SEJAM BEM VINDOS!

A FRUTA NONI RETARDA OS EFEITOS DO ENVELHECIMENTO

DOMINGO ESPETACULAR

Domingo Espetacular

10/8/2014 às 22h13 (Atualizado em 10/8/2014 às 22h14)


Noni: fruta exótica e pouco conhecida ajuda a perder peso e combater doenças


CLIQUE NO LINK ABAIXO PARA VER A REPORTAGEM 

GLOBO RURAL

G1





NONI CONQUISTA BRASILEIROS POR ESTAR ASSOCIADO À CURA DE DOENÇAS

06/06/2013 06h27 - Atualizado em 06/06/2013 10h30



Embrapa do Ceará está fazendo pesquisas com o fruto.

De origem asiática, ele adaptou-se bem ao clima e logo ganhou mercado.

Estamos na sede da Embrapa em Fortaleza, no Ceará, onde a fruta conhecida como noni está sendo cultivada para pesquisas.

De porte médio, cada árvore pode atingir até 10 metros de altura. João Alencar é engenheiro agrônomo e um dos pesquisadores do noni no Ceará. Ele conta que a planta tem origem asiática e adaptou-se bem ao clima do Brasil.

As plantas, em condições ideais de água e nutrientes, produzem fruta durante o ano inteiro e com uma característica especial. Em um único galho é possível ver todas as fases do crescimento: da florzinha até o noni no ponto de colheita.

O ponto certo de colheita é quando acontece a fase chamada de leitosa. Maduro, o noni ganha uma coloração mais esbranquiçada e fica molinho e pronto para o consumo.

As pesquisas da Embrapa começaram em 2008. O agrônomo explica que o noni começou a ser pesquisado depois que se tornou popular nas feiras livres e que a fruta tem atraído a atenção da população porque é rica em nutrientes. “É rica em vitamina C e antioxidantes e a Embrapa vendo isso, começou a trabalhar no desenvolvimento agronômico da fruta", diz João Alencar...

MAIS ARTIGOS PUBLICADOS SOBRE A FRUTA

Noni. Planta eleita como destaque de 2011

Postada em
A noni (Morinda citrifolia) se destacou devido seus componentes nutraceuticos e antioxidantes que superam qualquer outra frutífera

Noni (Morinda citrifolia) é uma planta originada das ilhas do Pacífico em solos vulcânicos. Mas brotam e se desenvolvem muito bem em território brasileiro. Cerca de um ano após a germinação da semente, o arbusto produz frutos que podem ser colhidos durante todo o ano. 
Para obtenção do suco, são cultivadas grandes áreas, principalmente no Taiti, sendo um dos principais recursos medicinais dessas dessas ilhas do Pacífico.

Propriedades
O nomi contém mais de 153 nutracêuticos, esse fruto possui inúmeros componentes que agem como antioxidantes além do princípio ativo proxeronina que convertido no fígado e no alcalóide xeronina, atua como substância capaz de estimular o sistema digestivo e imunológico, melhorar a nutrição celular e consequentemente a energia e vitalidade do organismo.
Melhorando a nutrição celular poderemos obter melhorias em vários sintomas cuja causa é na realidade o desequilíbrio do organismo.
Artigo publicado na revista SAÚDE de 09/04, relata que pesquisadores das universidades dos EUA; do HAVAÍ, da FRANÇA, HOLANDA e JAMAICA estão se debruçando em estudos para tirarem a limpo o efeito que na prática, muitos consumidores tem obtido desta poderosa fruta.
Há várias pesquisas publicadas sobre os efeitos antioxidantes do noni além de pesquisas do Dr. Heinicke em jornais científicos.
Recentemente, foi realizado um estudo com o objetivo de analisar a alta capacidade antioxidante do Suco de noni. Tal estudo mostrou o aumento da capacidade antioxidante do sangue dos individuos que consumiram o produto. (Acta Pharmacologica Sínica. 2002 Dec; 23(12): 1127-41).
Todos os outros estudos anteriores haviam sido realizados in vitro (ou seja, por estes bioquímicos). Em relação a outros antioxidantes, como a Vitamina C, por exemplo, o Suco de noni se destaca com uma significativa superioridade, devido à ação sinérgica de seus constituintes que potencializa os efeitos.
 ConsumoExistem várias formas de consumo do noni, seja como cosmético ou nutracêutico. O suco dessa fruta geralmente é consumido misturado a outros sucos como uva, amora, cupuaçu e outros.
 MercadoAtualmente a fruta noni tem uma estimativa de preço de R$ 30,00 a unidade, porém o maior potencial comercial trata-se do suco que no mercado é vendido por aproximadamente R$ 140,00 a R$ 170,00 o litro, além da indústria nutraceutica ela esta se popularizando no mercado de cosméticos.
Informações de cultivo

As sementes de noni necessitam de calor e boa luminosidade para germinar, mais não suporta sol direto, portanto coloque em local adequado.
Ao transplantá-las transplante com torrão não toque nas raízes, as sementes germinação no prazo de 60 dias com índice de 50% de germinação.
Quando as mudas estiverem com 6 folhas e com aproximadamente 15 cm de altura pode ser transplantando para sacos de muda, jarros, baldes.
Quando for fazer o plantio a campo elabore uma cova de 60x60 colocando cinza, bastante matéria orgânica misturando sobre a terra após fazer o plantio da muda.
As mudas devem ser molhadas no inicio do plantio três vezes por semana em clima úmido na fase de desenvolvimento, em regiões de clima seco devem ser irrigadas diariamente no início do plantio mais.
Após 45 que as mudas já estiverem plantadas deve ser usada adubação 14x14x8 com medidas das pequenas de 15 gramas em volta da mudas. Para fazer a adubação as mudas devem antes ser molhadas.



Matéria sobre NONI volta à pedido. Para que serve a fruta NONI? Tem mesmo teor medicinal?

http://www.campomaioremfoco.com.br/geral/6267-para-que-serve-a-fruta-noni-tem-mesmo-teor-medicinal.html


Noticias - Geral
Qui, 29 de Julho de 2010 23:08
Uma das matérias mais lidas e comentadas do Portal Campo Maior Em Foco volta para que leitores, ou mesmo especialistas, possam ajudar a responder tantas perguntas.A freuta é considerada o futuro contra o câncer.
Escopoletina e SerotoninaA escopoletina dilata os vasos sanguíneos permitindo a passagem do sangue mais rapidamente, resultando níveis de pressão sanguínea mais baixos. Esta redução da pressão não produz níveis demasiado baixos que possam prejudicar-lhe (hipotensão), simplesmente os equilibra. Além disso, comprovou-se que a escopoletina destrói uma variedade de espécies bacterianas e é considerada uma destruidora do fungo Pythium sp.
Na escopoletina também são observadas propriedades anti-inflamatórias e inibidoras histamínicas, relacionado com a dor, a artrite e as alergias.
A escopoletina não só tem propriedades medicinais próprias, mas também é um dos compostos químicos dentro da fruta noni, que se mistura com a serotonina, um componente necessário que se encontra nas plaquetas do corpo humano, no forro do aparelho digestivo e no cérebro. A serotonina é uma substância mediadora, neurotransmissora, influente no estado de espírito, no ritmo do sono, na assimilação dos alimentos, na percepção da dor, no sistema nervoso central e actua como anti-depressivo e estimula a digestão.
Óxido nítricoO noni estimula a produção do óxido nítrico, um gás que no nosso corpo cumpre inúmeras funções: dilata os vasos sanguíneos, contribuindo para normalizar a pressão arterial e a melhorar a circulação e a oxigenação, prevenindo a impotência e melhorando a memória; combate os radicais livres; evita a coagulação prematura do sangue, causadoras dos infartes cardíacos e cerebrais; estimula o sistema imunológico contra as bactérias, os vírus, as células cancerígenas; mantém os níveis de insulina no sangue, prevenindo os diabetes. Também estimula a glândula do crescimento.
Damnacantal, anticancerígeno
É uma substância que inibe a acção de um grupo de células (K-rente-NRK) responsáveis pelo cancro. Impede o crescimento dos tecidos malignos e acelera o processo de formação de novos leucócitos, ou glóbulos brancos.
O damnacantal é uma antraquinona que, como indicado no ponto seguinte, tem outras funções. Os outros compostos de antraquinonas que estão presentes no sumo de noni são a rubiadina, o nor-damnacantal, a morindona e a lucidita 3-0-primeverodisa. Estes compostos também possuem uma actividade anti-tumoral de destaque, mesmo que o mais estudado tenha sido o damnacantal.
Antraquinonas, agentes antibacterianos
Os outros compostos de antraquinonas que o noni contém, destacando-se a alizarina, são agentes antibacterianos. Comprovou-se que combatem certas bactérias infecciosas: Pseudomonas aeruginosa (infecções cutâneas), Proteus morgnii, Staphylococus aureus (produtor de infecções no coração), Bacillis subtilis e Escherichia coli (infecções digestivas). Provas adicionais demonstraram que esta atividade antibacteriana controla os patógenos: Salmonela e Shigela (responsável da disenteria). Os elementos antibacterionos se relacionam com infecções na pele, resfriados, febres e outros problemas de saúde causados por bactérias. Além disso são substâncias que ajudam na digestão.
Terpenos
São substâncias que aparecem na maioria das resinas e óleos essenciais das plantas.
O eugenol, com actividade germicida elevada, relaxa a musculatura lisa, interferindo na contracção muscular. Este processo exerce um efeito calmante e relaxante. Também exerce uma actividade anti-tumoral, mesmo que ainda não muito estudada.
O betacaroteno é o percurssor da vitamina E e tem ainda mais actividade antioxidante que a própria vitamina. Os estudos com homens, demonstraram que grandes ingestões de betacaroteno estão associados à redução das taxas de cancro no pulmão, de pele, de cerviz, do trato respiratório e intestinal.
O limoneno tem algum papel na doença de alzheimer. Os resultados demonstram que é eficaz na melhora dos sintomas da doença. O limoneno também possui um certo antagonismo à formação tumural e à actividade bacteriana.
O ácido ursólico é eficaz na eliminação de infecções mitóticas e nos sintomas inflamatórios, quando aplicado topicamente. Também se demonstrou útil na leucemia, nas aids e como anti-histamínico.
EsteróisOs três fitosteróis mais importantes são o sitoesterol, o estigmasterol e o campestol e os três encontram-se no sumo de noni, fortificando ainda mais as suas capacidades nutricionais. A ingestão de esteróis de origem vegetal, reduz a absorção intestinal do colesterol assim como do colesterol total em plaquetas e os níveis de LDL.
Outros compostos bioquímicos importantes
O ácido ascórbico que o noni contém é uma fonte de vitamina C.
Os ácidos linoléicos (este é essencial), capróico e caprílico são ácidos gordurosos que regulam a absorção intestinal As glucopiranosas regulam os níveis de açúcar
A acubina e o asperulósido (dois glicósidos) são antibióticos poderosos naturais
A morindona e a morindina foram utilizadas como corantes naturais e possuem propriedades antibacterianas
Os bioflavonoides são antioxidantes. Impedem a formação de radicais livres, responsáveis pelo envelhecimento prematuro e degeneração das célula.
DIÁRIO DE NATAL
Cidades
Edição de domingo, 15 de maio de 2011 
Noni: planta milagrosa ou modismo?
Enquanto pessoas relatam casos de melhoras rápidas, Ciência adverte para falta de comprovações e riscos
Alex Costa // Especial para O Poti //alexcosta.rn@dabr.com.br 


Uma árvore que tira a dor. A Morinda Citrofolia, popularmente chamada de Noni, tem espalhado cada vez mais a sua fama de "fonte de cura", apesar de ainda ser pouco conhecida em Natal. Tal como outras plantas que se tornaram famosas pelos seus poderes medicinais, o Noni é a moda da vez e já vem causando uma verdadeira revolução, sendo aplicado em diversas enfermidades. A reportagem de O Poti/Diário de Natal foi atrás dos depoimentos das pessoas que experimentaram o fruto e que tiveram resultados milagrosos.


Existem relatos de consumo do fruto para fins medicinais em várias partes do mundo: da Ásia aos Estados Unidos Foto:Fábio Cortez/DN/D.A Press
Originária do sudoeste da Ásia, o Noni foi difundido pelo homem através da Índia e do Oceano Pacífico até as Ilhas da Polinésia Francesa. Em diferentes lugares do mundo, todas as partes do milagroso pé de Noni, desde a raiz até as folhas, são utilizadas para algum fim curativo.

Na China, Japão e Taiti, várias partes da árvore são usadas para o tratamento da febre, dos olhos, problemas da pele, gengivite, constipação, dores de estômago e dificuldadesrespiratórias. Na Malásia, acredita-se que as flores do Noni aquecidas, aplicadas no peito, curam náuseas, tosses e cólicas. Nas Filipinas, o suco das folhas do Noni é consumido como tratamento para artrite. Na Indochina, o fruto aplica-se no tratamento da asma e da desinteria. Por fim, nos Estado Unidos e Canadá, o fruto é anunciado como produto dietético.

Será verdade? A repercussão dos poderes curativos do Noni no Rio Grande do Norte tem se espalhado e alcançado mais pessoas a cada dia que passa, e cada beneficiado pelo fruto tem uma história diferente para contar. A cabeleireira Elza Lino descobriu o fruto através de uma cliente, a dentista Solange Miranda, que, por sua vez, conheceu o fruto por intermédio de uma cunhada, médica, que viu os efeitos de um câncer no útero regredirem até ficar totalmente curada. "Os frutos que eu tenho são dados pela Solange, porque ela plantou um pé de Noni no jardim do consultório dela. Eu faço o meu suco de Noni e tomo todos os dias", afirmou Elza.

Quando alguém se queixa de alguma dor ou doença perto de Elza, a cabeleireira não pensa duas vezes e já oferece um pouco do seu suco de Noni, e ensina como consumir. "Tomar sempre 30ml pela manhã e à noite antes de dormir. Antes eu sentia dores fortes nas pernas e nos braços, resultado do trabalho no salão. Hoje não sinto mais essas dores, tenho disposição para fazer qualquer coisa e ainda tenho um melhor sono depois que passei a consumir", contou.

A dentista Solange Miranda não consome o Noni, mas faz questão de fornecer para os adeptos, sem custos. "Depois que vi minha cunhada curada do câncer, acredito que a planta realmente tem bastante compostos químicos benéficos para enfermidades de vários tipos. Só não consumo ainda porque não precisei", disse.

Ao contrário de todas as frutas que são melhores quando consumidas frescas e com casca, essa não é muito palatável ao natural. "Parece fruta do conde, mas não tem nada de doce. O gosto é muito ruim e o cheiro não é dos mais convidativos", continuou Solange. Quanto ao suco, segundo os usuários, este deve ser misturado com outros sucos, preferencialmente de uva, ficando com um sabor curioso.

+ Mais
Histórias de curas vão da artrose à pressão alta

"Sucesso é ligado ao fascínio pelo mágico"

VÍDEO - Por Marcos Mendes
Casal Ana Maria e mestre Moraes do Vale do Amanhecer relatam um depoimento fantástico sobre os benefícios que o Suco NONI fizeram em suas vidas.



Conheça tudo sobre a noni uma fruta medicinal







Parnaíba é um pedaço do Brasil que em se plantando, tudo dá. De coqueiros a flores tropicais, a vegetação parnaibana é rica e diversificada.


Foto: ReproduçãoA fruta já está sendo produzida em Parnaíba
A fruta já está sendo produzida em Parnaíba
A primeira plantação de noni começa a produzir em Parnaíba. Na área da plantação encontramos 400 pés dessa planta que está na mídia brasileiradesde 2003, com fama de proporcionar excelentes resultados na área da saúde. A presença de ômega 6 e óxido nítrico dilataria os vasos, melhorando a oxigenação e, conseqüentemente, a memória.
O noni é uma fruta verdinha, chegando a parecer com a fruta do conde, com a graviola, mas é em suas propriedades que está toda a diferença do exótico noni para as demais frutas: possui também escopoletina, substância antibacteriana, antifúngica e antiinflamatória, que também ajuda a dilatar os vasos sangüíneos — o que faria baixar a pressão arterial.
O noni é uma fruta que deve ter sua polpa adicionada a qualquer outro suco e recomenda-se que seja tomada em três doses: uma pela manhã, uma ao meio-dia e uma à noite.
Em Parnaíba, o noni vem sendo cultivado há aproximadamente três anos e somente agora vem para o mercado em forma de polpa.
E o noni não é que nem um chester siscando no terreiro: eu vi.
O noni pode ser encontardo para venda em polpa aqui em Parnaíba através dos telefones 8843-6668 e 9441-3344, com Ana Moraes.




Professor da UFPI pesquisa planta contra o câncer
http://piauinoticias.com/site/saude/1855-professor-da-ufpi-pesquisa-planta-contra-o-cancer.html





Seg, 27 de Setembro de 2010 18:15
noniO noni é uma fruta que está causando polêmica no campo da saúde. Com o nome científico de Morinda citrifolia, o noni é uma árvore de origem asiática que possui, segundo muitos pesquisadores, propriedades farmacológicas, podendo ser utilizada até no combate ao câncer. 

O professor do curso de agronomia da UFPI Francisco Rodrigues Leal, desenvolve uma pesquisa centrada no aspecto do cultivo do noni no Piauí. "O noni pode ser tranquilamente cultivado no Piauí, em solo preferencialmente natural, sem necessidade de agroquímicos, podendo ser plantado em qualquer quintal. É uma planta bem adaptada ao nosso clima", ressalta o pesquisador.

Embora a comunidade científica ainda não tenha se pronunciado definitivamente acerca das propriedades medicinais do noni, afirma-se que a ingestão da polpa do fruto é antioxidante, retarda a morte das células do corpo, e possui 20 aminoácidos dos 22 que o sangue necessita. O professor da UFPI destaca o benefício do noni para o sangue. "É comprovado que o sangue 'ácido' é mais propício ao desenvolvimento de doenças como o câncer. O noni contribui para aumentar o pH do sangue, tornando-o alcalino, e consequentemente, mais protegido contra o desenvolvimento de desequilíbrios", conclui o pesquisador.

Entre os compostos do fruto que beneficiam o organismo, podemos citar o ácido ascórbico, que é uma fonte de vitamina C; os ácidos linoléicos, que são ácidos gordurosos que regulam a absorção intestinal; as glucopiranosas, que regulam os níveis de açúcar; a acubina e o asperulósido, antibióticos naturais; a morindona e a morindina, que possuem propriedades antibacterianas e os bioflavonoides, antioxidantes, que impedem a formação de radicais livres, responsáveis pelo envelhecimento prematuro e degeneração das células.

É importante destacar outra substância presente no noni, o damnacantal e o morindiol, que é anticancerígena, pois inibe a ação de um grupo de células responsáveis pelo cancro. Ela impede o crescimento dos tecidos malignos e acelera o processo de formação de novos leucócitos, ou glóbulos brancos. Entretanto, mesmo que o noni possua um valor nutritivo inconteste, suas propriedades medicinais ainda são contestadas pelos cientistas da saúde. Nesse sentido, é preciso lembrar que sua classificação como remédio exige a realização de mais estudos que mostram segurança e, principalmente, eficácia para o tratamento de alguma doença.

É possível que com o tempo, princípios ativos sejam isolados do fruto, e que estes sejam testados para o tratamento de patologias, mas até o momento não há um número suficiente de estudos atestando absoluta eficácia no tratamento de patologias para as quais este fruto vem sendo recomendado. Estudos in vitro e em camundongos sugerem que o uso de componentes de noni possam ser úteis no tratamento de diversas patologias, mas esses dados ainda não podem ser transpostos para o uso clínico.

Assim, o seu uso não elimina a necessidade de acompanhamento médico ou de medicações se essas forem prescritas, no caso de portadores de doenças crônicas ou graves.

Fonte: Ufpi





PROFESSOR DA UNIVERSIDADE FEDERAL DO PIAUÍ (UFPI) ESTUDA OS EFEITOS PREVENTIVOS E CURATIVOS DO NONI


FONTE: http://www.180graus.com/cultura/professor-da-ufpi-estuda-os-efeitos-preventivos-e-curativos-do-noni-369815.html


Diferente da maioria das frutas, o Noni não possui uma aparência muito boa e sequer é saborosa. Mas tem um poder medicinal e nutritivo que chama a atenção de pesquisadores e profissionais da área de saúde. Desde 2005, o professor do curso de Agronomia da UFPI, Francisco Rodrigues Leal, estuda os efeitos preventivos e curativos que o suco de noni causam no organismo.
E, até agora, os resultados surpreendem. Segundo o professor, o suco dessa fruta atinge cerca de 30 enfermidades com um índice de 78% desde melhora até a cura. Doenças como diabetes, reumatismo, problemas no intestino, hipertensão, artrite, artrose, impotência sexual e até câncer podem ser abrandadas com o uso correto do suco de noni.
A explicação para esse poder medicinal está nos componentes da fruta. São mais de 153 fitonutrientes como vitaminas, minerais, aminoácidos e proteínas. “As demais frutas possuem menos de 10 fitonutrientes. Somente de enzimas, o noni possui 800 vezes mais que o abacaxi”, ressalta Francisco Rodrigues.
A pesquisa desenvolvida pelo professor da UFPI é baseada em relatos de pessoas da comunidade que fazem uso constante do suco de noni. “Alguns usuários trazem até exames feitos antes e depois de tomarem a bebida, mostrando os efeitos positivos”, conta o pesquisador.
Em pouco tempo, esses usuários deverão ser cadastrados e acompanhados para que as propriedades curativas e preventivas sejam comprovadas. “Para isso, faremos o acompanhamento etinobotânico, usando a relação entre o uso popular e o conhecimento científico”, explica Francisco Rodrigues.



Noni: a planta que cura 27 enfermidades


A planta chegou à Universidade Federal do Piauí há quatro anos e vem sendo alvo de diversos estudos
atualizado em 27/01/2009 11:28
Vez por outra, uma planta aparece no cenário nacional com a promessa de curar vários tipos de doenças. Em alguns casos, a fama é comprovada, em outros, os efeitos colaterais acabam por desmistificar o uso exagerado. Há algum tempo, os piauienses conheceram uma planta comum do Taiti, chamada popularmente de Noni. Muitos pesquisadores estão estudando os efeitos de seu fruto e já comprovaram, com 75% de eficiência, os efeitos positivos para a cura de 27 enfermidades. 

A planta chegou à Universidade Federal do Piauí há quatro anos e vem sendo alvo de diversos estudos. O fruto noni, que lembra uma graviola ou fruta do conde, é transformado em suco e misturado com suco de uva ou goiaba, em proporções já estabelecidas. O suco combate, entre outras doenças, artrite, artrose, reumatismo, diabetes tipo 1 e 2, dores de cabeça, impotência sexual, perda de peso e hipertensão. A planta pode chegar a três metros de altura e produz durante o ano inteiro.

O professor do curso de Agronomia e coordenador do Núcleo de Plantas Aromáticas e Medicinais da UFPI, Francisco Rodrigues Leal, diz que o noni já tem seu espaço garantido na Fitoterapia. “É uma fruta com um sabor e um cheiro diferentes que, aos poucos, a gente se acostuma. No seu país de origem, a fruta é largamente consumida in natura, como nós comemos a goiaba aqui”, comentou o professor.

De acordo com informações de Francisco Leal, o noni funciona porque tem como princípio elevar a imunidade da pessoa e recuperar as células danificadas. “Além, é claro de toda a riqueza de vitaminas e aminoácidos contidos na fruta”, disse. O concentrado deve ser feito na seguinte proporção: 89% da polpa da fruta e 11% de suco de uva ou goiaba. “Se o paciente fizer em um copo de 100ml deve usar 60% de polpa e 40% de suco de uva ou goiaba”, disse.

empresária Margarida dos Santos, de 55 anos, já pagou caro pela garrafa de suco comercializada no Brasil. “Comprei a garrafa em São Paulo. Eu sofria de refluxo gastro-esofágico e depois de 15 dias tomando o suco o problema começou a diminuir — já o remédio não tinha adiantado. O bem-estar aumentou, a pele melhorou bastante e meu cabelo parou de cair como vinha acontecendo de forma dramática. Já tomo o suco há três meses, de manhã em jejum”, informou. 

Francisco Leal alertou, porém, que cada caso é um caso. O paciente deve procurar orientação de um fitoterapeuta, para não correr o risco de usar medidas diferentes ou simplesmente não saber o tempo correto do tratamento. O setor de agronomia da UFPI conta hoje com pouco mais de cem plantas de noni e distribui mudas, em pequena quantidade, para a população.

Produto ainda não tem registro na Anvisa

A popularidade do Noni em alguns países está intimamente ligada ao seu poder terapêutico. Em 2003, a fruta virou febre nos Estados Unidos, que por lá, é misturada com blueberry ou cranberry. Em tempo: o cranberry, uma frutinha vermelha do Hemisfério Norte, é parente da groselha e, acredita-se, do cupuaçu. De acordo com estatísticas de 2003, uma garrafa do suco era vendida a cada dois segundos (ou menos) pelo mundo afora — sem falar das cápsulas e dos chás. Muitas pessoas também revendem o suco na Internet.

Agência Nacional de Vigilância Sanitária - Anvisa - informou, em maio de 2007, que o noni não possui histórico de consumo no Brasil e, portanto, a comercialização de qualquer alimento contendo esse ingrediente só será permitida após a comprovação de sua segurança de uso e registro na Anvisa. Ressaltou ainda que, de acordo com o artigo 56 do Decreto-Lei nº. 986/69 os produtos com finalidade terapêutica ou medicamentosa não são considerados alimentos. 

A Secretaria Estadual de Saúde de Goiás e de vários outros estados brasileiros proibiram a comercialização do suco vendido no Brasil, exatamente por causa da não comprovação da segurança da Anvisa. Controvérsias à parte, quem faz uso do suco do noni diz que seus efeitos são únicos e não se arrependem de tomar, diariamente. 

ORIGEM DA FRUTA NONI - Exibido no Globo Reporter

APRESENTAÇÃO DE SLIDES

Loading...