentos sem enzimas utiliza enorme fração de seu potencial enzimático 
para assegurar a secreção abundante de suco pancreático e de outros sucos 
digestivos. Isso encurta a vida e causa doenças, bem como menor resistência ao 
estresse. Comendo alimentos crus que conservam suas enzimas, podemos interromper 
os processos patológicos.
    De acordo com o Dr. Eitel Schüler, as enzimas são substâncias chamadas 
catalizadoras orgânicas, elaboradas por organismos vivos e tem função de 
transformar grande quantidade de substâncias chamadas "substrato".

    COMO CRIAR AS ENZIMAS
    Em um recipiente de louça, madeira ou inox, colocar os vegetais, as frutas e 
os cereais bem limpos. Em cada recipiente, colocar somente frutas, vegetais ou 
cereais. Podemos misturar várias frutas, ou vários vegetais de folhas ou raízes 
e vários cereais. As frutas e os vegetais devem ser picados, colocados em 
camadas superpostas e entre a mesma camada coloca-se a mesma porção de açúcar 
mascavo ou melado decana. O recipiente deve ser colocado num lugar quente para 
que possa levedar, fermentar, e não deve ser completamente fechado. Sem ar, não 
fermenta. O processo de levedação leva de um a dois dias, dependendo das 
condições climáticas. Quando notarmos "bolinhas de ar", subindo no recipiente é 
sinal que iniciou a fermentação, deixar mais algumas horas, coar e guardar o 
líquido em vidros na geladeira. É bom verificar, uma ou duas vezes ao dia, se a 
fermentação não foi excessiva, abrindo o vidro e deixando o ar escapar. As 
frutas fermentam mais rapidamente que os vegetais e cereais. Não devemos deixar 
fermentar demais nem azedar.
    Modo de usar: adultos - 2 colheres de sopa, misturadas com água, em jejum 
pela manhã e ao deitar. Crianças-metade da dose.
    Contra indicação: Diabéticos.

    AÇÃO DAS ENZIMAS NO ORGANISMO
    Manter a alcalinidade do sangue; eliminar resíduos; equilibra a flora 
intestinal; fortalece as células; acelera a digestão; revigora o sistema 
hormonal; aumenta a resistência orgânica à ação dos vírus; fortalece a ação dos 
leucócitos, nos processos inflamatórios é melhora a circulação sangüínea, por 
eliminação de substâncias indesejáveis, e reduz a taxa do colesterol.

    USO MEDICINAL DAS ENZIMAS
    As enzimas apresentam resultados positivos nos seguintes casos: asma, 
reumatismo, gripes, resfriados, pressão alta, menopausa, impotência, 
esterilidade e menstruação.

    UTILIDADE TERAPÊUTICA DOS ALIMENTOS
    Acerola:Também chamada de cereja-das-antilhas, os frutos, frescos, agem 
contra a disenteria.
    Amêndoa: Amêndoa amarga é antiespasmódica. A doce é laxativa, purgativa e 
antiinflamatória.
    Abacate: Beneficia as artérias. Reduz o colesterol, dilata os vasos 
sangüíneos.
    Sua principal gordura, o ácido oléico monoinsaturado (concentrado também no 
azeite de oliva) age como antioxidante, bloqueando a toxidade do colesterol LDL, 
que destrói as artérias. Uma das maiores fontes de glutatinona, um poderoso 
antioxidante, que comprovadamente bloqueia trinta agentes cancerígenos 
diferentes e a proliferação do vírus da AIDS em experimentos em tubo de ensaio. 
É vaso dilatador.
    Abacaxi: Suprime as inflamações. Tanto a fruta, quanto um de seus principais 
constituintes, uma enzima antibacteriana chamada bromeliam, são 
antiinflamatórios. O abacaxi ajuda a digestão, ajuda a dissolver coágulos 
sangüíneos e é bom para prevenir a osteoporose e as fraturas ósseas devido ao 
seu alto teor de manganês. É também antibacteriano, antiviral e um tanto 
estrogênico. Emprega-se o suco da fruta madura na hiperacidez do estômago é nas 
afecções pulmonares. Contém substâncias anti-sépticas; nas inflamações da boca e 
garganta, sob a forma de gargarejos. Recupera a voz dos afônicos. A bromelina, 
enzima encontrada no abacaxi, fracciona as grandes proteínas dos alimentos, 
acelerando sua digestão.
    Abóbora-moranga: Altíssimo teor de betacaroteno, o antioxidante com 
reputação de ajudar inúmeros problemas de saúde, incluindo ataques cardíacos, 
câncer e catarata. A semente é utilizada para hipertrofia da próstata e para 
verminose. Em 100 g de semente contém 1064 mg de fósforo.
    Alfafa: Rica em nutrientes e clorofila. Alcaliniza e desintoxica o corpo, 
principalmente o fígado. Boa para todos os problemas do cólon, anemia, 
hemorragia, diabetes, úlceras e artrites. Promove o funcionamento da glândula 
pituitária. Contém um agente antifúngico.
    Depoimento: após incluir na dieta durante quatro semanas nunca mais senti 
dores de artrite, sofria desde os 11 anos de idade quando tive febre reumática, 
tenho hoje 62 anos. Durante 49 anos senti dores todos os dias, inclui banana, 
nozes pecan, germe de trigo, levedo de cerveja e alfafa.
    Nos EUA, a alfafa é encontrada em comprimidos e cápsulas.
    Aipo:Tradicional remédio vietnamita para pressão alta. Os compostos do aipo 
reduzem a pressão arterial em animais. Dose comparável para seres humanos: dois 
a quatro talos por dia. Possui um efeito diurético brando, que desintoxicam. A 
ingestão do aipo antes ou após exercícios físicos vigorosos pode induzir reações 
alérgicas brandas a sérias em algumas pessoas.
    Aveia: Algumas xícaras de farelo de aveia ou três xícaras de farinha de 
aveia por dia podem diminuir em 10% ou mais o colesterol, dependendo das 
respostas individuais. A aveia ajuda a estabilizar o açúcar no sangue, tem 
atividade estrogênica e antioxidante. Contém também compostos psicoativos 
capazes de combater o vício da nicotina e tem poderes antidepressivos. Em altas 
doses, pode causar gases, inchação abdominal e dor em algumas pessoas. A aveia, 
como outros cereais, pode causar intolerâncias alimentares em pessoas 
suscetíveis, causando doenças intestinais crônicas.
    Banana e banana-da-terra: Acalmam o estômago. Boas para dispepsia 
(desconforto abdominal). Fortalecem a parede do estômago contra ácidos e 
úlceras. Têm atividade antibiótica.
    Batata: Contém inibidores da protease anticancerígenos. Alto teor de 
potássio, ajudando, assim a prevenir a pressão alta e os derrames, Alguma 
atividade estrogênica. Contém propriedades relaxante muscular, resolutivo, 
vulnerário, remineralizante, hipocolesterolemiante. O bioquímico americano 
Cristhian Dugal descobriu que a batata tem capacidade protetora contra úlceras 
gastroduodenais. O suco fresco da batata é muito eficaz contra a azia. A batata 
tem aplicação nas seguintes afecções: afta, amigdalite, acidose, debilidade dos 
nervos, derranjos intestinais, icterícia e uremia.
    Batata-doce: Excelente fonte do antioxidante betacaroteno associado à 
prevenção de doenças cardíacas, catarata, derrame e diversos cânceres. Meia 
xícara de purê de batata-doce contém cerca de 14 miligramas de betacaroteno, ou 
cerca de 23.000 unidades internacionais (Uis), segundo cálculos do Departamento 
de Agricultura.
    Beringela: Substâncias chamadas glicoalcalóides, presentes na beringela, 
transformadas em creme medicinal, têm sido usadas para o tratamento de câncer de 
pele, como carcinoma celular basal, segundo pesquisadores australianos. Além 
disso, a ingestão de beringela pode diminuir o nível de colesterol no sangue. A 
beringela possui propriedades antibacterianas e diuréticas.
    Beterraba: Combate a anemia segundo o Dr. Fritz Keitel da Alemanha, aumenta 
a resistência do corpo, age como restauradora do sangue, aumentando os glóbulos 
vermelhos, fortalecendo a medula dos ossos, onde esses são fabricados. Auxilia 
na prevenção e na progressão de reumatismos provenientes de ácidos, nas 
artroses, artrite reumatóide e gota, normalizador das funções da visícula e 
bexiga. Contém micronutrientes que protege o útero e os ovários.
    Brócolis: Contém antioxidantes fortes e conhecidos, inclusive quercetina, 
glutationa, betacaroteno, indóis, vitamina C, luteína, glucarato, sulforafane. 
Possuí atividade anticancerígena contra o câncer de pulmão, cólon e mama. 
Acelera a eliminação de estrogênio do organismo, ajudando a suprimir o câncer de 
mama. Rico em fibras, que reduzem o colesterol. Possui atividade antiviral e 
antiulcerativa. Excelente fonte de cromo, que ajuda a regular a insulina e o 
açúcar no sangue.
    Cebola: (incluindo cebolinha-verde e alho-poró). Um dos remédios mais 
antigos da civilização, conhecida na antiga Mesopotâmia. Um antioxidante forte. 
Repleta de diversos agentes anticancerígenos. Bloqueia drasticamente o câncer 
nos animais. A cebola é a fonte mais rica de quercetina, um potente 
antioxidante. Associada à inibição do câncer de estômago nos seres humanos. 
Afina o sangue, diminui o colesterol, aumenta o colesterol HDL bom, afasta 
coágulos sangüíneos, combate a asma, a bronquite crônica, a febre do feno, 
diabetes, arteriosclerose e infecções. Antiinflamatória, antibiótica, antiviral; 
acredita-se que tenha diversos poderes anticancerígenos. A quercetina também é 
um sedativo. A cebola agrava a azia, pode provocar gases. 
    Cenoura: Excelente fonte de betacaroteno, um poderoso antioxidante 
anticancerígeno, que protege as artérias, aumenta a imunidade e combate 
infecções, com amplos poderes protetores. Uma cenoura por dia diminui em 68% os 
índices de derrames em mulheres. O teor de betacaroteno numa cenoura média 
diminui pela metade o risco de câncer de pulmão, entre ex-fumantes e reduz as 
chances de doenças dos olhos - catarata e degeneração macular-, bem como a dor 
no peito (angina). A fibra solúvel da cenoura diminui o colesterol no sangue, 
promove o equilíbrio.
    O cozimento não destrói o betacaroteno; na verdade, o leve cozimento pode 
facilitar sua absorção pelo corpo.
    Cevada: Há muito conhecida como "remédio do coração" no Oriente Médio. Reduz 
o colesterol. Tem atividade antiviral e anticancerígena. Contém antioxidantes 
poderosos, inclusive tocotrienos.
    Chicória: Os chás e extratos estimulam o intestino e fazem bem para o 
estômago. O suco da raiz (quatro colheradas por dia) ajuda o fígado, age contra 
hemorróidas e combate o catarro. O decocto frio das flores, j aplicado sobre as 
pálpebras em compressa, é bom para desinflamar os olhos.
    Couve-flor: Membro da famosa família dos crucíferos, compostos 
anticancerígenos e reguladores hormonais de seus primos, o brócolis e o repolho. 
Acredita-se que ajude a evitar especificadamente o câncer de cólon e de mama. 
OBS.: O cozimento prolongado destrói parte de sua atividade farmacológica. Comê-
la crua, ligeiramente cozida.
    Couve: Rica em compostos antioxidantes e anticancerígenos. Tem mais 
betacaroteno do que o espinafre e duas vezes mais luteína. A couve é dotada de 
indóis anticancerígenos que ajudam a regular o estrogênio e combater o câncer de 
cólon. É excelente na prevenção do câncer e um ótimo vegetal para o combate de 
todos de todos os tipos de doenças.
    Cravo: Usado para acabar com a dor de dente e como antiinflamatório contra 
doenças reumáticas. Possui efeitos anticoagulantes (contra a agregação de 
plaquetas) e seu principal ingrediente, o eugenol, é antiflamatório.
    Dolomita: Tem sido usada por muitos anos como remédio nos EUA por pessoas 
que sofrem sérias fraturas e complicações ósseas. No entanto estudos revelam que 
uso como complemento alimentar é quase um dever se estivermos interessados em 
ter boa saúde e um bom desempenho em atividades físicas como musculação, 
aeróbica, ginástica olímpica, ciclismo, natação, etc.
    A recomendação diária mais recente quanto ao cálcio e magnésio é: Magnésio- 
homens: 350 mg, mulheres: 300 mg, crianças: 350 mg à 400 mg. Cálcio-adultos: 360 
mg à 540 mg,crianças: 800 mg à 1200 mg, lactantes: l200 mg.
    Estimula a circulação e absorve as toxinas. Recomendada nos casos de: 
inflamações internas, dores reumáticas, inflamação do aparelho digestivo, 
intoxicação por alimento, febre alta, feridas supurantes, fraturas, contusões, 
picadas de insetos, hematomas com dor e inchaço, tratamento de beleza da pele, 
usada em forma de máscara facial. Carbonato duplo de cálcio e magnésio de origem 
natural.
    Contribuí na regularização do cálcio, formação de ossos, unhas e dentes 
fortes: regularização dos níveis de colesterol e normalização da pressão. 
Previne contra a osteoporose, alivia dores de dente, dores menstruais e corta 
cãibras. É tranqüilizante natural e fortalece o coração.
    Modo de usar: Adultos - 1 colher de sopa do pó, dissolvido no suco, ou tomar 
2 vezes ao dia. Crianças-Metade da dose.
    Espinafre: É o alimento mais consumido entre as pessoas que não têm câncer.  
Uma excelente fonte de antioxidantes e antagonistas do câncer, contendo cerca de 
quatro vezes mais betacaroteno e três vezes mais luteína do que o brócolis, por 
exemplo. Rico em fibras que ajudam a diminuir o colesterol. Extremamente rico em 
oxalato; portanto, não é recomendado de seus antioxidantes. Comê-lo cru ou 
ligeiramente cozido.
    Feijão: (leguminosas, incluindo feijão branco, preto, roxo, pinto e 
lentilha). Poderoso remédio para reduzir o colesterol. Meia xícara de feijão 
cozido por dia diminui o colesterol uma média de 10%. Regula os níveis de açúcar 
no sangue. Excelente alimento para diabéticos. Associado a baixos índices de 
determinados cânceres. Alto teor de fibras. Um dos principais produtores de 
gases intestinais na maioria das pessoas.
    Figo: Usado na medicina popular para combater o câncer. Tanto o extrato de 
figo, quando o composto benzaldeide tem ajudado a regredir tumores em seres 
humanos, de acordo com testes japoneses. Possui também poderes laxativos, 
antiulcerativos, antibacterianos e antiparasíticos. Causa dor de cabeça em 
algumas pessoas. Tem efeito tônico, limpa as vias respiratórias, ótimo para os 
pulmões.
    Gengibre: Usado durante séculos na Ásia para o tratamento de náusea, vômito, 
dor de cabeça, congestão do peito, cólera, gripe, diarréia, dor de estômago, 
reumatismo e doenças nervosas. O gengibre é comprovadamente um remédio contra 
náusea e enjôo de movimento equivalente ou melhor do que drogas como dramamine. 
Ajuda a afastar e prevenir enxaquecas e osteoartrite. Alivia os sintomas da 
artrite reumatóide. Age como agente antitrombólico e antiinflamatório nos seres 
humanos; - em testes em tubos de ensaio, age como antibiótico (mata salmonella e 
staphyloccocus) e agente antiulcerativo em animais. Além disso, tem atividade 
antidepressiva, antidiarréia e forte atividade antioxidante. É excelente no 
combate ao câncer.
    Kiwi: Comumente receitado na medicina chinesa tradicional para o tratamento 
do câncer de estômago e da mama. Alto teor de vitamina C, que combate diversas 
doenças.
    Laranja: Um conjunto completo de todos os tipos de inibidores do câncer 
naturais conhecidos - carotenóides, terpeno e flavonóides. Rica também em 
vitamina C e em betacaroteno, antioxidantes. Especificamente associada a baixos 
índices de câncer de pâncreas. O suco de laranja protegeu o esperma de ratos de 
danos radioativos. Devido ao seu teor de vitamina C, a laranja pode ajudar a 
evitar crises de asma, bronquite, câncer de mama, câncer de estômago, 
arteriosclerose, gengivite, e aumentar a fertilidade e o esperma saudável em 
alguns homens. A laranja e seu suco podem agravar a azia, alcalinizam o sangue, 
ativam o intestino.
    Lecitina de soja: A soja é a fonte mais rica de lecitina. Constitui-se de 
ácidos graxos, triglicérides, fósforo, inositol e colina. É utilizada pelo 
organismo para construir grande parte dos tecidos nervosos e cerebrais. A 
lecitina compõe cerca de 1/5 de nossos nervos e 1/3 de nosso cérebro. No sistema 
nervoso, a lecitina é usada para produzir eletricidade. A lecitina corrige as 
principais causas das doenças do coração, derrames, arteriosclerose, pois ela é 
uma gordura que dissolve outras gorduras no organismo. Ela também dissolve e 
controla o colesterol, ajuda a conservar a beleza da pele, auxilia o corpo a 
queimar as gorduras. É ótimo tônico nervoso, previne o acúmulo de gorduras no 
organismo, arteriosclerose, cirrose hepática, varizes, fortalece a memória, 
impede a formação de cálculos biliares, artrite, reumatismo. A lecitina de soja 
ajuda na formação e manutenção das membranas celulares e das partículas 
subcelulares, contribuindo assim para o envelhecimento precoce do nosso 
organismo. No livro Secretis of Health and Beauty, está citado o caso de um 
homem que sofria de Miasthenia Gravis cujo tremor das mãos desapareceu dentro de 
seis semanas com o tratamento de lecitina líquida. Outro caso em que a pessoa 
estava em cadeira de rodas, dois meses depois do tratamento já erguia os braços 
e hoje já joga golfe. Dosagem que usaram 1 colher de chá de manhã outra a noite.
    Modo de usar: l à 2 cápsulas, 3 vezes ao dia, 30 minutos antes das 
refeições. É encontrada em forma de pasta ou cápsulas. É preferível usar sob a 
forma de cápsulas.
    Levedo de cerveja: É um suplemento alimentar muito rico, pois nele se 
encontram cerca de 17 vitaminas, 16 aminoácidos e 18 sais minerais. É A maior 
fonte natural de vitaminas do complexo B.
    Uso Terapêutico: ajuda a regularizar as funções intestinais, ajuda o fígado 
no trabalho de desintoxicação do organismo, protege a flora intestinal, anemia, 
fadiga, reumatismo, artrite, gota, neurites, furunculose, celulite, obesidade, 
arteriosclerose, nevralgias, resfriados.E Tônico para os nervos, aumenta a 
resistência física, embeleza a pele e tem ação antiinfecciosa e desintoxicante.  
Ajuda no bom funcionamento das glândulas endócrinas sexuais (transtornos 
hormonais). É indicado como suplemento de vitaminas do complexo B, na infância, 
gravidez, lactação e estresse.
    Modo de usar: Adultos: em pó: 1 colher de sobremesa, dissolvido no suco 1 a 
2 vezes ao dia. Comprimido: l à 5 comprimidos, 3 vezes ao dia, após às 
refeições.
    Limão: O suco previne tosses, amigdalites, febres, catarros, inflamações, 
desarranjos intestinais. A infusão da casca do fruto tem o mesmo efeito. 
Experiências do doutor Vignes, tratando mais de 600 doentes com reumatismo de 
vários tipos, demonstraram que um pequeno copo de sumo de limão, tomado nos 
intervalos dos acessos reumáticos, alivia as dores. O médico francês Savignac 
diz que "o limão é útil para dissolver os cálculos; em virtude da ação do ácido 
cítrico sobre os cálculos urinários, com base de cal e magnésio". O xarope de 
sumo de limão e mel. Tomando quente, segundo o doutor Savignac, acalma os 
acessos de asma. O doutor Le Gendre indica o limão nas amigdalites, alterações 
do sistema nervoso e enxaquecas. Afirma Le Gendre que na nevralgia a limonada 
age com proveito.
    O doutor Gladorov curou doentes de hemorróidas internas administrando, de 
duas em duas horas, algumas colheradas de sumo de limão.
    Linhaça: Em cada 1008 de linhaça contém: 35 g de óleo, 26 g de proteínas, 14 
g de fibras, 12 g de mucilagens, 9 g de água, 0,7 g de potássio, 0,7 g de 
fósforo, 0,3 g de magnésio, 0,2 g de cálcio, 0,2 g de enxofre. O ácido 
linolênico presente em suas sementes pode regularizar os níveis de colesterol, 
ajuda a controlar o açúcar do sangue, diminui inflamações e promove a renovação 
celular. E um dos alimentos mais ricos em omega - 3 existentes na natureza. 
Cerca de 60% do óleo da linhaça é composto de omega - 3, o ácido graxo que evita 
obstruções nas artérias, contra 30% do óleo de salmão. Cientistas da 
universidade Monash, na Austrália, provaram que complementar a dieta com a 
farinha da linhaça evita os sintomas da menopausa, tumores de mama e de ovário. 
Salpicar saladas com as sementes inteiras resolve ainda a prisão de ventre.
    Maçã: Reduz o colesterol, contém agentes anticancerígenos. Possui atividade 
antibacteriana, antiviral, antiinflamatória e estrogênica branda. Alto teor de 
fibras, ajuda a evitar a constipação, diminui o apetite. Seu suco pode causar 
diarréia em crianças. Ativa o fígado e dissolve o ácido úrico. O Dr. Huchard 
recomenda a maçã sob forma de sumo nos casos de inflamação da garganta, cálculos 
biliares e nefrite. O Dr. Jagic, médico vinense, conseguiu resolver casos de 
doenças do coração e dos vasos sangüíneos com uma dieta em que o paciente 
ingeria, quase que exclusivamente, maçãs. O neurólogo George Reis resolveu 
empregar a maçã nas enfermidades do sistema nervoso central. Sendo abruta mais 
rica em fosfato e lecitinas vegetais, a maçã é considerada excelente alimento do 
cérebro. O Dr. Leclerc diz que "uma ração de 200 g de maçã, consumida no 
desjejum, é anti-reumática". É considerada eliminadora de ácidos.
    Uma sobremesa de maçãs previne a prisão de ventre. O ácido málico, os 
fermentos, o tanino e a pectina que contém esta fruta, colaboram para isso. 
Consumida em forma de purê, a polpa da maçã alivia as palpitações do coração, 
atuando como vaso dilatadora e prevenindo conseqüências mais sérias.
    Mel: Fortes propriedades antibióticas. Possui propriedades sedativas e 
tranqüilizantes de indução do sono. Cuidado: não dê mel a bebês com menos de um 
ano; existe perigo de botulismo potencialmente mortal.
    Melado de cana-de-açúcar: Indicado para prevenir e curar: artrite, 
furúnculos, eczemas, dermatites, psoríase, pressão alta, angina pectoral, 
coração fraco, anemia, dores na bexiga, dificuldades para urinar, problemas na 
vesícula e de nervos, menopausa, derrame, varizes, câncer, prisão de ventre, 
colite, antes e após cirurgias. Alimento rico em potássio, cuja ausência pode 
desacelerar, as contrações musculares. O potássio é essencial a contração de 
todos os músculos.
    Modo de usar: Adultos: 1 colher de sopa de melado de cana em 1/2 copo e de 
água quente, dissolver o melado na água quente, acrescentar 2l3 de água fria. 
Beber morno e aos goles. Uma ou duas vezes ao dia, antes, durante ou após as 
refeições. Crianças: metade da dose.
    Melancia: Altas quantidades de licopeno e glutationa, compostos 
antioxidantes e anticancerígenos. Possui também atividade antibacteriana e 
anticoagulante branda.
    Melão: Possui atividade anticoagulante (afina o sangue). O melão amarelo 
contém o antioxidante betacaroteno. É laxativo.
    Morango: Atividade antiviral e anticancerígena. Freqüentemente ingerido por 
pessoas com menor propensão ao desenvolvimento de todos os tipos de câncer. É 
diurético e dissolve o ácido úrico.
    Nabo: A raiz tem propriedades tônicas e faz bem para os pulmões. Cozida, é 
boa para curar frieiras e feridas na pele. O caldo ajuda a combater inflamações 
intestinais e, como base de xarope, é indicado contra a tosse simples, a 
coqueluxe e a bronquite.
    Nozes: Propriedades anticancerígenas e protetoras do coração. Um alimento-
chave entre os adventistas do sétimo dia, conhecidos pelos seus baixos índices 
de doenças cardíacas. As nozes e amêndoas ajudam a diminuir o colesterol, contêm 
altas concentrações de ácido oléico e de gordura monoinsaturada, semelhante às 
encontradas no azeite de oliva, que comprovadamente protege as artérias de 
danos. As nozes têm alto teor da vitamina E, antioxidante, protege contra dor no 
peito e danos arteriais. A castanha-do-pará é rica em salênio, um antioxidante 
associado a índices mais baixos de doenças cardíacas e câncer. As nozes contêm 
ácido elágico, antioxidante e anticancerígeno, são ricas no óleo tipo Omega - 3. 
As nozes, inclusive o amendoim, são bons reguladores da insulina e do açúcar no 
sangue. O amendoim também é estrogênico.
    Pimenta: Aumenta a agilidade do sistema de dissolução de coágulos 
sangüíneos, abre seios da face e as passagens de ar, dissolve o muco nos 
pulmões, age como expectorante e descongestionante, ajuda a prevenir a 
bronquite, enfisema e úlceras gástricas. A capsaicina é um poderoso analgésico, 
aliviando a dor de cabeça quando inalado e a dor nas articulações quando 
injetado. Possui alto teor de aspirina natural. Atividade antibacteriana e 
antioxidante. O acréscimo de molho de pimenta aos alimentos também acelera o 
metabolismo, queimando calorias. Ao contrario da crença popular, a pimenta 
picante não danifica as paredes do estômago nem provoca úlceras.
    Pimentão-doce: Altíssimo teor de vitamina C, um antioxidante. Um excelente 
alimento no combate a gripes, asma, bronquite, infecções respiratórias, 
catarata, degeneração macular, angina, arteriosclerose e câncer.
    Repolho: Venerado em Roma antiga como cura do câncer. Recomendado contra 
anemia e desnutrição. O chá das folhas faz bem para o estômago. As folhas, 
trituradas ou mesmo inteiras, dão boas cataplasmas contra feridas, inflamações, 
hemorróidas e reumatismo. O suco, friccionado duas vezes por dia no couro 
cabeludo, estimula o crescimento de cabelo. Contém compostos anticancerígenos e 
antioxidantes. Acelera o metabolismo do estrogênio; acredita-se que ajuda a 
deter o câncer de mama e a suprir o crescimento de pólipos, um prelúdio para o 
câncer de cólon. Em estudos, a ingestão de repolho mais de uma vez por semana 
diminui em 66% as chances de câncer de cólon nos homens. Uma quantidade tão 
pequena quanto duas colheres de sopa diárias de repolho ajuda a curar úlceras 
nos seres humanos. Possui poderes antibacterianos e antivirais.
    Pode causar flatulência em algumas pessoas. O chucrute (rico em tiamina) 
pode ajudar a causar enxaqueca. O Dr. Norman Walker recomenda o suco para 
estimular as contrações peristálticas do intestino, na prevenção da prisão de 
ventre, e para reduzir a acidez estomacal. O Dr. Teófilo Ochoa destaca as muitas 
utilidades do repolho na terapêutica vegetal: anemia, cálculos biliares, 
cistite, cólicas, dermatite, diabetes, afecção do intestino, osteoporose, 
nefrite, icterícia, queimaduras, raquitismo e tuberculose.
    Salsa: O decocto da raiz é diurético e elimina gases do estômago e do 
intestino. O suco, com leite quente e mel, tomando em jejum, alivia a asma, os 
catarros pulmonares e a rouquidão. Aplicados em gotas, o suco alivia dor de 
ouvido. O decocto das folhas cura disenterias. As folhas, em cataplasma, são 
antiinflamatórias. Anticancerígena devido às altas concentrações de 
antioxidantes como monoterpenos, fitalidos, poliacetilenos. Pode ajudar a 
desintoxicar carcinógenos e neutralizar determinados agentes cancerígenos na 
fumaça do tabaco. Possui também atividade diurética.
    Semente de feno-grego:Condimento comum no Oriente Médio que pode ser 
encontrado em muitos supermercados norte-americanos. Possui poderes 
antidiabéticos. Ajuda a controlar altas de açúcar e insulina no sangue. 
Antidiarréico, antiulcerativo, antidiabético, anticancerígeno, tende a diminuir 
a pressão arterial, ajuda a prevenir os gases intestinais. O feno- grego era o 
principal ingrediente, além do álcool, do composto vegetal Lydia E. Pinkham, um 
remédio para "queixas femininas" que surgiu no mercado norte-americano em 1875.
    Soja: Repleta de atividade farmacológica. Rica em hormônios, aumenta os 
níveis de estrogênio em mulheres na menopausa. Possui atividade anticancerígena 
e acredita-se que combate especialmente o câncer de mama, possivelmente um dos 
motivos pelos quais os índices de câncer de mama e de próstata são baixos entre 
os japoneses. A soja é a fonte mais rica de potentes inibidores da protease, 
agente anticancerígenos e antivirais. Em animais, a soja parece deter e ajudar a 
dissolver cálculos renais.
    Tâmara: Rica em aspirina natural. Possui efeito laxativo. As frutas secas, 
estão associadas a baixos índices de cânceres, principalmente câncer de 
pâncreas. Contém compostos que podem causar dor de cabeça em indivíduos 
suscetíveis.
    Tomate: Fonte de licopeno, um agente antioxidante e anticancerígeno que 
intervém nas reações em cadeia das moléculas de radicais livres. O tomate está 
associado, a menores índices de câncer de pâncreas e câncer cervical e próstata. 
Protege o organismo de infecções por bactérias e perturbações digestivas e 
pulmonares.
    É benéfico para a atividade cerebral. Em cataplasma ou cru, em rodelas, age 
como desinflamatório. Rodelas cruas também aliviam queimaduras do sol. O suco, 
mesmo cozido, Combate a caspa e a queda de cabelo. O suco de tomate verde, em 
gargarejos, age contra inflamações da garganta.
    Trigo: O trigo integral, rico em fibras, e particularmente o farelo de 
trigo, ocupam um dos primeiros lugares como preventivos da costipação. O farelo 
é um forte anticancerígeno. Em seres humanos, o farelo de trigo suprime pólipos 
que podem se transformar em câncer de cólon. Nas mulheres, o farelo de trigo 
parece combater o câncer de mama diminuindo o estoque de estrogênio. Combate 
também os parasitas. O trigo é uma das maiores causas de intolerâncias e 
alergias alimentares, resultando em sintomas de artrite reumatóide, síndrome do 
cólon irritável e doenças neurológicas
    Uva: Rico depósito de antioxidantes e anticancerígenos. A uva vermelha (mas 
não a branca, nem a verde) possui alto teor de antioxidante quercetina. A casca 
da uva contém resveratrol, que inibe o agrupamento de plaquetas (e, 
conseqüentemente, a formação de coágulos sangüíneos) e aumenta o colesterol HDL, 
bom. A uva verde tem poderes antibacterianos e antivirais em tubos de ensaio. O 
óleo da semente da uva também aumenta o colesterol HDL, bom.
    Vinagre de - maçã: uso terapêutico: colesterol, triglicerídeos, artrite, 
reumatismo, dores musculares, fadiga, pressão alta, dor de cabeça, dor de 
garganta, queda de cabelos, para emagrecer, doenças da pele, circulação, 
elasticidade dos tecidos, caspa, seborréia, varizes, queimaduras, doenças dos 
dentes e das gengivas, antibiótico, cãibras, pedra nos rins e vesícula, 
inflamação dos rins, bexiga, esterilidade, evita aborto e facilita a digestão.
    O vinagre de maçã e o potássio: O Dr. D. C. Jarvis em seu livro "agarre a 
sua saúde e não largue mais" escreve sobre a Medicina Popular do Vermont-Estado 
Norte Americano em 5 de dezembro de 1957, faz revelações maravilhosas sobre o 
uso do vinagre de maçã, pág. 49-77. Descreve: O potássio é o mineral chave mais 
importante. E tão essencial à vida que sem ele não haveria vida. O minério de 
potássio não é encontrado puro ou isolado, está sempre combinado a um ácido e é 
necessário para o crescimento. Sua necessidade é mais acentuada na infância, 
para construir os tecidos orgânicos e se prolonga por toda a vida, não há 
substituto pára ele.
    Os minerais que deveram estar presentes nos alimentos diários são 
necessários para assimilação dos alimentos pelo protoplasma das plantas, dos 
animais e das pessoas. O protoplasma é material vitalizante, controlador do 
crescimento, mantedor da saúde e da vida, não só das células vegetais, animais e 
humanas.
    Dr. D. C. Jarvis, Sugere na carência de ácido clorídrico, o uso do vinagre 
de maçã misturado a água e tomado aos goles durante ou entre as refeições, 
contribui para absorver o cálcio.
    O vinagre ajuda a digestão, baixa o colesterol, obtém um pele mais sedosa, 
alivia as cãibras noturnas das pernas, revigora os músculos cansados. Acalma 
erupções cutâneas e manchas de pele e as micoses, destroi os micróbios dos 
alimentos, reduz a hipertensão.

    VOCÊ SABE O QUE ESTÁ COMENDO?

    As gorduras abastecem a produção de colesterol. Nem toda gordura é ruim. 
Algumas gorduras, denominadas ácidos graxos essenciais, ajudam a defender o 
organismo contra as doenças.
    As gorduras saturadas, o tipo vindo dos alimentos de origem animal, foram 
condenadas mundialmente por serem prejudiciais à saúde. O organismo usa as 
gorduras saturadas para produzir colesterol. Quanto mais gordura desse tipo se 
consume, mais alto será o nível de colesterol.
    As gorduras favorecem as doenças cardíacas. Como aumenta os níveis de LDL e 
do colesterol total, a ingestão excessiva de gordura também aumenta o risco de 
doenças cardíacas. O LDL é a substância que adere às paredes arteriais, 
obstruindo-as e enrijecendo-as.
    As gorduras alimentam o câncer. Os alimentos de origem animal são ricos em 
gorduras, e uma dieta rica em gordura causa o câncer. As pessoas que consomem 
esses alimentos diariamente durante muitos anos têm taxas altas de câncer de 
mama, estômago, pâncreas, bexiga, próstata, ovário e útero. Uma dieta pobre em 
gorduras, por outro lado, reduz radicalmente o risco desses tipos de câncer.
    - Mulheres que comem carne todos os dias estão quase quatro vezes mais 
predispostas a desenvolver câncer de mama do que as mulheres que comem carne 
menos de uma vez por semana.
    - Mulheres que comem manteiga ou queijo estão três vezes mais predispostas a 
desenvolver câncer de mama do que as mulheres que ingerem esses alimentos menos 
de uma vez por semana.
    - Mulheres que comem ovos todos os dias estão três vez mais predispostas a 
desenvolver câncer de mama do que as mulheres que comem ovos menos de uma vez 
por semana.
    - Mulheres que comem ovos três ou mais vezes por semana são três vezes mais 
propensas a morrer de câncer de ovário do que as mulheres que comem ovos menos 
de uma vez por semana.
    - Homens que se alimentam de carne, leite, queijo ou ovos todos os dias 
estão 3/2 vezes mais predispostos a morrer de câncer de próstata do que homens 
que raramente ingerem esses alimentos ou que os evitam por completo.
    A proteína destrói os ossos: Entre os problemas de saúde mais sérios 
relacionados com uma alta ingestão de proteína está a osteoporose, uma doença 
que enfraquece os ossos e que afeta dez milhões de pessoas - sobre todo 
mulheres- somente nos Estados Unidos.
    Quando se ingere muita proteína, o excesso é transformado pelas enzimas 
digestivas nos seus componentes, denominados aminoácidos. Cada molécula de um 
aminoácido deve ser neutralizada antes de ser expelida pelos rins. O organismo 
apela para o cálcio para realizar o trabalho. Mas o cálcio é eliminado pela 
urina, juntamente com os aminoácidos. Esse processo acaba com o suprimento de 
cálcio da corrente sanguínea , de modo que o organismo precisa drenar os 
estoques existentes nos ossos.
    Os cientistas da área médica chamam essa condição de hipercalciúria induzida 
por proteína. Para os leigos, significa que uma grande quantidade de cálcio, um 
mínimo valioso, está sendo jogada fora na urina pelo excesso de proteínas 
desnecessárias.
    A proteína sobrecarrega os rins. A ingestão excessiva de proteínas está 
ligada a outra doença de proporções epidêmicas: a falência renal crônica.
    Os pesticidas aumentam o risco de câncer. Os pesticidas são carcinógenos. 
Aumentam direta e radicalmente as chances de uma pessoa desenvolver um câncer 
durante a vida.
    Os pesticidas contaminam o leite materno. Esse talvez seja o sinal mais 
assustador da permanência dos pesticidas. Nos Estados Unidos, 99% do leite 
materno contêm níveis de DDT acima dos limites estabelecidos pela Agência de 
Proteção Ambiental (EPA), bastante conservadores. Mães que comem carne têm seu 
leite 35 vezes mais contaminado do que as mães vegetarianas. Isso significa que 
praticamente todos os bebês amamentados por mães que comem carne estão sendo 
expostos a níveis de DDT que a EPA julgou prejudiciais aos adultos. Geralmente 
se reconhece que os órgãos em desenvolvimento do bebê são muito mais sensíveis 
aos efeitos nocivos dessas substâncias químicas do que os órgãos do adulto.
    As proteínas vegetais tratam o organismo. Melhor do que as proteínas 
animais. Enquanto as proteínas animais elevam o colesterol, as proteínas 
vegetais - especialmente a da soja - comprovadamente reduzem o colesterol. Na 
verdade, o serviço nacional de saúde da Itália fornece gratuitamente a proteína 
da soja aos médicos para o tratamento de pacientes com colesterol elevado.
    Com exceção da soja, nenhum outro alimento de origem vegetal fornece 
proteína completa.
    Para evitar deficiências, você precisará consumir alimentos de origem 
vegetal em combinações que forneçam todos os aminoácidos necessários.

    ADITIVOS NOS ALIMENTOS
    Praticamente todos os alimentos embalados e vendidos em supermercados contêm 
aditivos. Alguns desses alimentos têm vários ingredientes artificiais - tais 
como emulsificantes, conservantes e estabilizantes.
    Certamente, o setor de alimentos faz uma enorme economia ao aumentar a 
durabilidade do alimento. Mas o consumidor paga um preço alto em termos de saúde 
e de longevidade.
    Só nos Estados Unidos a FDA aprovou mais de 3.000 tipos de aditivos para uso 
em alimentos. A grande maioria desses compostos tem propriedades que corroem a 
saúde e encurtam a vida.
    Destacamos a seguir os mais utilizados e o que eles podem causar a nossa 
saúde:
    ALUMÍNIO: usado para evitar o endurecimento em misturas para bolos, fermento 
em pó, sal e semelhantes.(A maioria dos antiácidos e dos desodorantes também 
contém alumínio.) O aditivo foi apontado como fator causador da doença de 
Alzheimer.
    No Brasil, foram testadas em universidades embalagens revestidas de 
alumínio, revelando teor 100 vezes maior desse metal no conteúdo; latas de 
refrigerantes e cervejas, com 600 vezes mais alumínio; e alimentos preparados em 
panelas de alumínio, que tinham 1.700 vezes o valor permitido. Veja Medicina 
holística - a harmonia do ser humano, Ed. Campus, 1998.
    CORANTES ARTIFICIAIS: é o produto que dá o colorido a um alimento. 
    O azul nº 1 danifica os cromossomos no núcleo das células, pode causar 
câncer. Foi proibido na França e na Finlândia.
    O Azul nº 2 esta nos produtos de padaria, balas e refrigerantes, pode causar 
tumores no cérebro. Foi proibido na Noruega.
    O Verde nº 3 apontado como causa de tumores da bexiga.
    O Vermelho nº 3 muitas vezes acrescentado a recheios de tortas, produtos de 
padaria, sorvetes e vários outros alimentos. Estudos relacionaram esse corante 
com danos aos nervos e com câncer de tireóide.
    O Amarelo nº 6 causa tumores nas glândulas supra-renais e nos rins. Foi 
proibido na Noruega e na Suécia.
    ASPARTAME: O adoçante artificial contém fenilalanina, serve como precursor 
para a substância química cerebral norepinefrina.
    Como tal, a fenilalanina pode alterar a química do cérebro e causar mudanças 
no comportamento. Estudos realizados antes de o aspartame obter aprovação da FDA 
o aditivo causou tumores cerebrais e ataques epilépticos em ratos de 
laboratório. Seres humanos relataram uma variedade de sintomas, incluindo dores 
de cabeça, fadiga, prisão de ventre, irregularidades menstruais e depressão.
    ÁCIDO BENZÓICO E BENZOATO DE SÓDIO: Esses conservantes são usados há mais de 
70 anos para inibir o crescimento de microrganismos em sucos de frutas, picles e 
refrigerantes. Em uma pesquisa publicada no periódico médico britânico Lancet, o 
ácido benzóico produziu uma hiperatividade em 79% das crianças que o ingeriram. 
O benzoato de sódio inibiu o desenvolvimento neurológico em ratos de 
laboratório.
    BHA E BHT: bloqueiam o processo, que tornam rançosos os óleos e as gorduras. 
Em estudos realizados com animais, essas substâncias causaram danos ao fígado, 
calvície, anormalidades fetais e retardo no crescimento. Dúvidas sobre a 
segurança do BHA e BHT convenceram as autoridades na Austrália e na Suécia a 
proibirem os aditivos e, no Reino Unido, a restringi-lo rigidamente.
    ÓLEO VEGETAL BROMADO: aparece em alguns refrigerantes em lata, pois evita a 
formação de anéis onde o líquido entra em contato com o ar. Estudos mostram que 
bastariam 85 gramas de uma solução a 2% de óleo vegetal bromado para envenenar 
crianças. O aditivo reduz as defesas imunológicas e esgota a histamina, 
estimulando as reações alérgicas. Alguns fabricantes não especificam a 
substância nos rótulos. Esse óleo bromado é produzido através de um processo 
conhecido como bromação que é semelhante à hidrogenação. A bromação utiliza o 
elemento venenoso bromo.
    PROPIONATO DE CÁLCIO E PROPIONATO DE SÓDIO: atóxico, mas podem causar 
enxaquecas.
    CARRAGENA: Derivado de uma alga marinha, serve como estabilizante e 
espessante. Raramente é mencionada nos rótulos. Em animais de laboratório 
produziu lesões no intestino grosso, além de fezes com sangue e muco.
    FLUORETO: O consumo de água fluoretada é comum para evitar as cáries. O 
fluoreto enfraquece o sistema imunológico, contribui para malformações 
congênitas e rouba vitamina C do organismo.
    GLUTAMATO MONOSSÓDICO (MSG): milhões de quilos são infiltrados nos alimentos 
a cada ano, encontrados nos alimentos embalados, incluindo refeições congeladas, 
legumes e hortaliças congeladas e enlatados.
    Frutos do mar processados, carnes processadas, sopas e misturas para sopas, 
molhos para saladas condimentos e temperos, produtos de padaria e balas. Causa 
dor de cabeça, queimação atrás do pescoço, nos antebraços , aperto no tórax, 
palpitações cardíacas, sudorese, fraqueza. A FDA recomendou mais investigações 
sobre possíveis efeitos desse aditivo no sistema reprodutor humano e na mutação 
das células.
    NITRATOS E NITRITOS: Adicionados aos bacon, carne em salmoura, presunto, 
cachorro quente, frios e salsicha. Evitam o crescimento de bactérias e confere à 
carne a cor rosada. Esses aditivos transformam-se em agentes causadores do 
câncer chamados nitrosaminas.
    ÁCIDO FOSFÓRICO: Agente aromatizante e acidulante que causa sérios problemas 
à saúde. No organismo o ácido fosfórico se liga ao magnésio removendo-o. A 
deficiência de magnésio é um fator de risco para hipertensão arterial e doenças 
cardíacas. Além disso dissolve o alumínio das latas de refrigerante. Está 
presente nos refrigerantes, produtos de padaria, cereais industrializados, 
queijos e leite em pó.
    SACARINA: Numerosos estudos com animais mostraram que esse adoçante é um 
potente cancerígeno. Muitos especialistas em nutrição questionam a segurança da 
sacarina. Esta presente nos alimentos "diet".
    SULFITOS: Bissulfito de potássio, metabissulfito de potásio e bissulfito de 
sódio, metabissulfito de sódio, são utilizados como conservantes em sucos de uva  
vinagres e vinhos. Em restaurantes podem ser aplicados em frutas legumes, 
hortaliças, servidos em saladas para evitar descoloração.
    Causam reações alérgicas fatais, incluindo choque anafilático e crises de 
asma. Mesmos não sendo causadores de câncer, estimulam os vírus, bactérias, e 
fungos a se tornarem cancerígenos e destroem a vitamina B1 (tiamina dos 
alimentos).
    Sabemos que a finalidade dos aditivos é aumentar a vida útil dos alimentos.
    Mas ao que percebemos encurtam a nossa vida.
    A única maneira de evitá-los é comei alimentos frescos não processados.
    
    O QUE PODE CONTER NA CARNE QUE VOCÊ COME E NO LEITE
    O uso freqüente de antibióticos na criação de gado e frango tem sérias 
conseqüências para a saúde humana:
 - O aparecimento de cepas de bactérias resistentes aos antibióticos.
 - A menor eficácia dos antibióticos no tratamento de infecções.
 - O maior risco de epidemias provocadas por microrganismos resistentes aos 
antibióticos.
 - Níveis menores de bactéria intestinal benéfica, o que aumenta a  
Susceptibilidade às infecções intestinais (como a gastroenterite aguda com febre 
dor e diarréia).
 - O enfraquecimento do sistema imunológico, o que reduz a resistência às 
infecções e aumenta as reações alérgicas.
    Além dos antibióticos, a carne contém com freqüência uma série de hormônios 
naturais e sintéticos. Esses compostos, que receberam o carimbo de aprovação da 
Food and Drug Administration, são administrados ao gado e a outros tipos de 
rebanhos para que cresçam mais rápido. Por exemplo, o dietilestilbestrol (DES), 
um hormônio esteróide sexual proibido para uso em seres humanos, de acordo com 
informações, produz um ganho de peso de 15 a 19% (a maioria gordura) e aumenta 
em 7 a 10% a eficiência da alimentação (isto é, peso ganho por quilo de 
alimentação) no gado de corte.
    Quando comemos carne que contém resíduos hormonais, afetamos o equilíbrio 
interno do nosso sistema endócrino. O sistema endócrino produz seus próprios 
hormônios para regular diversas funções do organismo, como a taxa metabólica, a 
atividade sexual e reprodutiva, o crescimento e até o humor. Quando o sistema 
está em desequilíbrio, abre caminho para doenças.
    Até mesmo quantidades aparentemente minúsculas de hormônios administrados ao 
gado podem perturbar o sistema endócrino humano.
    Na ração esta sendo acrescentado a uréia, uma substância que emperra ou 
entravam as juntas e ossos dos animais.
    No homem além de causar gota e esporão de calcâneo, aumenta o ácido úrico no 
sangue e causa dores renais.
    Apesar dos riscos comprovados para a saúde humana, os hormônios continuam 
sendo ministrados aos rebanhos. Os cientistas admitem que qualquer quantidade de 
hormônio a mais presente em uma pessoa saudável pode ser a causa do câncer de 
mama, de ovário, do colo do útero e de endométrio nas mulheres.
    Os países da comunidade Econômica Européia, proibiram o uso de todos os 
hormônios esteróides na produção de carne.
    No Brasil apesar da proibição o anabolizante é utilizado no gado.
    Quanto aos frangos que também usam antibióticos, hormônios de crescimento e 
úreia em sua alimentação. Segundo o departamento de Agricultura americano, sua 
carne retém resíduos de todo o lixo tóxico e não tóxico ingerido pela ave ao 
longo da sua vida.
    Diante de toda essas informações sugiro aos leitores evitar esses alimentos.
    "Se eu tivesse de dar às pessoas um único conselho para diminuir o perigo de 
doenças cardíacas, seria: reduza a ingestão de alimentos de origem animal, 
sobretudo a gordura animal, e substitua essas gorduras por carboidratos 
complexos -cereais, feijões, frutas e hortaliças".
    Dr.Ernst Schaefer, Jean Mayer, Centro de Pesquisas sobre Envelhecimento e 
Nutrição do Departamento de Agricultura dos Estados Unidos, Tufts University em 
Boston.
    AÇÚCAR Assume diversas formas. A sacarose, que inclui açúcar mascavo, açúcar 
bruto e açúcar branco, é um dissacarídio (ou seja, duas moléculas de açúcar 
conectadas por uma ligação química) derivado da cana-deaçúcar e de beterraba. As 
enzimas presentes no trato digestivo decompõem a sacarose em pares iguais de 
glicose e frutose. Esses açúcares simples podem ser então absorvidos pela 
corrente sangüínea. Os açúcares mascavo, cristal, bruto e turbinado são 
ligeiramente menos refinados que o açúcar branco.
    A frutose é o açúcar das frutas. Ocorre naturalmente nas frutas, mas também 
pode ser produzido a partir do milho e de outros grãos. O mel é uma combinação 
de tipos de açúcar: frutose, glicose, maltose (um açúcar simples) e sacarose.
    Os alimentos que se diz serem "sem açúcar" muitas vezes contêm sorbitol, 
manitol ou xilitol. Esses álcoois de açúcar que ocorrem naturalmente têm o mesmo 
número de calorias que o açúcar branco. Sua absorção, porém é um pouco mais 
lenta do que a da glicose ou da sacarose. Embora não causem cáries, provocam 
diarréia em algumas pessoas. Bastam 10 gramas de sorbitol, quantidade presente 
em cerca de cinco balas, para causar problemas.
    O açúcar impõe um perigo particularmente sério à saúde das crianças. Como 
consomem grandes quantidades de refrigerantes, cereais matinais e outros doces, 
as crianças não se abastecem das vitaminas e minerais tão necessários ao 
crescimento saudável.




Xuxuxu


    Devido à função do açúcar na desnutrição e à quantidade de açúcar que os 
norte-
americanos consomem, a proliferação de problemas de saúde associados ao consumo 
excessivo de açúcar não deve surpreender. Doenças cardíacas e circulatórias, 
hipertensão 
arterial, câncer, diabetes, obesidade, osteoporose, diverticulose e deficiências 
imunológicas 
são apenas algumas das doenças que atingiram proporções . epidêmicas graças, em 
parte, à 
sobrecarga de açúcar.
    Em experimentos de laboratório, animais alimentados com açúcar morrem bem 
antes dos 
animais alimentados com o mesmo número de calorias em forma de carboidratos 
complexos, 
como grãos integrais e feijões.

    O DOCE AMARGO
    O açúcar com certeza parece inocente. No entanto, pesquisas associaram seu 
consumo 
excessivo a diversas doenças, entre elas: Arterosclerose (enrijecimento e 
obstrução das 
artérias), cálculo renal, câncer, coronariopatia, deficiências imunológicas, 
deficiências de 
nutrientes, depressão, diabetes, distúrbios hormonais, diverticulose, doença 
periodontal, 
doenças mentais e nervosas, enxaqueca, gota, hipertensão arterial, hipoglicemia, 
indigestão, 
infecções do trato urinário, obesidade, osteoporose, perda de dentes.

    SUGESTÕES TERAPÉUTICAS DE SUCOS NATURAIS
    
    Acidez do estômago: limão, laranja, batata, cenoura, balsamo branco. 
    Ácido úrico: limão, maçã, laranja, abacaxi, beterraba, rabanete, cenoura, 
pepino.
    Acne: couve, alface, nabo, tomate, cenoura, inhame.
    Aerofagia: couve.
    Aftas: cenoura, gengibre, inhame.
    Alergia: uva, cenoura, salsa.
    Anemia: ameixa, limão, maçã, pêssego, laranja, pêra, abacaxi, uva, acelga, 
chicória, agrião, 
couve, escarola, espinafre, salsa, beterraba, tomate, cenoura, alfafa.
    Angina: uva, couve, nabo, gengibre.
    Arteriosclerose: ameixa, limão, maçã, laranja, abacaxi, uva, alho, cebola, 
alcachofra, 
couve, beterraba, tomate, cenoura, gengibre. Artritismo: maçã, laranja, abacaxi, 
limão, pêra, 
uva, chicória, alcachofra, cebola, couve, escarola, alface, pepino, tomate, 
cenoura, alfafa.
    Asma: figo, uva, cebola, couve, alface, salsa, cenoura, gengibre. Astenia: 
ameixa, maçã, 
laranja, pêra, uva, chicória, agrião, couve,escarola, espinafre, salsa, tomate, 
cenoura.
    Avitaminose: goiaba, limão, laranja, agrião, espinafre, salsa, tomate, 
cenoura, alfafa.
    Bronquite: figo, limão, maçã, laranja, abacaxi, uva, cebola, couve, alface, 
nabo, salsa, 
cenoura, gengibre, inhame.
    Cabelos (queda): agrião, espinafre.
    Cálculos biliares: laranja, alcachofra, pepino. 
    Cálculos renais: pepino, rabanete, melancia.
    Câncer: pêssego, cebola, agrião, couve, salsa, espinafre, beterraba, inhame, 
repolho, alfafa.
    Cáries: cenoura.
    Catarros: (ver bronquite).
    Celulite: salsa, gengibre.
    Cirrose hepática: alcachofra, couve, cenoura, alfafa.
    Cistite: cebola, couve, nabo, gengibre.
    Conjuntivite: couve; inhame.
    Contusão: couve, salsa, gengibre.
    Convalescença: maçã, laranja, abacaxi, uva, espinafre, cenoura, alfafa.
    Convulsão: couve.
    Coqueluche: couve, alface, gengibre, limão.
    Coração: limão, maçã, pêssego, laranja, abacaxi, uva, cebola, couve, pepino, 
tomate, 
cenoura, gengibre.
    Coriza: couve, gengibre, limão.
    Crescimento (distúrbios): abacaxi, laranja, espinafre, salsa, cenoura, 
alfafa.
    Dentes: pêssego, abacaxi, alcachofra. 
    Depressão nervosa: couve.
    Dermatoses: limão, maçã, laranja, uva, acelga, agrião, couve, pepino, 
beterraba, tomate, 
cenoura, alfafa.
    Descalcificação: maçã, laranja, abacaxi, uva, couve, alface, nabo, batata, 
beterraba, tomate, 
cenoura, alfafa.
    Diabete: limão, maçã, laranja, abacaxi, acelga, chicória, agrião, cebola, 
couve, escarola, 
espinafre, alface, batata, beterraba, tomate.
    Diarréia: maçã, pêra, alcachofra, couve, gengibre, inhame.
    Eczema: laranja, uva, couve, agrião, espinafre, cenoura, nabo, inhame. 
Edema: uva, cebola, 
couve, pêssego, gengibre.
    Fadiga muscular: maçã, uva, couve, pepino, cenoura, alfafa. Faringite: 
couve, gengibre, 
limão.
    Febre: maçã, laranja, abacaxi, uva, pepino.
    Fermentação intestinal: maçã, cebola, alface, salsa, cenoura.
    Fígado: abacate, ameixa, limão, maçã, pêssego, laranja, abacaxi, uva, 
chicória, alcachofra, 
agrião, cebola, couve, escarola, espinafre, alface, nabo, salsa, beterraba.
    Fraqueza capilar: laranja, couve. Gengivite: laranja, couve, gengibre, 
inhame. Gripe: 
limão, laranja, abacaxi, couve, gengibre.
    Gota: limão, maçã, pêssego, abacaxi, ameixa, uva, alcachofra, chicória, 
couve, rabanete, 
pepino, inhame.
    Hemorragia: uva, cenoura.
    Hemorróidas: maçã, laranja, abacaxi, acelga, couve, alface, batata, cenoura, 
gengibre, 
inhame.
    Herpes: maçã, agrião, couve, pepino, cenoura, gengibre, inhame. 
    Impotência: abacaxi, salsa, gengibre, alfafa.
    Inapetência: maçã, laranja, abacaxi, chicória, alcachofra, agrião, escarola, 
alface, salsa, 
beterraba, tomate, cenoura.
    Infecção intestinal: couve, gengibre, inhame.
    Insônia: maçã, pêssego, couve, alface, pepino.
    Intestino: maçã, laranja, abacaxi, uva, alcachofra, chicória, cebola, couve, 
escarola, alface, 
nabo, tomate, cenoura, inhame.
    Intoxicação: limão, maçã, laranja, abacaxi, uva, ameixa, alcachofra, cebola, 
couve, pepino, 
tomate.
    Laringite: salsa, gengibre.
    Leucemia: beterraba, dente de leão, couve.
   Litíase (ou cálculos) biliar: abacaxi, uva, alcachofra, agrião, alface, 
batata, tomate.
    Litíase (ou cálculos) urinário: pêssego, maçã, abacaxi, uva, couve, agrião, 
nabo, salsa, 
tomate.
    Mau hálito: maçã, alcachofra, salsa, zedoária. 
    Manchas da pele: agrião, pepino, salsa, inhame. 
    Menopausa: laranja, uva, cenoura, couve, espinafre.
    Menstruação (ausente):salsa;(dolorosa):couve,alface, salsa, (insufìciente) 
salsa, gengibre.
    Nervosismo: maçã, pêssego, couve, espinafre, alface, nabo, pepino, salsa, 
beterraba, 
cenoura.
    Obesidade: maçã, laranja, limão, pêra, abacaxi, uva, couve, pepino. 
    Olhos: laranja, couve, nabo, salsa, cenoura.
    Órgãos sexuais: maçã, abacaxi, gengibre.
    Otite: couve, gengibre, inhame.
    Parasitas intestinais: agrião, cebola, couve, cenoura, gengibre. 
    Pele: (ver dermatoses).
    Pressão alta: limão, maçã, laranja, abacaxi, uva, cebola, cenoura.
    Prisão de vente: ameixa, maçã, pêssego, laranja, uva, acelga, chicória, 
alcachofra, escarola, 
espinafre, batata, tomate, cenoura.
    Prostatismo: abacaxi, alfafa.
    Putrefação intestinal: maçã, cebola, salsa, cenoura.
    Raquitismo: limão, laranja, couve, chicória, espinafre, escarola, alface, 
tomate, cenoura, 
ameixa, maçã, pêra, uva, alcachofra, agrião, salsa, alfafa.
    Rins: limão, maçã, pêssego, laranja, pêra, abacaxi, uva, alcachofra, cebola, 
pepino, tomate, 
cenoura.
    Sangue: limão, maçã, laranja, uva, alcachofra, agrião, cebola, alface 
beterraba, tomate, 
cenoura, gengibre.
    Seborréia: couve.
    Senilidade: laranja, abacaxi, uva, couve, espinafre, cenoura.
    Sinusite: couve, gengibre, inhame.
    Surdez: couve.
    Tosse: agrião, cebola, couve, alface, nabo, salsa, gengibre.
    Tuberculose: figo, pêssego, maçã, laranja, limão, pêra, uva, couve, agrião, 
beterraba, 
cenoura, inhame, babosa.
    Úlcera gastroduodenal: couve, batata, maçã, cenoura.
    Varizes: couve, limão, gengibre.
    Vias urinárias: maçã, laranja, uva, chicória, couve, alface, salsa, cenoura, 
inhame com 
gengibre.

    RECEITAS NATURAIS

    AMBROSIA DE PTS 
 Ingredientes 
 2 xícaras de PTS seca 
 4 xícaras de açúcar
 1 xícara de leite de soja 
 1 gema
 Canela em pó
    MODO DE FAZER
 1. Hidratar a PTS conforme a receita básica.
 2. Colocar o açúcar para derreter em uma panela. Mexer sempre até dissolver e 
ficar 
dourado.
 3. Adicionar a PTS ao açúcar mexendo sempre até que o excesso de água tenha 
secado.
 4. Dissolver a gema no leite acrescentar à mistura mexendo até obter uma calda 
consistente;
 5. Retirar da panela e polvilhar com canela em pó. 6. Servir fria ou gelada.

    ARROZ DOCE 
 Ingredientes 
  1 xícara de arroz cru, lavado e escorrido. 
 4 xícaras de leite de soja.
 1 /2 xícara de água (aproximadamente)
 2 colheres de chá de casca de limão ralada. 
 1 xícara de açúcar.
 Canela em pó.
    MODO DE FAZER
    Colocarem uma panela a água e 2 xícaras de leite de soja para ferver; 
Adicionar o arroz 
lavado e escorrido quando estiver fervendo;
    Quando o arroz estiver bem cozido, retirar do fogo, transferir para um 
recipiente (pirex) e 
salpicar com canela em pó.
    Quando o arroz estiver quase cozido, juntar o restante de leite de soja, o 
açúcar e as raspas 
de limão;
    Servir morno ou gelado.

     ASSADO DE CASCAS, TALOS OU FOLHAS 
 Ingredientes
 4 xícaras de chá de cascas, talos ou folhas bem lavados, picados e cozidos
 2 colheres de sopa de queijo ralado.
 1 xícara de chá de pão amanhecido molhado no leite. 1 cebola pequena picada.
 1 colher de sopa de óleo 2 ovos batidos Cheiro-verde e sal a gosto.
    MODO DE FAZER
    Bata as casca já cozinhas no liquidificador ou passe-as na peneira. Ponha 
essa massa numa 
tigela e junte o restante dos ingredientes. Leve para assar numa forma 
refratária untada. 
Espere até que fique dourado. Sirva bem quente.
    Use cascas de abóbora japonesa, chuchu, folhas de beterraba, de cenoura, de 
nabo, de 
rabanete ou, ainda, talos de agrião, de beterraba, de couve, de brócolis, 
refogados e cozidos.

    BOLO NUTRITIVO DE FIBRAS 
 Ingredientes
 1 gema
 1/2 xícara de mel
 1/2 xícara de açúcar mascavo 1 colher (sopa) de margarina
 1 xícara de leite de soja
 1 ½ xícaras de farinha de trigo integral
 1/2 xícara de fibra de trigo
 1 colher (chá) de bicarbonato de sódio 
 1 clara em neve
 Uva passa
 Ameixa preta picada
    MODO DE FAZER
    Bata bem, numa batedeira, a gema, o mel, o açúcar e a margarina. Depois 
acrescente o 
leite, as farinhas, a fibra e o germe, misturando bem. Passe a uva e a ameixa em 
um pouco de 
farinha e coloque na massa. Por fim, acrescente o bicarbonato e a clara em neve. 
Coloque a 
massa numa fôrma e asse em forno moderado e pré aquecido.
    Se quiser, depois de desenformar, polvilhe com coco ralado.

    BOLO SALGADO DE FOLHAS 
 Ingredientes
 1 prato cheio de folhas (beterraba, espinafre, brócolis ou repolho) 
 2 ovos
 1/2 xícara de leite
 4 colheres (sopa) de trigo
 3 colheres (sopa) de queijo ralado 
 1 cebola, alho, salsa e cebolinha Temperos verdes
 1 colher (chá) de fermento. 
 Sal a gosto
    MODO DE FAZER
    Refogar as folhas com os temperos, deixar esfriar. Preparar a massa 
misturando as gemas, 
o azeite, o leite, o trigo, o queijo ralado, o sal e o fermento. Juntar o 
refogado, acrescentar as 
claras batidas em neve. Colocar fatias de tomate e queijo ralado em cima da 
massa antes de ir 
ao forno.

    BOLINHO DE FOLHAS, TALOS E CASCAS 
 Ingredientes
 1 xícara de talos ou cascas 
 2 ovos
 5 colheres (sopa) farinha de trigo 
 1/2 cebola
 2 colheres de água Sal a gosto
 Óleo para fritar
    MODO DE FAZER
    Bater os ovos, acrescentar os talos ou cascas e a cebola picada, a água, o 
sal e o trigo. 
Misturar tudo mexendo bem e fritar às colheradas em óleo bem quente.

    BOLO DE MARACUJÁ 
 Ingredientes 
 2 xícaras de farinha de trigo 
 1 1/2 xícara de açúcar
 1 colher (chá) de sal
 1 colher (chá) de fermento em pó 125 g de margarina
 1 xícara de suco de maracujá 2 ovos
 Calda: 1 xícara de suco de maracujá 
 1/2 xícara de açúcar
    MODO DE FAZER
    Unte bem uma fôrma em anel. Misture todos os ingredientes. Bata bem. Asse em 
forno 
moderado por uns 30 minutos. Para a calda, misture o açúcar com o suco de 
maracujá. Leve 
ao fogo até que engrosse um pouco. Jogue em cima do bolo ainda morno. Na hora de 
servir, 
salpique com açúcar.

    BOLO DE FUBA 
 Ingredientes 
 1 xícara de fubá
 1 xícara de farinha de trigo 
 1 1/2 xícara de açúcar
 1 tablete de margarina 
 4 ovos separados
 2 xícaras de coco ralado 
 1 vidro de leite de coco
 1 colher (chá) de ervas-doce 
 1/2 colher (chá) de sal
 1 colher(sopa) de fermento em pó.
    MODO DE FAZER
    Bata o açúcar com as gemas e a margarina. Acrescente o coco misturado com 
1/2 do Leite 
de coco. Adicione as farinhas peneiradas com o fermento, juntando o sal e a 
erva-doce, e por 
último as claras em neve. Asse em fôrma untada e polvilhada com farinha de 
trigo. Com o 
restante do leite de coco, faça um glacê misturado com 1/2 xícara de açúcar e 
leve ao fogo. 
Depois de assado o bolo, coloque o glacê por cima, voltando o bolo ao forno para 
que o glacê 
fique seco.

    BOLO DE MANDIOCA 
 Ingredientes 
 1/2 kg de mandioca ralada
 1 colher (sopa) de margarina 
 4 gemas
 1 pitada de sal
 1 colher de leite de soja
 2 colheres de (sopa) de mel
 2 colheres de (sopa) de açúcar mascavo 50 g de coco ralado seco
    MODO DE FAZER
    Em uma bacia, adicione todos os ingredientes e misture bem. Coloque a massa 
em uma 
fôrma untada e enfarinhada. Asse em forno aquecido a 180° C até dourar 
(aproximadamente 
40 minutos). Depois de frio, corte em pedaços.

    CUCA DE MAÇÃ 
 Ingredientes 
 1 xícara de margarina 
 1 xícara de açúcar
 4 gemas
 2 colheres de essência de baunilha 
 1/2 xícara de amido de milho
 1 xícara de farinha de trigo 
 4 claras em neve firme
 3 maçãs médias em fatias 
 1/2 xícara de uva passa 
 Canela em pó a gosto Raspa de limão a gosto
    MODO DE FAZER
    Bata a margarina com a raspa de limão. Adicione o açúcar aos poucos, as 
gemas, a 
baunilha,o amido e a farinha de trigo.
    Misture bem e acrescente as claras delicadamente. Reserve.
    Disponha as fatias de maça no fundo de uma assadeira retangular pequena 
untada. Espalhe 
as uvas passas e polvilhe com canela. Despeje a massa reservada e leve ao forno 
quente até 
assar. Desenforme e sirva fria.

    RICOTA COM MAÇÃ 
 Ingredientes 75 g de ricota
 1 colher de sopa de leite
 1 colher de sopa de creme de leite 100 g de maça
 20g de amêndoas ou outras nozes 15 g de mel
    MODO DE FAZER
    Bater muito bem a ricota, o leite,o creme de leite,o mel e a baunilha até 
ficar cremoso; 
adicione umas gotas de limão. Pôr as nozes picadas numa frigideira para torrar 
um pouco e 
acrescentar ao creme e servir.

    BOLO SALGADO DE MILHO 
 Ingredientes
 6 espigas de milhos verde 
 1 xícara de leite de soja
 3 colheres (sopa) de óleo 
 1 cebola ralada Manjericão
 Cebolinha picada Sal
    MODO DE FAZER
    Rale as espigas ou bata o milho debulhado no liquidificador. Junte aos 
demais 
ingredientes, misturando ligeiramente. Despeje a massa em fôrma refratária 
untada, e asse em 
forno quente até adquirir consistência. Sirva frio.

    COOKIES DE ESPECIARIAS 
 Ingredientes
 250 g de açúcar mascavo
 1 colher (chá) de cravo-da-índia 
 1 colher (chá) de canela em pó 
 1 colher (chá) de erva-doce
 1 colher (chá) de gengibre em pó
 1 colher (chá) de raspas de laranja 
 1 Kg de farinha de trigo
 1 colher (sopa) de bicarbonato de sódio 
 150 g de margarina
 250 g de creme de leite
    MODO DE FAZER
    Misture os seis primeiros ingredientes. Junte a margarina e mexa até virar 
uma massa. 
Acrescente o creme de leite aos poucos, mexendo sempre. Reserve a mistura. 
Aparte, misture 
a farinha de trigo e o bicarbonato de sódio. Agregue a farinha á mistura de 
especiarias aos 
poucos.
    Deixe descansar de um diga para o outro. Abra a massa em superfície 
enfarinhada. Corte 
os biscoitos e asse-os em tabuleiro enfarinhado (forno pré aquecido alto) por 
dez minutos.

    PÃEZINHOS DE PASSAS 
 Ingredientes
 100 g de aveia
 800 g de farinha de trigo
 60 g de fermento biológico fresco
 2 colheres (sopa) bem cheias de margarina 
 2 colheres (sopa) bem cheias de mel
 1 colher (sopa) de açúcar mascavo
 1 colher (chá) de sal e 1/2 litro de leite morno
 100 g de coco ralado e 100 g de passas sem caroço 
 1 ovo batido para pincelar
    MODO DE FAZER
    Derreta a margarina, o mel e o açúcar mascavo no leite. Faça uma cavidade na 
farinha. 
Esfarele o fermento nessa cavidade. Junte o leite ao fermento e misture aos 
poucos com a 
farinha, amassando bem. Acrescente as passas, o sal e o coco ralado. Continue 
amassando até 
soltar das mãos. Se julgar necessário, adicione farinha. Deixe crescer por 40 
minutos. Volte a 
trabalhar a massa. Forme pãezinhos. Coloque em tabuleiro untado, pincele com um 
ovo 
batido e asse em forno médio por 35 minutos ou até dourar.

    BISCOITO DE GENGIBRE E COCO 
 Ingredientes
 150 gramas de margarina
 2 xícaras de açúcar mascavo 2 1/2 xícaras de melado de cana 
 6 ovos
 12 a 14 xícaras de farinha de trigo
 2 colheres (sopa) de fermento em pó
 2 colheres (chá) de sal e 2 colheres (chá) de canela em pó 
 1 colher (chá) de gengibre em pó
 2 colheres (chá) de cravo moído 
 100 gramas de coco ralado (flocos)
    MODO DE FAZER
    Em uma batedeira, coloque para bater a margarina e o açúcar mascavo, até 
formar um 
creme. Acrescente o melado e os ovos. Bata mais um pouco, junte a essa mistura o 
fermento, 
o sal, as especiarias e metade da farinha. Misture e vá incorporando aos poucos 
a farinha 
restante até formar uma massa bem fácil de ser trabalhada. Abra a massa sobre 
uma 
superfície bem enfarinhada e corte os biscoitos com forminhas próprias.
    Coloque em uma assadeira que não deve ser untada e leve para assar em forno 
quente por 
aproximadamente dez minutos.

    BISCOITO DE NOZES 
 Ingredientes
 200 gramas de margarina 1 1/4 xícara de açúcar
 1 ovo + 1 gema
 4 xícaras de farinha de trigo 
 2 xícaras de nozes moídas
 1 colher (sopa) de fermento em pó.
    MODO DE FAZER
    Em uma bacia, misture bem todos os ingredientes. Amasse até obter uma massa 
homogênea e macia. Abra a massa (não muito fina) com o auxílio de um rolo sobre 
uma 
superfície enfarinhada. Faça os biscoitos com os cortadores ou com a boca de um 
copo. 
Coloque-os em uma assadeira untada e leve ao forno médio por 30 minutos 
aproximadamente.
    
    CAJUZINHOS 
 Ingredientes 
 1 xícara de soja torrada e moída
 5 colheres de sopa de farinha de caju 
 1 colher de sopa de margarina
 1 xícara de açúcar
 2 claras em neve (aproximadamente)
 Reservar alguns grãos de soja para decorar os cajuzinhos
    MODO DE FAZER
    Misturar a soja,o caju e o açúcar Adicionar a margarina até incorporar bem
    Colocar as claras em neves aos poucos até formar uma massa para enrolar.
    Moldar os cajuzinhos, passa no açúcar e decorar na extremidade com meio grão 
de soja.

    CHUTNEY DE BANANAS E MANGAS 
 Ingredientes
 1 dúzia de banana-prata maduras, mas bem firmes 
 5 xícaras de vinagre de vinho branco
 300 g de açúcar mascavo
 250 g de pimenta dedo-de-moça cortada em fatias finas 200g de uvas-passas 
pretas
 200 g de uvas-passas brancas
 1 colher de chá de sementes de mostarda 
 1 colher de chá de gengibre ralado
 1 colher de café de sal 
 3 cravos-da-índia
 1 1/2 xícara de manga picada em pedaços de, mais ou menos, 1 centímetro.
    MODO DE FAZER
    Corte as bananas em rodelas de 1 centímetro de espessura, antes de colocá-
las numa panela 
com vinagre. Leve ao fogo, espere que ferva e cozinhe por 5 minutos. Acrescente 
o açúcar 
mascavo, mexa bem e deixe ferver por mais 2 ou 3 minutos. Junte, então, os 
outros 
ingredientes. Cozinhe tudo por 10 minutos. Esse molho é servido frio para 
acompanhar 
qualquer carne, ave ou peixe. Guardado em potes de conserva bem esterilizados, 
pode durar 
dois meses na geladeira.

    CURAU DE MILHO VERDE E LEITE DE SOJA 
 Ingredientes
 1 copo de grãos de milho verde 
 2 copos de leite de soja
 1 xícara de açúcar
 3 colheres de sopa de amido de milho 
 Canela à gosto

    MODO DE FAZER
    Bater no liquidificador o milho e as duas medidas de leite de soja Passar na 
peneira
    Colocar em uma panela, adicionar o açúcar e o amido de milho. 
    Levar ao fogo mexendo até engrossar
    Retirar do fogo e colocarem um pirex, polvilhar com canela em pó Servir 
gelado

    DOCE DE CASCAS DE BANANA 
 Ingredientes
 5 xícaras de chá de cascas de banana nanica lavadas e picadas 
 5 xícaras de chá de açúcar
    MODO DE FAZER
    Cozinhe as cascas em pouca água até amolecerem. Retire-as do fogo e espere 
esfriar. Bata 
tudo no liquidificador e passe a pasta resultante numa peneira grossa. Junte o 
açúcar e leve ao 
fogo novamente, mexendo sempre até desprender do fundo da panela.

    FARINHA INTEGRAL DE SOJA 
 Ingredientes
 3 xícaras de grãos de soja 
 3 litros de água
 2 pitadas de bicarbonato de sódio 
    MODO DE FAZER
    Colocar um litro de água para ferver e quando estiver fervendo adicionar uma 
pitada de 
bicarbonato de sódio e os grãos de soja.
    Deixar ferver em fogo baixo por 5 minutos, escorrer e enxaguar em água fria.
    Colocar novamente a mesma quantidade de água para ferver, adicionar o 
bicarbonato 
quando a água estiver fervendo e cozinhar os grãos por mais 5 minutos em fogo 
baixo.
    Desligar o fogo e deixar os grãos hidratar por mais 10 minutos na mesma água 
do 
cozimento.
    Escorrer os grãos, secá-los em uma assadeira no forno, mexendo de vez em 
quando até que 
estejam bem secos.
    Moer os grãos torrados no liquidificador ou máquina de moer cereais. 
Peneirar e guardar a 
farinha em vasilhame seco e utilizá-la para enriquecer, bolos, pães, doces e 
salgados.

    FAROFA DE CASCA DE BANANA 
 Ingredientes
 3 bananas 1/2 cebola
 1 pires de tempero verde 1 colher (sopa) de óleo sal a gosto, 2 copos de 
farinha de milho.

    FAROFA DE TALOS 
 Ingredientes 
 2 colheres (sopa) de óleo 1/2 cebola
 1 copo de farinha de milho
 1 copo de farelo; sal a gosto 2 xícaras de folhas e talos
    MODO DE FAZER
    Aquecer o óleo e refogar a cebola picada; acrescentar as folhas é talos 
lavados e picados e 
deixar refogar.
    Acrescentar as farinhas e o sal e mexer bem.

    FOLHAS EM PÓ
    As folhas de mandioca (aipim) e batata-doce são ricas em vitamina A e ferro. 
A falta de 
vitamina A prejudica a visão! podendo levar à cegueira e também ao aumento de 
infecções 
intestinais e respiratórias, que são as causas mais comuns de doenças e mortes 
de crianças.
    O ferro é importante; sua falta provoca anemia. A anemia deixa as pessoas 
mais fracas; 
sujeitas- às infecções, podendo dar sonolência, moleza, cansaço e dificuldade de 
concentração.
    Metade das crianças até cinco anos e um terço das mães sofrem de anemia.
    MODO DE FAZER
    Folhas de mandioca; abóbora e batata-doce Lavar bem as folhas
    Retirar os talos de baixo das folhas 
    Colocar no forno ou no sol até secar 
    Moer no liquidificador até ficar bem fino 
    Peneirar e guardar em vidros tampados.
    Obs: pode ser usado aproximadamente por um mês.
    COMO USAR
    Usar uma colher (chá) no feijão, sopas, molhos, mingaus ou uma pitada nas 
refeições.

    GELATINA COM LARANJA 
 Ingredientes
 7 copos de suco de laranja (1400 m1)
 3 copos de água (600 m1)
 1 copo de vinho branco licoroso (200 m1)
 6 dentes de cravo-da-índia
 4 pedaços de canela em pau 
 1 colher de chá de erva-doce
 4 colheres (sopa) de gelatina natural 
 Açúcar a gosto
    MODO DE FAZER
    Leve todos os ingredientes ao fogo e deixe ferver por 5 minutos. Coe, deixe 
esfriar um 
pouco, distribua em tacinhas e leve à geladeira.

    MOUSSE DE MARACUJÁ 
 Ingredientes
 50 grs de gelatina
 200 m1 de suco de maracujá
 800 m1 de água fervente 
 400 m1 de creme de leite 
 250 grs de açúcar
    MODO DE FAZER
    Coloque a gelatina numa tigela, adicione a água fria e deixe descansar por 
um minuto. 
Adicione água fervente a mexa até dissolver completamente. Leve á gelatina até 
adquirir a 
consistência de clara de ovo.
    Coloque a gelatina no liquidificador, junte os demais ingredientes e bata 
bem até ficar 
espumosa. Coloque tacinhas e leve á geladeira até ficar bem firme. Decore a 
gosto.

    GELATINA DE BETERRABA 
 Ingredientes
 Triture 1 beterraba média em 1/2 litro de água. Coar;
 Açúcar a gosto
 Suco de 4 limões
 3 colheres (sopa) de amido de milho
    MODO DE FAZER
    Misturar o caldo da beterraba com o açúcar e o amido, leve ao fogo para 
engrossar.   
Acrescentar o suco de limão depois de desligar o fogo e levar para gelar.
  
    GERSAL 
 Ingredientes 
 13 colheres de sopa de gergelim 
 1 colher de sopa de sal
 Não refinado moído
    MODO DE FAZER
    Lave o gergelim e jogue-o em um pano de cozinha para absorver o excesso de 
água. 
Depois toste o ingrediente numa panela até que comece a pipocar. Abaixe o fogo e 
fique 
mexendo por mais 2 minutos. Reserve. Toste o sal da mesma maneira. Em seguida, 
mistura 
os dois e moa. Está pronto. O gersal pode ser usado na água do cozimento do 
arroz ou 
salpicado sobre o prato pronto.

    LEITE CONDENSADO DE SOJA 
 Ingredientes
 3 litros de leite de soja 
 6 xícaras de açúcar
 6 colheres de sopa de amido de milho 
 2 colheres de sopa de fermento em pó
    MODO DE FAZER
    Misturar os ingredientes e levar ao fogo brando.
    Deixar ferver, mexendo de vez em quando, para não grudar no fundo da panela.
    Quando engrossar, retirar do fogo e esperar esfriar. Guardar em vidros 
esterilizados e 
fechados.

    LEITE DE SOJA 
 Ingredientes 
 1 xícara de grãos de soja 
 1 xícara de água
 1 colher de café de sal
 2 colheres de sopa de açúcar
 2 pitadas de bicarbonato de sódio
    MODO DE FAZER
    Levar para ferver 5 xícaras de água e quando estiver fervendo adicionar uma 
pitada de 
bicarbonato de sódio e os grãos de soja.
    Deixar ferver por 5 minutos em fogo baixo. Escorrer os grãos e enxaguá-los.
    Ferver novamente 6 xícaras de água e quando estiver fervendo adicionar uma 
pitada de 
bicarbonato de sódio e os grãos de soja, cozinhando-os por mais cinco minutos em 
fogo 
baixo.
    Deixar esfriar o suficiente para bater no liquidificador por três minutos em 
alta velocidade.
    Coar em um pano fino, umedecido, pressionando com as mãos ou ajuda de uma 
colher 
para extrair o máximo de leite possível.
    Levar o leite para ferver e quando estiver fervendo abaixar o fogo, e deixe 
mais 15 
minutos.
    Colocar o sal, o açúcar e misturar bem, deixe esfriar e guardar em 
geladeira.
    Servir gelado

    LEITE DE SOJA COM LARANJA 
 Ingredientes
 4 xícaras de leite de soja
 3 xícaras de suco de laranja 
 2 xícaras de açúcar
    MODO DE FAZER
    Bater o leite no liquidificador e adicionar o açúcar e o suco de laranja, 
aos poucos, sem 
parar de bater.
    Servir gelado
    Opções: substituir o suco de laranja por frutas de sua preferência
    LICOR É uma bebida alcoólica obtida através da infusão de frutas, ervas e 
outros vegetais, 
com álcool de cereais ou aguardente e açúcar.

    RECEITA BÁSICA DE XAROPE 
 Ingredientes
 4 xícaras (chá) de açúcar e 2 xícaras (chá) de água. 
    MODO DE FAZER
    Misture o açúcar com a água em uma panela e leve ao fogo. Não mexa. Quando 
ferver, 
abaixe o fogo e cozinhe lentamente, até o açúcar dissolver completamente e virar 
calda. 
Deixe esfriar antes de misturar com o licor.
 
    LICOR DE CASCA DE TANGERINA 
 Ingredientes
 1 litro de aguardente ou vodca 
 Casca de 8 tangerinas
 3 xícaras (chá) de xarope (receita básica) 
 1 colher (chá) de baunilha.
    MODO DE FAZER
    Limpe bem as cascas e retire a pele branca. Corte-as em tiras. Deixe em 
infusão por dez 
dias. Coe e misture a baunilha com o xarope.

    LICOR DE MARACUJÁ 
 Ingredientes 
 5 a 6 maracujás
 1/2 litro de aguardente 5 amêndoas (opcional)
 2 xícaras (chá) de xarope (receita básica).
    MODO DE FAZER
    Retire as sementes do maracujá e coloque em infusão com as amêndoas cortadas 
durante 5 
dias. Depois, é só coar e misturar com o xarope.

    LICOR DE FIGO 
 Ingredientes 
 1/2 litro de aguardente 
 4 a 5 folhas de figo
 2 xícaras (chá) de xarope (receita básica).
    MODO DE FAZER
    Deixe as folhas picadas em infusão durante cinco dias. Coe, misture com o 
xarope e 
engarrafe.

    LICOR DE JABUTICABA
 Ingredientes
 1/2 litro de aguardente 
 1/4 litro de jabuticaba
 2 xícaras (chá) de xarope (receita básica).
    MODO DE FAZER
    Lave as jabuticabas, corte-as e coloque-as em infusão por oito dias Misture 
com o xarope e 
engarrafe.

    LICOR DE MENTA 
 Ingredientes
 20 a 30 balas de menta 
 1 litro de aguardente
 2 xícaras (chá) de xarope.
    MODO DE FAZER
    Deixe as balas 15 dias em infusão na cachaça. Misture com o xarope. 
Observação: se 
quiser, coloque também algumas folhas de hortelã em infusão. Antes de misturar 
ao xarope, 
coe as folhas.

    LICOR DE ABACAXI 
 Ingredientes 
 1/3 litro de aguardente 
 1/2 abacaxi médio
 2 xícaras (chá) de xarope (receita básica).
    MODO DE FAZER
    Descasque o abacaxi, pique-o em pedaços e deixe em infusão por 10 dias. Coe 
, misture 
com o xarope e engarrafe.

    LICOR DE UVA 
 Ingredientes 
 1 Kg de uvas pretas
 1 litro de aguardente ou álcool de cereais 
 1 Kg de açúcar
 1 litro de água.
    MODO DE FAZER
    Fazer a calda com a água e o açúcar 
    Deixar esfriar a calda
    Retirar os grãos de uva do cacho separando-os estragados 
    Lavar bem os grãos
    Colocar os grãos de uva num vidro grande a acrescentar a calda fria e o 
álcool ou a 
cachaça.
    Feche o vidro e deixar curtindo por 2 a 3 meses
    Após este período, filtrar o licor em coador de pano e engarrafar.

    LICOR DE MORANGO 
    Ingredientes 
 1/2 kg de morangos 
 800 g de açúcar
 1/2 litro de aguardente ou álcool de cereais 
 1/2 litro de água fervida e fria
    MODO DE FAZER
    Lavar os morangos e retirar os talos 
    Amassar bem os morangos com um garfo
    Misturar bem os morangos com a água, o açúcar e a cachaça 
    Colocar tudo em vidro de boca larga e fechar o vidro
    Deixar por 10 dias
    Depois, coar em coador de pelúcia e filtrar no coador de papel 
    Encher as garrafas e fechar bem

    QUENTÃO 
 Ingredientes 
 3 xícaras (chá) de açúcar
 2 litros de água
 10 pauzinhos de canela 20 cravos
 2 colheres (sopa) de erva-doce 
 5 raminhos de erva-cidreira
 1 raiz (média) de gengibre picado com casca 
 Casquinhas de 2 mexericas caipiras 
 Casquinhas de 1 limão
 1 litro de cachaça.
    MODO DE FAZER
    Coloque o açúcar em uma panela grande, leve ao fogo brando e deixe 
caramelizar. À parte 
faça um chá bem forte com os 2 litros de água e todos os ingredientes. Deixe 
ferver até o chá 
ficar bem forte, perfumado. Jogue o chá sobre o .açúcar caramelizado, acenda o 
fogo 
novamente, deixe ferver por mais ou menos 10 minutos, quando o açúcar já deverá 
estar 
derretido. Junte a pinga, coe e sirva.

    MAIONESE DO LEITE DE SOJA 
 Ingredientes
 1 xícara de leite de soja gelado, 
 1/2 xícara de óleo de soja
 sal, limão, ou vinagre a gosto.
    MODO DE FAZER
    Colocar o leite de soja com os temperos no liquidificador e bater em alta 
velocidade
    Adicionar o óleo aos poucos até engrossa.:.
    Manter na geladeira e utilizar em salada de batata ou em sanduíches
    MAIONESE Numa panela pequena, ponha um copo de leite de soja, uma pitada de 
sal, 
duas colheres(sopa) de óleo e uma colher de sopa de farinha de trigo. Deixe 
ferver até 
engrossar. Jogue no liquidificador com temperos, tais como: cebola, alho, 
azeitona e sal. 
Bata, e vá engrossando com óleo. Quando tiver adquirindo boa consistência, 
acrescente o 
suco de um limão médio e bata mais um pouco. Guardar na geladeira.
    
    MAIONESE VERDE 
 Ingredientes 
 1 gema de ovo
 2 decilitros e meio de azeite
 1 colher de chá de vinagre de vinho 
 2 colheres de sopa de salsa picada 
 1 colher de chá de ervas
    MODO DE FAZER
    Bater a gema durante cerca de cinco minutos e depois juntar o azeite, gota a 
gota, batendo 
continuamente. Depois de se ter acrescentando mais da metade do azeite e de a 
mistura 
começar a engrossar juntar o vinagre, batendo sempre, acrescentar mais azeite, 
gota a gota, 
até voltar a engrossar, e depois deixar cair em fio.
    (Se a mistura não engrossar ou se talhar, pôr uma gema de ovo numa tigela e 
juntar-lhe a 
primeira mistura com cuidado.) Misturar as ervas picadas.
    PTS: Proteína vegetal texturizada. É um produto industrializado obtido da 
proteína de soja 
e também conhecido como PVT- Proteína vegetal Texturizada. É uma excelente fonte 
de 
proteínas e pode ser utilizada juntamente com carne ou como substituto.

    PATÉ DE CENOURA 
 Ingredientes 
 2 batatas grandes cozidas 
 2 cenouras médias cozidas 
 1/2 limão (suco)
 1 pedaço fino de alho ou a gosto
 1 pedaço fino de cebola ou a gosto 
 1 colher (sopa) de óleo
    MODO DE FAZER
    Bater no liquidificador até formar um creme. Com esta mesma base pode se 
fazer trocando 
a cenoura, por espinafre, beterraba, beringela, grão de bico ou soja (todos 
cozidos) e 
proporcional a quantidade da massa de cenoura.
    Leite de soja: Produto extraído dos grãos de soja e utilizado como 
substituto do leite de 
origem animal em quase todas receitas. É uma excelente alternativa em caso de 
intolerância à 
lactose.
    Resíduo de soja: O resíduo de soja é a massa restante da extração do leite 
de soja. Está 
massa pode ser utilizada para enriquecer sopas, mingaus, massas caseiras, pães, 
cremes, 
consumes, massas de tortas doces e salgadas, etc.
    Farinha de soja: Um produto obtido dos grãos de soja moídos. Pode ser, 
utilizado para 
enriquecer massas, bolos, pães, e outros preparos cozidos, em combinação com 
trigo, milho 
ou outro cereal.
    Tofu: Conhecido como "queijo de soja" é preparado com leite de soja e 
coagulante 
(vinagre, limão, sal amargo ou sulfato de cálcio).
    Shoyo: Também conhecido como molho de soja é resultado da fermentação dos 
grãos de 
soja. Utilizado para temperar vegetais, carnes e etc.

    MORANGOS COM MAÇÃS 
 Ingredientes
 100 g de morangos 
 1 maçã
 1 colher de sopa de mel 
 3 nozes moídas
 1 colher de sopa de germe de trigo
 2 colheres de sopa de creme de leite.
    MODO DE FAZER
    Misturar os morangos bem limpos com a maçã descascada e picada e o mel, 
deixar em 
repouso por meia hora. Quando a mistura estiver bem suculenta, servir com germe 
de trigo, 
nozes moídas e o creme de leite.

    MORANGO EM NEVE 
 Ingredientes 
 100 g de morangos
 1 colher de sopa de mel 
 1 clara de ovo
    MODO DE FAZER
    100 g de morango bem limpos e passados em liquidificador. Adoçar com mel.
    Bater uma clara em neve e misturar levemente com os morangos batidos. 
Colocar numa 
travessa e enfeitar com morangos inteiros e polvilhar com nozes moídas, ou com 
granola.

    MASSA BÁSICA DE SOJA 
 Ingredientes
 2 litros de água 
 1 xícara de grãos de soja
 1 pitada de bicarbonato de sódio
 1 colher de sopa de óleo de soja (opcional). 
    MODO DE FAZER
    Colocar 1 litro de água para ferver e quando estiver fervendo adicionar uma 
pitada de 
bicarbonato de sódio e os grãos de soja.
    Deixar ferver por 5 minutos, escorrer e enxaguar.
    Ferver novamente 1 litro de água, adicionar o bicarbonato de sódio quando 
estiver 
fervendo e os grãos de soja.
    Cozinhar por 20 minutos
    Bater os grãos cozidos no liquidificador adicionando água do cozimento o 
suficiente para 
conseguir uma massa homogênea.
    Guardar em geladeira e utilizar em preparo de sopas, mingaus, cremes, purês 
e 
outros.Rendimento aproximado: 2 xícaras de massa básica. 

    SUCO DE BABOSA
 Ingredientes
 2 colheres (sopa) de polpa de babosa 
 1 limão (suco)
 1 laranja (suco)
 1 copo de água
    MODO DE FAZER
    Adoce a gosto. Bater no liquidificador. Coar

    SUCO DE BÁLSAMO BRANCO 
 Ingredientes
 4 folhas de bálsamo 
 1 maracujá
 1 copo de água
    MODO DE FAZER
    Bater no liquidificador: Coar. Adoce a gosto

    OMELETE DE ESPINAFRE 
 Ingredientes
 2 xícaras de espinafre cozido e espremido 
 2 ovos
 2 colheres (sopa) de farinha de trigo Óleo, sal.
    MODO DE FAZER
    Pique o espinafre bem miudinho. Bata os ovos com a farinha de trigo. Tempere 
com sal e 
acrescente o espinafre. Aqueça o óleo numa frigideira e frite a omelete. Vire 
para dourar dos 
dois lados. Sirva em seguida com molho de tomate.

    OMELETE COM ERVAS VERDES 
 Ingredientes
 5 ovos
 2 alho-poró lavados e picados
 4 cebolas picadas
 100 g de espinafres lavados e picados 
 3 colheres de sopa de salsa picada
 3 colheres de sopa de ervas picadas (estragão,coentros,cebolinha, cerefólio e 
aneto)
 1 colher de sopa de nozes picadas sal e pimenta preta.
    MODO DE FAZER
    Aquecer o forno a 180 graus. Bater os ovos numa tigela grande. Acrescentar 
os vegetais 
picados, as ervas e as nozes. Temperar a gosto e misturar muito bem todos os 
ingredientes. 
Colocar em forma untada. Tapar e colocar no forno durante meia hora. Retirar a 
tampa e 
deixar cozinhar durante mais 15 minutos até o omelete ficar dourada. Servir 
quente ou fria.

    PÊRAS EM VINHO COM ZIMBRO 
 Ingredientes
 4 pêras inteiras
 um decilitro e meio de vinho tinto
 um decilitro e meio de suco de laranja fresca 50 g de açúcar
 4 sementes de zimbro esmagadas.
    MODO DE FAZER
    Descascar as pêras inteiras, descaroça-Ias e cortá-las em quatro. Numa 
panela, misturar o 
vinho tinto, o suco de laranja, o açúcar e as sementes de zimbro. Deixar 
levantar fervura.     
Juntar as pêras e, com a panela destampada, cozer durante 15 minutos. De vez em 
quando, 
virá-Ias e regá-las com o líquido da cozedura.

    PTS - RECEITA BÁSICA 
 Ingredientes
 1 medida de PTS
 2 medidas de água fervente
 1 pitada de bicarbonato de sódio.
    MODO DE FAZER
    Colocar a pitada de bicarbonato de sódio na PTS e adicionar a água fervente
    Deixar hidratar por 5 a 10 minutos
    Escorrer e enxaguar
    Apertar para retirar o máximo de água possível
    OBS: a PTS é conhecida como carne de soja, podendo ser utilizada sozinha ou 
com carne, 
em pratos salgados ou doces.

    PUDIM DE LARANJA E SOJA 
 Ingredientes
 1 xícara de suco de laranja 4 ovos
 8 colheres de sopa de açúcar 
 2 colheres de amido de milho 
 1 xícara de leite de soja.
    MODO DE FAZER
    Bater todos os ingredientes no liquidificador por aproximadamente dois 
minutos.
    Untar com calda caramelizada uma forma para o pudim.
    Colocar a mistura na forma e assa em banho Maria por uma hora. Desenformar 
depois de 
frio.
    Servir gelado

    PUDIM DE FRUTAS 
 Ingredientes 
 1 abacaxi médio maduro 
 3 colheres (sopa) de mel
 1 colher (sopa) de farinha de trigo 
 suco de 1/2 limão
 3 ovos
 1/2 xícara de cerejas em calda picadinhas 
 1/2 xícara de ameixas secas picadinhas.

    MODO DE FAZER
    Cozinhe o abacaxi picado em duas colheres de mel. Em seguida, bata o abacaxi 
no 
liquidifïcador. Leve-o ao fogo para cozinhar por mais cinco minutos. Retire do 
fogo e 
acrescente a farinha, o suco de limão e os ovos. Bata em batedeira por três 
minutos. 
Acrescente as cerejas e as ameixas. Espalhe a mistura em forma com furo central 
untada e 
enfarinhada. Cozinhe em banho-maria por uma hora e meia. Espere esfriar antes de 
desenformar.

    PUDIM DE UVA 
 Ingredientes
 1 garrafa de suco de uva natural 
 1 xícara de água
 5 colheres (sopa) de amido de milho 
 1 vidro de geléia de uva
 1 copo de suco de laranja.
    MODO DE FAZER
    Misture todos os ingredientes e leve ao fogo, mexendo sempre até engrossar. 
Despeje 
numa fôrma e leve à geladeira até que fique bem firme. Sirva enfeitado com uvas 
e folhas de 
hortelã.

    PATÊ DE ERVAS AROMÁTICAS 
 Ingredientes
 100g de ricota fresca amassada 
 1 copo de iogurte natural
 5 folhinhas de hortelã picada 
 1 colher (café) de orégano
 1/2 colher (café) de noz moscada em pó 1/2 colher (café) de coentro em pó
 1 colher (sopa) de cebolinha picada sal.
    MODO DE FAZER
    Misture tudo e sirva com torradinhas ou bolachas salgadas.

    PATÊ DE CENOURA COM OVOS 
 Ingredientes
 4 cenouras cozidas
 3 ovos cozidos picados 
 1 folha de louro (seca)
 2 dentes de alho
 5 tomates 1 cebola
 salsinha picada e sal.
    MODO DE FAZER
    Refogue a cebola, o alho, o tomate, o louro e o sal. Retire do fogo, junte 
os ovos e a 
cenoura cozida. Despeje essa mistura, aos poucos, no liquidificador. Depois 
junte a salsinha.

    PATÊ DE AZEITONAS E SOJA 
 Ingredientes
 1 xícara de soja bem cozida 
 10 azeitonas verdes
 10 azeitonas pretas 
 1 dente de alho
 2 rodelas de cebola
 2 colheres (sopa) de óleo
 1/3 de xícara de leite de soja.
    MODO DE FAZER
    Bater todos os ingredientes no liquidificador. Dependendo da consistência, 
acrescentar um 
pouco mais de leite ou de soja.

    PATÊ DE AZEITONAS E RICOTA 
 Ingredientes
 2 xícaras de ricota passada por peneira 
 1/2 xícara de azeitonas bem picadas
 1/2 xícara de maionese
 Rodelas de azeitonas recheadas para enfeitar sal.
    MODO DE FAZER
    Misturar a ricota com a maionese. Acrescentar as azeitonas picadas e 
misturar tudo muito 
bem. Temperar a gosto. Servir em torradinhas e bolachas salgadas.

    PATÊ DE TOFU 
 Ingredientes 
 1 xícara de tofu amassado
 1 colher de sopa de mostarda ou outro tempero 
 2 dentes de alho picados
 1 cebola picada sal .
    MODO DE FAZER
    Misturar todos os ingredientes. Servir com pão, torradas ou biscoitos 
salgada

    PATÊ DE ATUM COM RESÍDUOS DE SOJA 
 Ingredientes
 1 xícara de resíduos de soja 
 1 lata de atum desfiado
 sal a gosto,
 Cheiro verde e temperos.
    MODO DE FAZER
    Misturar bem todos ingredientes até obter uma massa homogênea. Servir com 
pão, torradas 
ou biscoitos salgados.

    PATÊ DE AVELÃ COM SÁLVIA 
 Ingredientes
 150 g de avelãs
 200 g de queijo-creme
 2 dentes de alho esmagados 
 1/3 de colher de chá de sal
 1/3 de colher de chá de pimenta preta 
 1 colher de sopa de sálvia picada
 2 colheres de sopa de azeite 
 4 colheres de sopa de leite.
    MODO DE FAZER
    Aquecer o forno a 180 graus. Colocar as avelãs para torrar ligeiramente no 
forno durante 5 
a 10 minutos. Quando esfriar, esfregue-as e tire-lhes a pele. Moa as avelãs até 
ficarem em 
migalhas muito pequenas. Numa tigela, bater o queijo-creme, o alho, o sal, a 
pimenta, a 
sálvia e o azeite. Juntar a mistura de avelãs, mexendo bem.
    Juntar o leite até obter uma massa úmida. A mistura precisa estar 
razoavelmente molhada, 
pois as avelãs absorvem algum líquido. Servir gelado em formas ou em pequenos 
pratos 
individuais.
    PATÊ DE TALOS 
 Ingredientes 
 3 colheres de sopa de talos de beterraba 
 3 colheres de sopa de talos de espinafre 
 1 copo de 240m1 de ricota.
    MODO DE FAZER
    Bata os talos no liquidificador com uma colher de sopa de ricota. Misture 
essa pasta com o 
restante do queijo. Sirva com pão, torrada ou bolacha salgada.

    CREME DE MANGA COM HORTELÃ 
 Ingredientes
 3 mangas grandes, descascadas e cortadas em pedaços
 6 bolas de sorvete de creme normal ou light 
 1/2 xícara de folhas de hortelã
 Algumas folhas extras de hortelã para enfeitar, se desejar
    MODO DE FAZER
    Bata as frutas, o sorvete e as folhinhas de hortelã no liquidìficador. 
Divida o creme em seis 
taças, enfeitando-as com mais folhas de hortelã.

    PURÊ DE BATATAS 
 Ingredientes 
 1/2 Kg de batatas
 2 colheres de sopa de margarina 
 sal e leite de soja à gosto.
    MODO DE FAZER 
    Lavar bem as batatas. Cozinhar com casca
    Amassar bem, depois de cozidas, sem descascar Adicionar sal, margarina e 
levar ao fogo
    Adicionar leite de soja de acordo com a consistência desejada
 
    SAGU COM ÁGUA DE BETERRABA 
 Ingredientes
 1 litro e meio de suco de beterraba 
 1 xícara e meia de sagu
 Açúcar a gosto 
 Cravo e canela, 
 Casca de uma laranja, 
 Suco de 4 limões.
    MODO DE FAZER
    Ferver a água. Colocar o sagu com cravo, canela e casca de laranja. Quando 
as bolinhas 
ficarem transparentes desligar o fogo. Deixar esfriar um pouco. Acrescentar 
açúcar a gosto.

    SALADA DE MELÃO, TOMATE E HORTELÃ 
 Ingredientes
 200 g de melão
 200 g de tomates duros
 150 g de pepino descascado e ralado 
 1/2 xícara de hortelã picada
 2 decilitros e meio de iogurte
 Sal e pimenta preta Folhas de hortelã.
    MODO DE FAZER
    Cortar a parte de dentro de melão em bolas ou em cubos. Numa saladeira 
grande, misturar 
bem o melão, o tomate cortado na forma de cubos finos e o pepino. Misturar a 
hortelã com o 
iogurte e regar a salada com este molho. Temperar a gosto e guarnecer com folhas 
de hortelã.

    SALADA DE MANGA COM BETERRABA 
 Ingredientes
 Suco de 2 limões
 1/4 de xícara de chá de molho de soja (shoyu) 
 2 mangas grandes cortadas em pedaços
 1/2 quilo de beterrabas descascadas, cozidas e picadas
 1/2 xícara de chá de coentro picado.
    MODO DE FAZER
    Junte os pedaços de beterraba com os de manga e os de cebola. Regue-os com a 
mistura do 
suco de limão com o molho de soja. Cubra toda a salada com as folhas de coentro 
picadas.

    SOPA FRIA DE PEPINO 
 Ingredientes
 500 g de pepinos cortado sem pequenos cubos 
 1 litro de iogurte natural desnatado
 150 g de nozes socadas ou castanhas-do-pará, se preferir 
 2 colheres de sopa de azeite de oliva
 1 colher de sopa de endro fresco picado 
 3 dentes de alho grandes amassados 
 Sal e cubos de gelo a gosto
    MODO DE FAZER
    Misture numa vasilha o iogurte, o azeite de oliva, o sal, o endro, o pepino, 
o alho, as nozes 
ou as castanhas. Mexa tudo muito bem e deixe na geladeira por 30 minutos antes 
de servir.

    SUCO DE ALFACE 
 Ingredientes 
 10 folhas de alface 
 5 laranjas
 1 litro de água Açúcar a gosto.
    MODO DE FAZER
    Bater as folhas de alface no liquidificador com água e coar, misturar o suco 
de laranja, 
mexer bem e adoçar a gosto.

    SUCO DE SALSA 
 Ingredientes
 1 maço de salsa pequeno 
 5 laranjas
 3 limões
 1 litro de água e açúcar.
    MODO DE FAZER
    Lavar as folhas de salsa e bater no liquidificador com 1 litro de água, coar 
e adicionar o 
restante dos ingredientes. Adoçar a gosto.
    
    SUCO MISTO 
 Ingredientes 
 1 1/2 quito de cenouras em rodelas 
 2 maçãs sem caroço em pedaços
 2 laranjas sem sementes em pedaços 
 1 pimentão vermelho sem semente. 
    MODO DE FAZER
    Lave as frutas e legumes em água corrente. Raspe a casca das cenouras e 
descasque as 
laranjas. Pique tudo conforme descrito nos ingredientes e passe tudo pela 
centrífuga ou 
liquidifïcador.
    Os sucos podem ser servidos com gelo. Para tirar o gosto dos legumes e 
verduras 
diversifique sempre com frutas de sabor mais acentuado como: limão, maracujá, 
abacaxi, 
gengibre ou kiwi, o açúcar é a critério do seu gosto.
    O hibiscus e a clorela serve como corante natural.

    REFRESCO DE IOGURTE COM GROSELHA E HORTELÃ 
 Ingredientes
 2 decilitros e 1/2 de iogurte natural 
 1 decilitro de água mineral
 75 gamas de groselha ou 1 colher de sopa de xarope de groselha
 1 colher de chá de xarope de hortelã 
 2 raminhos de hortelã para decoração

    MODO DE FAZER
    Triturar todos os ingredientes no copo misturador. Dividir o refresco por 
dois copos e 
decorar cada um com um raminho de hortelã. Servir gelado

    SUCO DE BETERRABA COM LARANJA Ingredientes
 Meia beterraba pequena 3 laranjas
 1 litro e meio de água. Açúcar a gosto
    MODO DE FAZER
    Descascar a beterraba e as laranjas, tirar as sementes da laranja e cortar 
em pedaços. Bater 
no liquidificador a laranja e a beterraba com água. Adoçar a gosto. Coar e 
servir.

    SUCO DE CENOURA COM LARANJA 
 Ingredientes
 1 cenoura pequena 
 2 laranjas
 1 litro de água Açúcar a gosto
    MODO DE FAZER
    Cortar a cenoura e descascar a laranja. Tirar as sementes da laranja e 
cortar em pedaços. 
Bater a laranja e a cenoura com a água no liquidificador. Adoçar a gosto.
    Coar e servir
 
    SUCO DE ABÓBORA 
 Ingredientes 
 1 copo de abóbora cozida ou crua 
 3 copos de água,
 1 colher de açúcar 
 4 limões.
    MODO DE FAZER
    Bater tudo no liquidificador e servir

    SUCO DE PAPAIA COM HORTELÃ 
 Ingredientes
 1 litro de suco de laranja
 1 mamão papaia descascado sem sementes 
 Folhas de hortelã
    MODO DE FAZER
 Bata tudo no liquidificador e siara.

    SUCO DE PAPAIA COM GOIABA 
 Ingredientes
 1 litro de suco de tangerina
 1 mamão papaia descascado e sem sementes
 2 goiabas vermelhas, descascadas com sementes
    MODO DE FAZER
 Bata tudo no liquidificador. Peneire antes de servir.

    SUCOS COM MORANGOS 
 Laranja e morango
 Ingredientes
 1 litro de suco de laranja-lima 
 15 morangos
 Abacaxi e morango 
 Ingredientes 
 1 litro de suco de laranja 
 4 fatias de abacaxi doce 
 15 morangos
    MODO DE FAZER
    Bata todos os ingredientes do suco escolhido no liquidificador e sirva.

    SUCO DE LARANJA E MANGA 
 Ingredientes
 1 manga grande
 1 copo de suco de laranja puro 
 1 forma de gelo
    MODO DE FAZER
    Coloque os pedaços de manga e o suco de laranja no liquidificador Bata. 
Acrescente os 
cubos de gelo e bata novamente e sirva.

    SUCO DE LIMÃO COM COUVE 
 Ingredientes 
 2 limões
 1 folha de couve sem talo 
 1/2 litro de água
 Açúcar a gosto
    MODO DE FAZER
    Bater a couve no liquidificador. Coar em peneira fina acrescentar o caldo do 
limão e 
adoçar a gosto.

    XAROPE DE HORTELÃ-PIMENTA 
 Ingredientes
 Folhas de hortelã-pimenta 
 1 litro de água
 Açúcar branco
 Corante alimentar verde (clorela)
    MODO DE FAZER
    Pôr as folhas numa panela, com água suficiente para as cobrir. Cozer em fogo 
brando 
durante meia hora. Coar em um pano e deixar escorrer durante uma hora. Para cada 
meio litro 
de líquido, adicionar trezentos gramas de açúcar, Pôr a mistura numa panela e 
ferver durante 
15 minutos. Querendo, acrescentar o corante alimentar. Engarrafar.

    TABULE COM HORTELÃ 
 Ingredientes
 1/2 xícara (80 g) de trigo para quibe 
 3/4 xícara (140 g) de tomates picados 
 1 pepino (150 g) cortado em rodelas 
 6 talos de cebolinha verde picados
 1/3 xícaras (15 g) de hortelã fresca picada 
 1 colher (sopa) de salsa picada
 2 colheres (sopa) de suco de limão
 1 colher (chá) de casca ralada de limão 
 4 colheres (chá) de caldo de legumes 
 2 colheres (chá) de azeite de oliva
 Sal e pimenta a gosto
    MODO DE FAZER
    Numa panela pequena, coloque o trigo para quibe, cubra com 3/4 xícara (180 
m1) de água 
e misture. Leve ao fogo, deixe ferver e cozinhe por 1 minuto.
    Tire do fogo, cubra e deixe descansar por 15 a 20 minutos ou até o trigo 
absorver a água. 
Espalhe numa assadeira e deixe na geladeira por cerca de 15 minutos.
    À parte, junte os tomates, o pepino, a cebolinha, a hortelã e a salsa 
picados em uma tigela e 
misture bem. Em outro recipiente, junte o suco e as raspas de limão, o caldo, o 
azeite e 
misture. Despeje esse molho sobre os legumes, polvilhe sal e pimenta a gosto, 
acrescente o 
trigo e misture delicadamente. Coloque numa saladeira; cubra e deixe na 
geladeira até a hora 
de servir.

    VINAGRE DE MAÇA
    São necessários 5 litros de água de poço, 1 Kg de maçã e 500 gramas de 
açúcar mascavo 
ou melado de cana (quando usar melado pode-se aumentar a quantidade em torno de 
100 
gramas): Não usar açúcar branco nem água clorada. A maçã deve ficar uma noite 
mergulhada 
na água, sem ser picada. Jogar fora esta água. Picar ou amassar a maçã com casca 
e semente. 
Misturar a água e o açúcar numa vasilha de madeira ou plástica, vidro ou inox. 
Não usar 
vasilhas de alumínio. Cobrir com um pano, colocar num lugar quente para que 
inicie o 
processo de fermentação. Mexer todos os dias e deixar fermentar por 14 a 21 
dias. Quando 
começar a formar uma alga, pode-se coar e jogar fora o bagaço. Guardar o líquido 
no mesmo 
recipiente; cobrindo-o novamente com um pano. Inicia o processo de azedamento 
que leva, 
dependendo da época, 2, 3, 4 ou até mais meses. Depois de um mês, pode-se usar o 
vinagre: 
Quando começa a criar algas, em cada 14 dias, pode-se mexer e afundar a alga.
    OBS: No inverno, não há fermentação, porque o vinagre precisa de calor.

    O VINAGRE DE MAçà E O POTÁSSIO
    O Dr. D.C. Jarvis em seu livro "AGARRE A SUA SAÚDE E NÃO LARGUE MAIS" 
escreve sobre a Medicina Popular do Vermont. Estado Norte Americano em 5 de 
dezembro 
de 1957, faz revelações maravilhosas sobre o uso do vinagre de maçã.
    DESCREVE: O potássio é o mineral chave mais importante. É tão essencial à 
vida que 
sem ele não haveria vida. O minério de potássio não é encontrado puro ou 
isolado, está 
sempre combinado a um ácido e é necessário para o crescimento.
    Sua necessidade é mais acentuada na infância, para construir os tecidos 
orgânicos e se 
prolonga por toda a vida, não há substituto para ele.
    Os minerais que deveriam estar presentes nos alimentos diários são 
necessários para 
assimilação dos alimentos pelo protoplasma das plantas, dos animais e das 
pessoas. O 
protoplasma é material vitalizante, controlador do crescimento, mantenedor da 
saúde e da 
vida, não só das células vegetais, animais e humanas.
    Dr. D.C. Jarvis sugere o uso de vinagre de maçã na carência de HCI ácido 
clorídrico.
    O uso do vinagre de maçã misturado a água e tomado aos goles durante ou 
entre as 
refeições contribui para melhor absorver o cálcio.

    VINAGRETE DE LIMÃO, MOSTARDA E ALHO
    Utilize este vinagrete para temperar verduras cozidas no vapor, tais como 
brócolis, 
espinafre, abobrinha ou qualquer variedade de abóbora. Ele também vai bem como 
molho de 
salada fria.
 Ingredientes 
 3 colheres (sopa) de suco de limão, espremido na hora 
 1 colher (sopa) de mostarda
 1/4 colher (chá) de vinagre balsamico
 1/4 colher (chá) de alho, picadinho na hora 1 colher (chá) de estragão seco
 Sal, pimenta-do-reino moída na hora
    MODO DE FAZER
    Misture os cinco primeiros ingredientes. Tempere-os com sal e pimenta-do-
reino a gosto.

    VINAGRETE DE TOMATE
    Este vinagrete pode ser usado em salada verde, bem fresquinha, ou em 
verduras mistas, 
escaldadas, sobre folhas de alface.
 Ingredientes 
 1/2 xícara (chá) de suco de tomate
 1/4 de colher (chá) de alho, picadinho na hora 
 1 colher (sopa) de vinagre balsamico
 1 colher (sopa) de mostarda
 2 colheres (chá) de manjericão seco, picado
 1/4 colher (chá) de pimenta-do-reino, moída na hora 
 2 colheres (sopa) de manjericão fresco, picado, sal.
    MODO DE FAZER
    No processador de alimentos ou no liquidificador, misture ou bata 
ligeiramente todos os 
ingredientes, menos o sal. Tempere esta molho com sal, a gosto.

    PAÇOCA ENERGÉTICA 
 Ingredientes
 150 g de amendoim torrado sem pele 
 50 g de farinha de caju torrada
 100 g de farinha de mandioca crua 
 50 g de alfafa
 50 g de semente de abóbora torrada 
 300 g de açúcar mascavo
    MODO DE FAZER
    Moer ou triturar os produtos inteiros e junte aos outros ingredientes.

    DOCE DE BATATA-DOCE 
 Ingredientes
 1 Kg de batata-doce 
 1 kg de açúcar
 1 vidro grande de leite de coco
 1 pacote de gelatina branca sem sabor
 1 pacote de gelatina vermelha sem sabor
    MODO DE FAZER
    Lavar bem as batatas e levar para cozinhar; descascar e passar as batatas no 
espremedor; 
colocar os ingredientes numa panela e levar para cozinhar; cozinhar até a massa 
soltar do 
fundo da panela; despejar a massa soltar do fundo do fundo da panela; despejar a 
massa em 
forma untada com margarina; depois de completamente fria a massa, cortarem 
pequenos 
quadrados.
  
    PÃO DE ABÓBORA 
 Ingredientes 
 2 xícaras de semolina integral 
 1 colher de chá de fermento
 1 colher de chá de bicarbonato de sódio 
 1 1/2 colher de chá de canela em pó
 1/2 colher de chá de noz-moscada em pó
 1/4 colher de chá de cravo em pó 
 1/2 colher de chá de sal
 1 xícara de purê de abóbora 
 1/4 xícara de mel
 1/2 xícara de leite de soja
 2 colheres de sopa de óleo vegetal
 1/2 xícara de uva passa ou passas-de-corinto (opcional)
    MODO DE FAZER
    Pré-aqueça o forno a 175° C. Unte uma fôrma de pão quadrada com óleo. Em uma 
tigela 
grande, coloque a semolina, o fermento, o bicarbonato, o canela, a noz-moscada, 
o cravo e o 
sal; reserve.
    Em uma tigela média, misture o purê de abóbora, o mel, o leite de soja e o 
óleo. Adicione a 
mistura de abóbora e as uvas passa à mistura dE: farinha e mexa bem. Transfira a 
massa para 
a fôrma preparada e leve ao forno por 45 minutos, ou até que um palito, inserido 
no centro, 
saia limpo. Tire do forno e deixe esfriar antes de servir.
    Cada porção contém: 182 calorias; 4,4 g de gordura; 4,9 g de proteína; 33,6 
g de 
carboidratos; 4,4 g de fibras; 0 mg de colesterol; 283mg de sódio.

    PÂO DE GENGIBRE 
 Ingredientes 
 1 xícara de semolina integral 
 1/2 xícara de farinha integral 
 1 colher de chá de fermento
 1 colher de chá de bicarbonato de sódio 
 1/2 colher de chá de sal
 1 colher de sopa de gengibre em pó 
 1/2 colher de chá de canela em pó
 1/4 colher de chá de cravo em pó 
 3/4 xícara de purê de maçã
 1/4 xícara de melado
 1 colher de sopa de mel
 2 colheres de sopa de óleo de nozes 
 1/4 xícara de leite de soja ou de arroz
    MODO DE FAZER
    Pré-aqueça o forno a 175° C. Unte em uma fôrma quadrada com óleo.
    Em uma tigela grande, coloque a farinha, a semolina, o fermento, o 
bicarbonato, o sal, o 
gengibre, a canela e o cravo. Em outra tigela menor, misture o purê de maçã, o 
melado, o 
mel, o óleo e o leite de soja ou arroz. Acrescente essa mistura à mistura de 
farinha e mexa 
bem. Coloque a massa no tabuleiro e leve ao forno por 25 minutos, ou até que o 
palito, 
inserido no centro, saia limpo.
    Cada porção de pão de gengibre contém: 154 calorias; 3,9 g de gordura; 2,8 g 
de proteína; 
27,5 g de carboidratos; l,7 g de fibras; 0 mg de colesterol; 289 mg de sódio.

    PÃO DE MILHO 
 Ingredientes 
 1 xícara de trigo integral fino 
 3/4 xícara de fubá
 1 1/2 colher de chá de fermento 
 1/2 colher de chá de bicarbonato 
 1/2 colher de chá de sal
 1 1/4 xícara de leite de soja
 1 1/4 colher de sopa de vinagre de maçã
 1 colher de sopa de mel ou xarope de bordo
    MODO DE FAZER
    Pré-aqueça o forno a 175° C. Unte uma fôrma quadrada com óleo.
    Em uma tigela grande, coloque a farinha, o fubá, o fermento, o bicarbonato e 
o sal. Em 
outra tigela menor, misture o leite de soja, o vinagre e o mel ou o xarope. 
Acrescente a 
mistura de leite de soja à mistura de farinha e mexa bem. Coloque a massa na 
tabuleiro e leve 
ao forno por 20 minutos.
    Cada porção contém: 115 calorias; 1 g de gordura; 3,6 g de proteína; 24,4 g 
de 
carboidratos; 3,8 g de fibras; 0 mg colesterol; 225 mg de sódio.

    PÃO INTEGRAL 
 Ingredientes 
 1 colher (sopa) de fermento granulado 
 1 colher(sopa) de açúcar
 1 xícara de água morna
 4 xícaras de farinha de trigo integral 
 4 xícaras de farinha de trigo
 1 colher (chá) de sal 
 1/2 colher (chá)de óleo
 1 1/2 xícara de água morna
    MODO DE FAZER
    Dissolva o fermento e o açúcar na primeira quantidade de água morna e deixe 
por dez 
minutos para crescer. Misture as farinhas e o sal. Adicione o óleo, o fermento 
crescido e a 
Segunda quantidade de água morna. Misture bem e amasse com as mãos, em mesa 
enfarinhada, por uns dez minutos. Se estiver muito mole, junte mais farinha. 
Deixe crescer 
dentro de uma tigela coberta em lugar morno até que dobre de volume. Asse em 
forno quente 
por uma hora ou até ficar dourado e sequinho dos lados. Tire das fôrmas para 
esfriar.

    PÃO DE CENTEIO 
 Ingredientes 
 6 xícaras de farinha de trigo integral 
 5 xícaras de farinha de centeio
 1 tablete de fermento 
 1 litro de água morna
 2 colheres (sopa) de azeite 
 2 colheres (sopa) de açúcar 
 1 1/2 colher (chá) de sal
    MODO DE FAZER
    Desmanche o fermento em 1 1/2 xícara de água. Junte a água e o sal, açúcar e 
o azeite. 
Misture bem. Acrescente as farinhas, deixando um pouco para polvilhar a tábua de 
amassar. 
Ponha para levedar. Depois, amasse mais duas vezes. Coloque em fôrma e deixe 
levedar até 
ir ao forno quente.

    MARGARINA DE SOJA 
 Ingredientes
 1 cenoura média cozida
 2 colheres (sopa) de amido de milho 
 1 copo de leite de soja
 1/2 colher (sopa) rasa de sal 
 1 copo de óleo de girassol.
    MODO DE FAZER
    Cozinhe a cenoura e reserve. Pegue a água do cozimento da cenoura e junte ao 
amido, 
fazendo uma goma. Bata no liquidificador o leite, a cenoura, a goma e o sal. Vá 
adicionando 
o óleo até que fique firme. Atenção: o liquidificador deve esfriar, ligado na 
primeira potência. 
Despeje em um pote com tampa e leve à geladeira por, no mínimo, quatro horas. 
Sirva com 
torradas ou pão integral.

    GRANOLA 
 Ingredientes 
 Numa tigela grande misture:
 1 lata ou 1 pacote de aveia 
 1/2 xícara de germe de trigo 
 1 xícara de farinha de caju 
 1 xícara de fibra de trigo
 1 xícara de leite em pó (seco) 
 1 xícara de castanha picada
 1/2 xícara de semente de girassol
 Numa tigela grande misture: 
 1/2 xícara de melado
 1/3 xícara de óleo
 1 colher (chá) de baunilha 
 1/2 xícara de água
 1 colher (chá) de sal
 2 xícaras de coco ralado 
 1/2 xícara de dolomita
 2 colheres (sopa) de pó de ostra 
 2 colheres (sopa) de alfafa pó
    Se quiser pode acrescentar amendoim, nozes, etc.
    MODO DE FAZER
    Junte as duas misturas, mexendo para umedecer bem. Espalhe em tabuleiros 
grandes e leve 
ao forno brando (200° -C) por 15 minutos, mexendo a cada cinco minutos, até 
ficar dourado 
por igual. Retire do forno e enquanto estiver morno, misture com 1/2 xícara de 
passas, uma 
xícara de fruta seca picada (pêssego, pêra, maçã, figo, ou outra). Guarde em 
vidros ou latas 
bem tampadas e refrigere se for guardar por mais de duas ou três semanas. Sirva 
uma xícara 
de granola com uma xícara de leite frio para desjejum ou jantar.
    A granola não somente é um alimento nutritivo, mas requer mastigação, e 
assim ativa a 
boa digestão.

    CAMINHAR: O MELHOR REMÉDIO
    Os efeitos protetores do exercício físico.
 - Redução do consumo alcoólico diário;
 - Redução do consumo de cigarros, ou então suspensão total do fumo; 
 - Aumento do débito cardíaco máximo:
 - Aumento da contratilidade do ventrículo esquerdo; 
 - Aumento do volume diastólico do ventrículo esquerdo 
 - Melhora da eficiência do miocárdio:
 - Aumento da massa sangüínea;
 - Aumento do conteúdo do oxigênio arterial e melhora da perfusão dos tecidos;
 - Crescimento da eficiência da distribuição e retorno do sangue;
 - Queda da pressão sangüínea;
 - Aumento do poder de dissolução dos coágulos sangüíneos; 
 - Redução do peso;
 - Redução da tensão psíquica acompanhada de estresse; 
 - Redução favorável do colesterol e dos triglicerídeos; 
 - Queda dos níveis de glicose sanguínea em diabéticos;
 - Redação da atividade simpática adrenérgica;
 - Estimulação da atividade mental reduzindo os níveis de ansiedade, angústia e 
depressão.
    Procurar andar diariamente em ritmo contínuo, começando por 1800 m, 
aumentando toda a 
semana a caminhada em 300 m. Antes desse exercício, realizar por cinco minutos, 
movimentos de mobilidade articular e flexibilidade muscular;
    Primeira semana: iniciar todo dia caminhando 1800 m, descansando sempre um 
dia na 
semana. O tempo seguro e eficaz dessa caminhada oscila entre 20 e 24 minutos;
    Progressão para a Segunda semana: caminhar diariamente 2100 m descansando 
sempre um 
dia na semana. O tempo de caminhada deve variar entre 26 e 27 minutos;
 - Progressão para a terceira semana: caminhar todo dia 2400 m, descansando 
sempre um dia 
na semana. O tempo da caminhada deve oscilar entre 26 e 30 minutos.
    Após o  final da terceira semana, permanecer sem evolução da metragem ou 
redução do 
tempo nos 2400 m diários e respeitando o descanso de um dia na semana. Vale para 
proteger 
preventivamente o coração do infamo do miocárdio. (fonte: Dr.Flávio Rotman)
    A marcha energética obriga o coração a bombear com mais força para 
transmitir mais 
oxigênio ao coração, portanto.
 - Fortalece o coração, fortifica os ossos, melhora a aparência, reduz o 
estresse, agiliza o 
pensamento, ajuda a emagrecer.

    TERMOS MÉDICOS

 - Acidose:Aumento dos ácidos no organismo.
 - Ácido Úrico: Substância resultante do metabolismo das proteínas presentes no 
sangue e na 
urina.
 - Adenite: Inflamação de um glânglio linfático. 
 - Afecção: O mesmo que doença.
 - Amenorréia: Ausência de menstruação. 
 - Amigdalite: É a inflamação das amígdalas.
 - Anasarca: Retenção generalizada de água no organismo, principalmente sobre a 
pele.
 - Anemia: Uma condição resultante do número anormalmente baixo de glóbulos 
vermelhos; 
os sintomas incluem calor fraqueza e fadiga. 
 - Aneurisma: Dilatação de uma artéria.
 - Antraz: Infecção de uma glândula sebácea localizada no tecido celular 
subcutâneo.
 - Anúria: Supressão da urina.
 - Apendicite: Um ataque de apendicite aguda ( inflamação do apêndice) 
geralmente começa 
com uma dor de estômago ou em volta do umbigo, que depois vai para a região 
inferior do 
abdome, acompanhada de náuseas, vômitos e prisão de ventre.
 - Arteriosclerose: Endurecimento das paredes das artérias. 
 - Artrite: Doença inflamatória das articulações.
 - Artrose: Processo degenerativo ósseo com destruição óssea.
 - Asma: Dificuldade respiratória, originária de causas muito diversas (causa 
alergia, 
bacteriana e psicológica). Bastante comum é a asma brônquica, que geralmente é 
causada por 
alergia a alguma substância. O tratamento consiste em identificar a substância 
nociva e 
dessensibilizar o organismo.
 - Azia: É uma sensação de ardência no estômago. Muitas vezes, ocorre quando o 
ácido 
clorídrico, usado pelo estômago para digestão, fica retido no estômago.
 - Blefarite: Inflamação das pálpebras.
 - Blenorragia: Infecção purulenta da uretra e vagina (o mesmo que gonorréia).
 - Bócio: Tumor que se forma na glândula tireóide,geralmente causada por 
deficiência de 
iodo na alimentação.
 - Bronquite: Inflamação ou a obstrução dos brónquios ou canais respiratórios 
que se 
ramificam nos pulmões. A inflamação é seguida de tosse incessante devido à 
irritação 
presente, acúmulo de muco, febre, dor nas costas e no peito, dor de garganta e 
dificuldade em 
respirar.
 - Bursite: Bursite é inflamação da bursa, pequenos sacos cheios defluídos 
encontrados nas 
juntas, músculos, tendões e ossos que ajudam a promover o movimento muscular ao 
amortecer os ossos contra a fricção. 
 - Cálculos: Concreções sólidas num tecido ou num órgão do corpo. Geralmente, 
nos rins ou 
no fígado, dando origem às chamadas "calculoses". Os cálculos, quando se 
localizam no rim 
ou na vesícula, não produzem dor, mas ao se deslocarem para o colédoco (que é um 
tubo 
estreito) ou para a ureter (que é um tubo fino) geram uma dor intensa, cíclica, 
em forma de 
cólica.
 - Câncer: Quando você se machuca - por exemplo, quando se corta- as células em 
volta do 
corte se reproduzem para substituir as que foram danificadas. Essas células 
sabem que devem 
parar de se reproduzir depois que tiverem "preenchido " o corte.
    No caso do câncer, uma célula tem a idéia de reproduzir-se e continua se 
reproduzindo sem 
nenhuma razão aparente. As células que se reproduzem formam um nódulo duro. Isso 
é 
câncer. Muitas vezes, uma célula desse nódulo, ou tumor, vai para outra parte do 
corpo e 
começa a reproduzir-se lá. Essas células não respondem ao sinal normal de parar. 
 - Caxumba: Inflamação da glândula parótida (o mesmo que papeira). 
 - Cefaléia: Dor de cabeça crônica.
 - Ciática: Dor aguda no percurso do nervo ciático.
 - Cirrose Hepática: Doença degenerativa do fígado, que produz endurecimento em 
seu 
tecido.
 - Cistite: Inflamação da bexiga urinária. 
 - Colecistite: Inflamação da vesícula biliar. 
 - Colite: Inflamação do intestino grosso.
 - Conjuntivite: Inflamação da mucosa ocular.
 - Diabetes: Doença metabólica que se caracteriza principalmente pelo aumento da 
taxa de 
açúcar no sangue e na urina.
 - Difteria: Doença infecto-contagiosa e tóxica, que se localiza, comumente, na 
mucosa da 
garganta e do nariz (o mesmo que crupe). 
 - Dismenorréia: Menstruação difícil e dolorosa.
 - Diurético: Que favorece a eliminação de urina.
 - Doenças Cardiovasculares: O sistema cardiovascular compreende o coração e os 
vasos 
sanguíneos; o sangue é bombeado pelo coração e circula pelo corpo pelos vasos 
sangüíneos. 
A doença cardiovascular é o principal problema de saúde no mundo ocidental. É a 
principal 
causa da morte nos Estados Unidos, tirando mais de 1 milhão de vidas anualmente. 
Estima-se 
que 50 milhões de norte-americanos tenham doenças do coração e dos vasos 
sangüíneos, 
muitas das quais são assintomáticas.
    As artérias que fornecem sangue ao coração são chamadas de artérias 
coronárias. Quando 
os vasos sangüíneos do coração se estreitam, quantidades insuficientes de 
oxigênio chegam 
ao coração, causando uma dor no peito chamada angina.
    Quando as artérias coronárias que carregam oxigênio e nutrientes ao músculo 
cardíaco 
tornam-se obstruídas, pode ocorrer um ataque cardíaco, ou infarto do miocárdio, 
resultando 
em dano ao músculo cardíaco. A arteriosclerose, ou endurecimento das artérias, é 
a causa 
mais comum da obstrução.
    A arteriosclerose é responsável pela maioria das mortes resultantes de 
ataques cardíacos.   
Coágulos de sangue nas artérias coronárias também resultam em ataques cardíacos. 
É 
imperativo que a pessoa que esteja enfartando receba atenção médica imediata.
 - Eczema: Dermatoses caracterizada por apresentar inflamações, vesículas, 
exsudatos e 
crostas.
 - Efizema Pulmonar: O enfizema é caracterizado pela falta de ar, que ocorre 
principalmente 
após grande esforço físico. Essa dificuldade é causada pela perda de 
elasticidade e dilatação 
do tecido pulmonar.
 - Edema: Acúmulo anormal de líquidos em qualquer tecido ou órgão.
 - Elefantíase: Edema irregular de partes do corpo, principalmente das 
extremidades causado 
pela estagnação crônica da linfa, conferindo-lhe um aspecto de perna de 
elefante.
 - Enterite: Inflamação aguda ou crônica da mucosa do intestino delgado. 
 - Enterocolite: Inflamação aguda ou crônica da mucosa dos intestinos delgado e 
grosso.
 - Ecmose: Mancha escura provocada por hemorragia sob a pele e mucosa.
 - Esclerose Múltipla: A esclerose múltipla é uma doença progressiva e 
degenerativa do 
sistema nervoso ao destruir a mielina que reveste os nervos, causando uma reação 
inflamatória.
 - Escoliose: Curvatura da coluna vertebral no plano frontal. Pode ser convexa à 
direita ou 
para esquerda.
 - Esplenite: Inflamação do baço.
 - Espasmo: Contração súbita e involuntária da musculatura.
 - Esporão de calcanhar: O esporão é um crescimento pontudo do osso, geralmente 
localizado 
no calcanhar. O esporão pode ser causado por depósitos de cálcio em áreas 
indesejadas do 
corpo.
 - Estomatite: Inflamação da mucosa da boca.
 - Estreptococos: E o nome de um grupo de bactérias que causam várias doenças.
 - Febre Reumática: A febre reumática é uma infecção resultante de uma bactéria 
estreptocócica no corpo. Muitas vezes, aparece como uma compilação da infecção 
na 
garganta por estreptococos, amigdalite, escarlatina ou otite.
 - Flatulência: Acúmulo de gases no tubo digestivo
 - Gangrena: Há dois tipos de gangrena, úmida e seca. A gangrena seca não 
envolve infecção 
bacteriana. É causada pelo fluxo sangüíneo interrompido ou reduzido; que resulta 
em tecido 
sem oxigenação. Também pode ser causada pelo endurecimento das artérias, má 
circulação, 
diabetes ou embolia arterial (bloqueio do fluxo sangüíneo).
    Às vezes, a gangrena é causada por ulceração produzida pelo frio. A área sem 
oxigenação 
morre mas, na ulceração produzida pelo frio, a gangrena não se espalha para 
outras áreas. 
Quando há necrose, pode doer, mas depois que a pele está morta, torna-se 
dormente e 
escurece lentamente. A gagrena seca é causada por um ferimento ou doença que 
interrompe o 
fornecimento de sangue aos tecidos machucados.
 - Gastralgia: Dor no estômago.
 - Gastroenterite: Inflamação do estômago e dos intestinos.
 - Gengivite: Inflamação das gengivas.
 - Glaucoma: Doença no olho marcada pelo aumento de pressão no globo ocular e 
perda 
gradativa da visão.
 - Gota: Artrite decorrente do aumento de ácido úrico no sangue e da 
decomposição de seus 
sais nas articulações.
 - Hematúria: Presença de sangue na urina.
 - Hemorróidas: As hemorróidas são veias inchadas em volta do ânus, que podem 
projetar-se 
para fora do reto. São geralmente associadas à prisão de ventre, gravidez, dieta 
inadequada, 
falta de exercício, longos períodos sentado, levantamento de peso, obesidade, 
dano ao fígado 
e alergias. As hemorróidas podem doer, romper-se, sangrar, causando mal-estar e 
dor. -
Hepatite: Inflamação do fígado.
 - Herpes-zóster: Doença inflamatória da pele, que se manifesta no trajeto de um 
nervo, 
unilateralmente, sendo em geral muito dolorosa.
 - Hidropsia: Acumulação anormal de líquido no tecido celular ou numa cavidade 
do corpo.
 - Hiperacidez Gástrica: Excesso de ácido clorídrico no estômago (azia).
 - Hipercloridria: O mesmo que hiperacidez gástrica.
 - Hipotensão: Pressão sangüínea baixa.
 - Hipocloridria: Diminuição do ácido clorídrico no estômago.
 - Hipotiróidismo: Doença produzida pela diminuição da função da glândula 
tireóide.
 - Icterícia: Distúrbio orgânico caracterizado pelo aumento de bilirrubina no 
sangue e na sua 
conseqüente decomposição na pele e mucosas, conferindo-lhe uma cor verde-
amarelada.
 - Incontinência Urinária: Emissão involuntária de urina.
 - Infecções: São causadas por germes (microorganismos).
 - Laringite: Inflamação da laringe e das cordas vocais, que origina a chamada 
afonia ou 
perda da voz.
 - Leucorréia: Corrimento branco vaginal ou uterino.
 - Linfatismo: Tendência para infecções repetidas do tecido linfático e seu 
crescimento 
anormal.
 - Lipoma: Tumor de tecido gorduroso.
 - Lombalgia: Dor muscular ou nevrálgica, muitas vezes de fundo reumático, 
localizada na 
região lombar. . -Menopausa: Período em que cessam as menstruações.
 - Metrite: Inflamação do útero. 
 - Metrorragia: Hemorragia uterina. 
 - Micose: Infecção causada por fungos.
 - Nefrite: Inflamação dos rins.
 - Neoplasia: Tumor (maligno-câncer).
 - Neurite: A neurite é a inflamação ou deterioração de um nervo ou grupo de 
nervos.
 - Orquite: Inflamação dos testículos. 
 - Osteoma: Tumor de tecidos ósseos.
 - Osteoporose: Doença caracterizada por descalcificação óssea. 
 - Otite: Infecção de ouvido.
 - Panarício: Inflamação purulenta dos dedos, nas partes que circundam as unhas.
 - Parkinson: Também chamado de paralisia agitante, o mal de Parkison é uma 
doença 
degenerativa que afeta o sistema nervoso. Sua causa é desconhecida, mas os 
sintomas 
aparecem quando há desequilíbrio de duas substâncias químicas, a dopamina e a 
acetilcolina, 
no cérebro. Os cientistas encontraram uma deficiência de dopamina em certas 
células 
cerebrais. Essa substância química leva mensagens de uma célula nervosa à outra. 
Quando o 
cérebro não consegue produzir dopamina, o mal de Parkinson aparece. Acredita-se 
que a 
desnutrição seja um fator subjacente importante.
    Os sintomas dessa doença são rigidez muscular, baba, inapetência, andar 
arrastado, 
tremores que incluem um movimento do polegar e indicador como se estivessem 
rolando um 
comprimido, fala prejudicada e uma expressão facial fixa. A doença pode começar 
com 
tremor das mãos quando se descansa. O corpo aos poucos torna-se rígido e os 
membros ficam 
retesados.
 - Pielite: Inflamação de pélvis renal.
 - Pelagra: Doença causada pela falta de niacina, uma vitamina do complexo B.
 - Pericardite: Inflamação da membrana que envolve externamente o coração.
 - Piorréia: Afecção crônica e supurativa dos alvéolos dentários. 
 - Pleurisia: Inflamação da pleura membro que reveste os pulmões.
 - Polineurite: Inflamação que acomete vários nervos.
 - Pólipo: Tumor pediculado da mucosa.
 - Pressão alta (Hipertensão): quando o coração bombeia sangue pelas artérias, o 
sangue 
pressiona as paredes dos vasos sangüíneos.
 - Prostatite: Inflamação da próstata.
 - Psoríase: Afecção crônica da pele, caracterizada por placas escamosas e 
brancas que 
desprendem pelo atrito.
 - Retite: Inflamação do reto.
 - Renite: Inflamação da mucosa nasal.
 - Reumatismo: E o nome genérico de uma série de afecções dolorosas dos 
músculos, ossos e 
articulações.
 - Sinusite: A sinusite é a inflamação dos seios nasais que acompanha a 
infecções das vias 
respiratórias superiores.
 - Supra-renais: As glândulas supra-renais são órgãos triangulares que se 
localizam acima de 
cada rim. Cada glândula normalmente pesa cerca de cinco gramas e compreende duas 
partes: 
o córtex ou seção externa, responsável pela produção de cortisona, e a medula ou 
seção 
central, que secreta adrenalina.
 -Tuberculose: Infecção produzida por um bacilo que ataca os pulmões, mas que 
também 
pode se localizar em outros órgãos e tecidos.
 - Uremia: Intoxicação causada por uma depuração insuficiente do rim. 
 - Uretrite: Inflamação da uretra.
 - Vaginite: pode ser causada por bactérias, infecção vaginal, excesso de duchas 
inadequadas, 
deficiência de vitamina B ou parasitas intestinais. 
- Xeroftalmia: Afecção dos olhos causada por falta de vitamina A.

    RECOMENDAÇÕES:
 - Há grande variedade na quantidade de substância ativa de uma erva dependendo 
da região 
onde é produzida e do tipo de solo. Para preservar as substâncias ativas, as 
ervas devem ser 
acondicionadas em recipientes (vasilhas) bem fechadas, ao abrigo da luz, umidade 
e luz solar 
direta.
 - As ervas devem ser tomadas nas doses recomendadas. Se ultrapassar as mesmas 
podem ter 
efeitos colaterais.
 - Sempre que usar qualquer vegetal, procure certificar-se com pessoas 
competente, se é o 
material verdadeiro para o remédio, pois outro material pode trazer 
conseqüências 
desagradáveis. Há plantas com mais de um nome vulgar o que pode ser causa de 
confusão.
 - Procure sempre lavar muito bem o material, principalmente tratando-se de 
folhas, flores e 
frutos, que podem ter sofrido a ação de agrotóxicos ou conter sujeiras.
 - Observe sempre a parte usada da planta: folhas, flores, casca, lenho, etc., 
Pois outras partes 
dela podem não conter a substância ativa.
 - Para ferver qualquer erva, não use nunca vasilha de metal, somente vasilha de 
porcelana, 
esmalte, barro, vidro, pois o metal modifica o produto final.
 - A erva verde geralmente pesa o dobro da erva seca, por isso, geralmente pode-
se usar 20 g 
da erva verde ou 10 g de seco para cada litro d'água, nos chás. Toda erva seca a 
sombra e em 
local seco, é melhor do que ao calor do fogo ou do sol.
 - Nunca use remédios naturais (como chás, cremes, etc.) se você não tiver 
conhecimento 
sobre as ervas. Em todos os casos consulte sempre um especialista. Tome cuidado 
ao 
manusear qualquer tipo de erva e as mantenha longe das crianças.
 - Ao adquirir seus chás, siga a risca as instruções abaixo:
 1. As espécies silvestres devem ser colhidas longe de poluição.
 2. Não aceite ervas colhidas em ambientes (terrenos baldios e beira de 
estradas). Existem 
comerciantes que infelizmente só pensam em lucros e por isso adquire ervas de 
locais 
poluídos sem os devidos cuidados de manuseio e acondicionamento, secando estas 
em 
calçadas expondo-as a pisadas e contato de animais. O uso de plantas medicinais, 
quando 
feito com critério, só tem a contribuir para a saúde.
 -Tais critérios referem-se à identificação do quadro clínico apresentado 
(doença ou sintoma), 
(escolha correta da planta a ser utilizada e adequada preparação).
 - Os prováveis efeitos tóxicos de muitas das plantas ainda são ignorados. Na 
medida do 
possível, devem-se utilizar aquelas cujos efeitos sejam bem conhecidos, com 
dosagens 
moderadas e bem determinadas, evitando-se os excessos.
 - As plantas medicinais devem ser adquiridas, preferencialmente, por pessoas ou 
firmas 
idôneas que possam dar garantia da qualidade e da identificação correta.
 - Não se devem colher plantas perto de estradas, pois podem estar contaminadas 
pela poeira 
e pelos gases que saem dos equipamentos dos automóveis. Deve-se também, evitar a 
colheita 
perto de lavouras onde se utilizam agrotóxicos e de cursos de água contaminados 
com 
produtos químicos.
 - As plantas frescas com mau aspecto não devem ser utilizadas e quando secas, 
não devem 
apresentar sinais de deterioração, como o mofo. Esses sintomas certamente 
refletem os maus 
cuidados na conservação e a possível presença de toxinas de fungos, como 
aflatoxina, 
comuns em mofos e que podem causar perturbações diversas no organismo.
 - Na preparação, deve-se ter o cuidado de observar a dosagem das partes 
vegetais e a sua 
forma de uso.
 - As intoxicações ocorrem, quase sempre, do uso de quantidades excessivas de 
determinadas 
plantas, do preparo e uso inadequados e, principalmente, do uso de plantas com 
efeitos 
tóxicos.
 - As misturas de plantas no chá devem-se restringir a um número reduzido de 
espécies com 
indicações e uso semelhantes ou com propriedades sinérgicas. No entanto, isto 
deve ser 
evitado, uma vez que podem trazer efeitos diferentes do esperado, em virtude das 
interações 
entre os constituintes químicos das plantas.
 - A forma de uso (banho, inalação, ingestão, etc). E a freqüência também são 
importantes 
durante o tratamento. Não adianta ingerir um litro de chá de uma só vez, quando 
se deveria 
tomar a intervalos regulares de tempo durante o dia. Da mesma forma, uma planta 
recomendada exclusivamente para o uso externo não deve ser administrada 
internamente.
 - A adição de mel em chás e xaropes só deve ser feita depois que estes fiquem 
mornos ou 
frios.
 - Não utilize plantas medicinais durante a gravidez, especialmente nos três 
primeiros meses, 
exceto sob acompanhamento de um profissional de saúde.
 - Saiba sempre o momento de procurar outros recursos terapêuticos, pois a 
orientação 
médica é fundamental e a fisioterapia é apenas uma das vertentes da medicina.
 - Os pacientes que estiverem usando anticoagulantes e ácido acetil salicílico, 
(aas, aspirina), 
não devem usar o chá de: salgueiro, limão, gengibre, cravo ou cebola. Poderá 
ocorrer uma 
potencialização na ação do medicamento. A ação fitoquímica dos produtos citados 
é anti-
coagulante.
 - Quando escolher uma sugestão de tratamento, leia com atenção as 
recomendações, do 
modo de fazer e dosagens.
 - Pode se fazer dois até três tratamentos simultâneos.
création offerte par "chez-petitemimine"
UMA ÓTIMA SAÚDE PARA VOCÊ!

ORIGEM DA FRUTA NONI - Exibido no Globo Reporter

APRESENTAÇÃO DE SLIDES

Loading...